SAIBA TUDO SOBRE AS CARREIRAS TRIBUNAIS

389

Por ter uma grande oferta de vagas, os tribunais possuem concursos cobiçados por concurseiros de todo o Brasil. E como sempre pensando em você, nós da equipe AlfaCon preparamos uma matéria completa para quem se prepara para os concursos das Carreiras Tribunais.

Cada Estado da federação possui um Tribunal de Justiça, além do TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios), que é federal. Tribunais Regionais Federais totalizam 5 regiões divididas em todos os estados e no DF. Tribunais Regionais do Trabalho são 24. Tribunais Regionais Eleitorais são 27. Além disso, ainda temos os Tribunais Superiores: STF, STJ, TST, STM e TSE. Também temos o Conselho Nacional de Justiça, que não é um tribunal, mas compõe a carreira do Poder Judiciário da União.

Com a Justiça brasileira sendo dividida em cinco esferas: Estadual, Federal, Eleitoral, Militar e do Trabalho, há pelo menos dois concursos públicos para tribunais ao ano. Cada tribunal tem suas características específicas, mas no geral, os de âmbito federal possuem as mesmas exigências na seleção.

Editais
Os tribunais possuem dois padrões de publicação do edital quando se trata das vagas oferecidas. O primeiro é que dificilmente abrem concursos com grande número de vagas. E o outro, que é seu oposto: sempre convocam grande número de aprovados em relação às vagas ofertadas.

O motivo disso é que a rotatividade na carreira é considerável. Muitos servidores de tribunais são ou acabam se tornando bacharéis em Direito e entram nos tribunais apenas para adquirirem tempo de atividade jurídica para prestarem outros concursos da carreira jurídica, como magistratura, ministério público, advocacia pública e delegado. Quem não sai por esse motivo específico, acaba indo para outro órgão que paga melhor, como a Receita Federal e Tribunais de Contas.

Os tribunais estão sempre precisando de servidores. A crescente de processos judiciais nos últimos anos impactou nessa necessidade, pois demandam o trabalho de servidores altamente capacitados, tanto para assessorarem os magistrados, quanto para darem o suporte necessário nas áreas de apoio, desenvolvimento de projetos, criação de sistemas e administração de pessoas.

Como nos tribunais o turno de trabalho é reduzido (de 6h e 7h), os servidores têm mais tempo para estudar, sendo assim, atingem seus objetivos.

Cargos

info_carreiras_tribunais_cargos_nivel_medio info_carreiras_tribunais_cargos_nivel_superior

Dentro de cada cargo há diversas especialidades como por exemplo, para nível superior há cargos privativos para Médico, Dentista, Advogado, Engenheiro, etc. Para a área técnica específica temos por exemplo, tecnologia da informação, segurança, entre outras.

>> CURSO CARREIRAS TRIBUNAIS FREE

Benefícios e Remuneração
A boa estrutura e ambiente de trabalho, estabilidade e remuneração acima do mercado de trabalho são alguns dos principais atrativos para esta carreira. Outro benefício fundamental é a assistência à saúde. Os planos de saúde dos tribunais são muito prestigiados. Porém, alguns possuem planos próprios para os quais os servidores contribuem com uma pequena taxa e, caso utilize o plano, paga uma co-participação. Outros oferecem apenas um auxílio-saúde, que gira e torno de R$ 200 até R$ 300 por mês, podendo incluir dependentes. Além disso, os tribunais possuem excelentes profissionais da saúde que se dedicam ao atendimento dos servidores, e também são contratados mediante concurso público para sua área de atuação.

As remunerações variam de acordo com cada cargo. Por exemplo, Juízes têm remunerações na casa dos R$ 20 mil, Analistas recebem em média R$ 8 mil. Já os cargos de nível médio como Escreventes, Técnicos e Oficiais de Justiça possuem remunerações entre R$ 4 mil e R$ 6 mil, em média.

Outro benefício é o recesso forense que ocorrem anualmente de 20/12 a 6/1, de 20 dias. Além disso, o servidor ainda tem direito a férias. Por exemplo, se as férias forem agendadas para próximo ao recesso, o servidor terá 50 dias de férias anuais.

A possibilidade de atuar na pacificação social através da realização da justiça é um benefício “indireto”. Você ter a satisfação em saber que auxiliou na produção de uma decisão judicial que irá influenciar tanto a vida de duas pessoas que litigam judicialmente, como na de várias outras pessoas.

>> SOU + CARREIRA TRIBUNAL

Perfil do Servidor
Ser proativo, produtivo, ter atenção a detalhes e a prazos são algumas das características necessárias para se dar bem no trabalho em tribunais.
Algumas das diversas atividades no dia a dia de trabalho:

info_carreiras_tribunais_atribuicoes

Disciplinas mais comuns nos concursos
info_carreiras_tribunais_disciplinas

Muitos tribunais também exigem Raciocínio Lógico Matemático e Informática, porém não são todos. Atenção às matérias que cobram conhecimento específico do candidato naquela esfera. Por exemplo, na Justiça Estadual e Federal, os candidatos devem valorizar a normativa estadual e federal de organização judiciária, na Justiça do Trabalho, o foco é nas disciplinas de direito do trabalho e processo do trabalho, na Justiça Eleitoral, o direito eleitoral tem importância destacada e na Justiça Militar o concurseiro deve abordar a legislação especial pertinente.

 

Comentários

comentarios