Início / Notícias / Concurso TJ-MS: comissão definida

Concurso TJ-MS: comissão definida

concurso_tj_ms

Foi aprovada a Resolução nº 166/2017, pelos desembargadores do Órgão Especial, esta Resolução dispõe sobre a regulamentação do concurso público para provimento de cargos efetivos da estrutura funcional do TJ-MS. Sendo assim, o concurso público para a oferta de cargos efetivos de primeira e segunda instância fica regulamentado. A norma está publicada no Diário da Justiça do dia 27/05. Após a composição da comissão interna, formada por três servidores, o próximo passo é a definição da banca organizadora, para posterior divulgação do edital, previsto ainda para este ano.

Na prática, os cargos efetivos que integram o quadro permanente do TJ-MS, serão preenchidos por candidatos habilitados em concurso público de âmbito estadual, obedecida a ordem de classificação para ocupação das vagas existentes, no primeiro e segundo graus, de acordo com a conveniência e oportunidade da Administração.

Hoje são 132 cargos vagos no TJ-MS, sendo a maioria para a carreira de Analista Judiciário, mas também há oportunidades na carreira de Técnico de Nível Superior. Para as carreiras, as remunerações iniciais variam de R$ 4.415,70 a R$ 5.065,56, acrescidas de adicionais por tempo de serviço e qualificação.

Serão classificados por meio de listagem única os candidatos inscritos para os cargos efetivos e para os cargo de Técnico de nível superior. Será contado a partir da data de publicação da homologação final o prazo de validade do concurso.

Serão 10% do total de vagas oferecidas reservadas para candidatos com deficiência, e as vagas não preenchidas serão destinadas aos demais candidatos, obedecendo a ordem de classificação. 

Último Concurso

Foram 9 vagas ofertadas no último concurso em 2015, para o cargo de Analista Judiciário, sendo destinado 10% para portadores de deficiência. Para se candidatar, os candidatos precisavam de curso superior bacharel em Direito. O vencimento base para a vaga é de R$ 3.782,26.

A prova objetiva teve 20 questões de língua portuguesa, 20 de conhecimentos gerais e 20 de conhecimentos específicos. Foram considerados aprovados na prova escrita os candidatos que obtiveram, no mínimo, 70% de aproveitamento do total de pontos e, no mínimo, 30% em cada uma das disciplinas da prova.

>> CURSO AVANÇADO TRIBUNAIS PREMIUM

Veja também

capa_TAF

TAF: saiba tudo sobre o teste

Os concurseiros que disputam os cargos na área de segurança pública, além de estudar para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *