Foi publicado na noite dessa quinta-feira 13/07, o edital do concurso público para o preenchimento de vagas do Tribunal de Justiça de Pernambuco. São 109 vagas ofertadas, sendo 60 para Técnicos de nível médio e 49 para Analistas de nível superior, distribuídas em 15 polos de todo o Estado. 5% destas vagas serão destinadas a pessoas com deficiência e 20% para negros.

Os editais preveem 30 horas semanais. A definição do horário de entrada e saída é flexível, e varia conforme o setor de lotação. Os concursos do TJ-PE são tradicionalmente realizados pela banca FCC (Fundação Carlos Chagas). Porém o edital deste ano terá a IBFC como banca organizadora.

As seleções compreendem prova objetiva de conhecimentos gerais e específicos, exigindo dos candidatos um altíssimo nível de preparação e um estudo pré-edital de muita dedicação.

Remuneração
As remunerações para esses cargos estão entre R$ 4.002,33 e R$ 5.215,28. Os valores da remuneração aumentarão. Ganhando inicialmente até R$ 5 mil, o servidor chega a classe CV com mais de R$ 20 mil.

>> CURSO TÉCNICO JUDICIÁRIO ADMINISTRATIVO TJ-PE

Atribuições
Os servidores da área de apoio desempenham importante papel no processo dos julgamentos, seja na realização de pesquisas jurídicas, na prestação jurisdicional, no aprimoramento dos processos de trabalho, na manutenção da esfera administrativa, na informatização dos serviços, entre outros tantos campos de atuação dentro TJ-PE.

Analista Judiciário – Área Judiciária
Requisitos: O último edital exigiu graduação em qualquer área para o cargo. Neste, pode ser que seja exigido diploma, devidamente registrado, de curso de nível superior de graduação em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.
Atribuições: Realizar atividades de apoio técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores; Acompanhar as diversas fases dos processos e atendimento ao público; Desenvolver atividades nas áreas: Judicial, Corregedoria, Consultoria e Assessoramento, Gestão de Pessoas, Gestão Judiciária, Gestão Administrativa, TI e Comunicação; Executar outras atividades da mesma natureza e grau de complexidade.

Analista Judiciário – Área Administrativa
Requisitos: Diploma ou certificado, devidamente registrado, de curso de Ensino Superior em qualquer área de formação, inclusive licenciatura plena, reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC).
Atribuições: Realizar atividades de apoio técnico e administrativo, favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores; Acompanhar as diversas fases dos processos e atendimento ao público; Desenvolver atividades nas áreas: Judicial, Corregedoria, Consultoria e Assessoramento, Gestão de Pessoas, Gestão Judiciária, Gestão Administrativa, TI e Comunicação; Executar outras atividades da mesma natureza e grau de complexidade.

Oficial de Justiça
Requisitos: Diploma ou Certificado devidamente registrado, de conclusão de curso superior em Direito, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.
Atribuições: Executar ordens judiciais e diligências externas relacionadas com a prática de atos de comunicação processual e de execução de decisões, sentenças e acórdãos, além daquelas previstas na legislação processual e decorrentes do cumprimento de decisões administrativas e jurisdicionais, inclusive avaliação de bens penhorados, nos termos do art. 680 c/c o art. 652, ambos do Código de Processo Civil. Exercer outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

Técnico Judiciário – Área Judiciária e Administrativa
Requisitos: Certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo 2º grau) ou de curso técnico equivalente, expedido por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
Atribuições: Desenvolver atividades a fim de fornecer apoio técnico (jurídico e administrativo), favorecendo o exercício da função judicante pelos magistrados e/ou órgãos julgadores e o exercício das funções necessárias ao adequado funcionamento das áreas do Poder Judiciário: Judiciária, Administrativa, Corregedoria, Consultoria e Assessoramento, TI e Comunicação, Gestão de Pessoas e Judicial; Atuar nas audiências, digitar sentenças e outros documentos, acompanhar as diversas fases dos processos e atendimento ao público. Executar outras atividades da mesma natureza e grau de complexidade.

Inscrições
As inscrições terão início no dia 24/07 até 24/08, com a taxa fixada em R$ 55,00 para os cargos de nível médio e R$ 63,00 para superior. Poderá ser solicitada a isenção da taxa entre os dias 24 e 27 deste mês. Esses procedimentos devem ser realizados no site da banca organizadora IBFC.

>> CURSO ANALISTA JUDICIÁRIO TJ-PE

Comentários

comentarios