Depoimento Nathálya Nayres – Aprovada no TJ PE

1332

“Meu nome é Nathálya Nayres de Alencar Martins, tenho 23 anos, sou de Ouricuri – PE e fui aprovada em 2º lugar no concurso TJ PE.

Resolvi estudar porque precisava de emprego com estabilidade financeira para ajudar minha mãe a sustentar a família e para fazer minha faculdade. Para esse concurso, estudei 2 meses em casa e no trabalho (8hs por dia, mais ou menos) mais 1 mês e 1 semana só em casa (12hs por dia). Tive que me dedicar mais aos conteúdos específicos (todas as disciplinas), visto que não conhecia nada sobre eles, ademais para a redação (sempre fui ruim em produção textual). Estudava todos os dias, sempre que podia. Depois, organizei meu horário.

Começava e terminava no tempo certo. Fiz plano de aulas e segui à risca. Quando comecei a estudar para este concurso, ainda trabalhava (a maior parte do trabalho era viajando, serviço externo). Por isso, sempre que podia, estudava, mesmo dentro do carro, viajando. Quando estava livre das tarefas do trabalho, estudava lá mesmo. Depois, saí do trabalho e passei a só estudar (12hs diárias).

Estudei com o curso e a apostila que comprei do AlfaCon, códigos e leis impressos ou digitais, cadernos de resumos, aulas gratuitas, e fiz muitos exercícios e redações. Não estava sempre motivada, pois tinha que aprender em pouco tempo conteúdos muito difíceis para mim, e ficava bastante cansada por estudar muito. Pensei em desistir, mas tive professores que me animavam e me faziam, com suas palavras, renovar as forças.

Não desisti de muita coisa. Mas tive que abrir mão do contato com minha família, a qual estava sempre há um cômodo de distância, de relaxar com meus livros literários, de assistir a filmes dos quais gosto muito. Nunca gostei de sair de casa, mas, depois que comecei a estudar bastante, tive muita vontade de sair. Foi complicado, era muito a estudar em pouco tempo, na mesma rotina de ficar sentada 12hs por dia. Tive que lutar várias vezes comigo mesma para não desistir. Ainda bem que venci todas as pequenas batalhas, para me sair vitoriosa na maior delas.

Sou solteira, moro com minha família, a qual me apoiou nisso tudo. Eles não gostavam muito de me ver trancada no quarto, o dia todo, todos os dias, sem ver a luz do sol direito, mas sabiam que era o certo a fazer. Meus colegas me admiravam pela dedicação que eu empregava nos estudos, mas de vez em quando achavam que era um exagero meu.

Prestei outros concursos antes desse, sempre com o objetivo de passar (mesmo não estudando o suficiente). A cada reprovação senti vontade de desistir, porém uma força dentro de mim dizia que só precisava me dedicar mais, estudar mais para conseguir passar.

Comecei a estudar com a previsão de lançamento do edital, mas não me dediquei de verdade, no início. Fiquei com receio de o edital não sair, então só estudava aos poucos as novas disciplinas.

Conheci o AlfaCon por meio de um colega de trabalho, o qual estudava para a polícia. Ele havia me dado as aulas para eu estudar para outros concursos. O AlfaCon me auxiliou com conteúdos e motivação. Utilizava técnicas mnemónicas e de validação. Entender processo penal e civil. Esforcei-me mais às disciplinas que eram complicadas para mim. Estudei mais ainda para elas.

Perto da prova, continuei no mesmo ritmo. Não parei, nem relaxei. Aprendi vários assuntos, além de ter adquirido mais paciência, autocontrole e autoconfiança. Minha falha é não ter uma boa memória e precisar revisar os assuntos constantemente. Mas isso é bom, porque a mente sempre trabalha.

Para quem quer testar seus limites psicológicos e emocionais, melhorar como ser humano, e adquirir estabilidade financeira, o estudo contínuo e bem direcionado é uma excelente oportunidade. No início de tudo isso, você pensa que só vai estudar para ter um emprego, mas, com o tempo, descobre que essa experiência o ajuda a evoluir (adquire paciência, tolerância, autocontrole, etc.). Principalmente, continuando a estudar, você vai vencer, porque ninguém perde quando estuda, quando aprende.

Pode demorar um pouco, mas a caminhada é o que o prepara para lidar melhor com tudo mais à frente. Até mesmo para saber gerir suas próprias vitórias. Você só conhecerá melhor a si mesmo, alcançará seus objetivos e vencerá se não desistir.”

Comentários

comentarios