Concurso TJ AL: Edital ofertará 131 vagas para nível médio e superior!

2009

Concurso TJ AL: Aprovada minuta do contrato com a FGV e edital ofertará 131 vagas totais!

A comissão responsável pelo concurso TJ AL se reuniu nesta tarde de terça-feira, dia 14/11 e aprovou a minuta do contrato com a banca organizadora, Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O certame ofertará 131 vagas totais, sendo 100 para o cargo de técnico judiciário, nível médio, 15 para analista judiciário – oficial de justiça, nível superior, 15 para analista judiciário – área judiciária, nível superior e 01 para analista judiciário – área de contabilidade, também de nível superior.

Resultado de imagem para botão curso clique aqui

Sobre a minuta, o presidente da comissão e também desembargador, Alcides Gusmão da Silva, explicou o seguinte:  “Ela será enviada à organizadora e posteriormente assinada pelo presidente do Tribunal, desembargador Otávio Praxedes, selando dessa forma o compromisso e a efetivação para o nosso concurso”.

Ainda segundo o desembargador, após a assinatura do contrato entre TJ/AL e FGV, os dois órgãos se reunião para definir a data de lançamento do edital. As provas devem ocorrer no prazo de 90 dias após a publicação. “Todos os esforços do Tribunal têm sido no sentido de lançar o edital ainda neste ano”, destacou Alcides Gusmão.

O edital para o Concurso TJ AL ainda não tem data exata para a publicação, porém a expectativa é de que o edital saia até o mês de dezembro, visto a necessidade do órgão.

De acordo com o presidente do TJ AL, a banca organizadora responsável pela organização do certame será a Fundação Getúlio Vargas – FGV.

Curso Online TJ ALAGOAS videoaulas + pdf (clique aqui e saiba mais)

“É outra prioridade de nossa gestão. Contamos com a colaboração dos setores competentes no sentido de agilizar o trâmite do processo  que resultará no lançamento de edital”, avisou o presidente.

 >> Confira a matéria no site do  tribunal <<


Concurso TJ AL: Foi publicado hoje, dia 24/08, pelo Tribunal de Justiça de Alagoas resolução que informa as atribuições e quantitativo de cargos vagos do órgão.

 Concurso TJ AL: Junto a essa resolução, foi anunciado os cargos vagos, ocupados e o quadro de áreas.

Ao todo são 307 cargos vagos! Pode-se esperar uma grande oferta de vagas no próximo concurso TJ AL.

TABELA DE ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS

Concurso TJ AL

>> Clique aqui e veja os demais cargos.

QUANTITATIVO DE CARGOS

 

Confira o quadro de áreas, cargos ocupados e cargos vagos do concurso TJ AL.

TÉCNICO JUDICIÁRIO



ANALISTA JUDICIÁRIO

>> Clique aqui e veja os demais quantitativos.

 


Concurso TJ AL – Foi definida quinta-feira, dia 16/02, a comissão dos servidores responsáveis para a realização do concurso para o Tribunal de Justiça de Alagoas. Vagas para técnico e auxiliar judiciário, nível médio. Confira!

<CLIQUE AQUI E ADQUIRA O CURSO PARA O TJ ALAGOAS – TÉCNICO JUDICIÁRIO – NÍVEL MÉDIO>

Concurso TJ AL – A comissão  responsável será formada por Alcides Gusmão da Silva (presidente), pelo juiz Hélio Pinheiro e pelo diretor-geral do TJ, Alexandre Sodré Arruda, além do diretor-adjunto de Gestão de Pessoas do Tribunal, Klístenes Silva Lessa, e do servidor Alexandre de Caiado Castro Moraes, que será o secretário e Raquel Faião Rodrigues, presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Alagoas.

Ainda será feito o levantamento do quantitativo de vagas que deverão ser preenchidas; portaria contendo os integrantes será publicada sexta, dia 17/02, de acordo com informações dadas pelo site do Tribunal.

O concurso visará ofertar vagas para os cargos de Técnico Judiciário, sendo necessário nível médio, e auxiliar judiciário, também sendo necessário nível médio. As remunerações giram em torno de R$ 4.339,20 para o cargo de técnico e R$ 2.493,39 para auxiliar judiciário.

 A comissão ainda fará o levantamento do quantitativo de vagas que deverão ser preenchidas. A escolha da organizadora do certame também ficará a cargo do grupo.

<CLIQUE AQUI E ADQUIRA O CURSO PARA O TJ ALAGOAS – TÉCNICO JUDICIÁRIO – NÍVEL MÉDIO

Concurso para 1º Grau

    Ao assumir a Presidência da Corte, em janeiro deste ano, o desembargador Otávio Praxedes afirmou que o concurso para servidores do 1º Grau seria uma das metas da sua gestão. O objetivo, segundo ele, é melhorar a efetividade da prestação jurisdicional.

    “Dados levantados pelo Conselho Nacional de Justiça indicam que há uma carência de servidores e de juízes, mas no caso dos magistrados já houve realização de concurso”, pontuou.

Fonte: Diretoria de Comunicação – Dicom TJ/AL 


Requisitos

Nível Médio:

  • Técnico Judiciário: ser graduado em nível médio ou curso técnico ou profissionalizante equivalente, correlacionado com possível especialidade, quando o exigir o exercício do cargo.

Nível Superior:

  • Analista Judiciário – área Judiciária – ser Bacharel no curso de Direito;
  • Analista Judiciário – área oficial de justiça avaliador: ser Bacharel no curso de Direito;
  • Analista Judiciário – área administrativa: ser graduado em curso de nível superior.
  • Analista Judiciário – área de apoio especializado: ser graduado em formação específica exigida para a investidura e conseguinte exercício do cargo, sendo exigido, quando for o caso, registro profissional, na forma estabelecida em Resolução do Tribunal de Justiça de Alagoas e no Edital.

>> CURSO TÉCNICO JUDICIÁRIO TJ-AL

Remunerações e Atribuições
Analista Judiciário Especializado – Judiciária (NS)

Atribuições: execução, observada a área de conhecimento em que é graduado o servidor e, por consequência, a categoria funcional na qual se tenha dado o seu ingresso no serviço público, de tarefas consistentes, com vistas à garantia da eficiência das atividades-meio e das atividades-fim do Poder Judiciário, entre outras.
Remuneração: R$ 9 Mil

Técnico Judiciário (NM)
Atribuições: execução de atividades-meio, de índole administrativa, indispensáveis ao adequado funcionamento do TJ e desembaraçado alcance das suas finalidades institucionais.
Remuneração: R$ 4.339,20.

 

Etapas do concurso TJ-AL
O concurso TJ-AL será compostos pelas seguintes etapas:
I – prova objetiva de conhecimentos teóricos, de natureza eliminatória e classificatória;
II – prova escrita de conhecimentos teóricos, de natureza eliminatória e classificatória;
III – prova de títulos, de natureza classificatória;
IV – comprovação de sanidade física e mental, de natureza eliminatória;
V – comprovação dos requisitos à investidura no cargo, de natureza eliminatória.

As três primeiras etapas serão aplicadas apenas para os cargos de nível superior. Poderá ainda, ser incluído como etapa do concurso público, programa de formação de caráter eliminatório, classificatório e eliminatório, ou, apenas, classificatório, bem como quando a natureza e a especialidade do cargo o exigir, teste de aptidão física. Caso específico para técnico – área de segurança.

Provas do concurso TJ-AL
A prova objetiva de conhecimentos teóricos será composta por questões objetivas de múltipla escolha ou certo ou errado. A matéria a ser exigida, bem como número de questões, a pontuação e os critérios de desempate estarão descritos no edital do concurso TJ-AL.

O Edital de cada concurso definirá como serão realizadas as provas escritas de conhecimentos teóricos ou discursivas, as quais considerarão, obrigatoriamente, conhecimentos da língua portuguesa.

Matérias do último concurso TJ-AL

Analista Judiciário Especializado – Judiciária
  • Língua Portuguesa (básicas);
  • Noções de Informática (básicas);
  • Atualidades (básicas);
  • Legislação do Estado de Alagoas (básicas);
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Civil;
  • Direito Processual Civil;
  • Direito Penal;
  • Direito Processual Penal.
Auxiliar Judiciário
  • Língua Portuguesa (básicas);
  • Noções de Informática (básicas);
  • Atualidades (básicas);
  • Noções de Direito Constitucional (básicas);
  • Legislação do Estado de Alagoas (básicas);
  • Noções de Direito Administrativo (específicas);
  • Noções de Direito Civil  (específicas);
  • Noções de Direito Penal  (específicas);
  • Noções de Direito Processual Penal  (específicas).
Técnico Judiciário
  • Língua Portuguesa (básicas);
  • Noções de Informática (básicas);
  • Atualidades (básicas);
  • Noções de Direito Constitucional (básicas);
  • Legislação do Estado de Alagoas (básicas);
  • Noções de administração (específicas);
  • Processo administrativo (específicas);
  • Gestão de pessoas (específicas);
  • Gestão da qualidade e modelo de excelência gerencial (específicas);
  • Noções de gestão de processos: técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos (específicas);
  • Legislação administrativa (específicas);
  • Noções de administração de recursos materiais (específicas);
  • Noções de arquivologia (específicas);
  • Noções de licitação pública: fases, modalidades, dispensa e inexigibilidade (específicas);
  • Ética no serviço público: comportamento profissional, atitudes no serviço, organização do trabalho, prioridade em serviço (específicas).
Último concurso

Ocorreu em 2012 o último Concurso TJ-AL, ofertando 172 vagas de Auxiliar, Técnico e Analista Judiciário, com salários iniciais de R$ 1.084,67 a R$ 5.789,13. O concurso foi organizado pelo Cespe/Unb. O prazo de validade do concurso já está esgotado e todos os aprovados foram nomeados.

Para mais informações sobre concursos, dicas e aulas gratuitas, acompanhe-nos nas redes sociais:

 

Comentários

comentarios