Agências federais: concursos devem sair até dia 24 de dezembro

4

agencias-federais-concursos-ate-24-dezembro-alfacon

Para quem pretende prestar concurso para as Agências Federais, aqui uma boa notícia! A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) tem até dia 29 de dezembro para divulgarem os documentos que oficializarão a abertura das seleções. Isso porque, no dia 24 de junho houve a autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para a realização do concurso.

Concursos não serão afetados no corte de gastos do governo

Mesmo com o pronunciamento do Governo Federal sobre a suspensão dos concursos para 2016 (saiba mais aqui), as seleções que já foram autorizadas não sofrerão com os novos cortes. Isso significa que os concursos para a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não serão afetadas e devem divulgar suas normas de seleções até 24 de dezembro.

As Agências Federais são excelentes opções para quem busca estabilidade no emprego, boas remunerações, benefícios e valorização profissional. As remunerações de todos os concursos autorizados das Agências Federais são: R$6.071,52 para Técnico Administrativo, R$6.330,52 para Técnico em Regulação, R$11.444,29 aos Analistas e R$12.347,29 para os Especialistas. Dentro do valor de cada remuneração já está incluso o valor de R$373 do auxílio-alimentação.

Concurso ANP

O concurso da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) oferece 34 vagas: 14 para Técnico em Regulação de Petróleo e derivados, álcool combustível e gás natural, (nível médio ou médio/técnico) e 20 de Técnico Administrativo (nível médio). O Concurso da ANP está em processo de escolha da organizadora! 

Concurso ANAC

O concurso da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) está em processo final da escolha da organizadora. O edital deve sair logo em seguida com 150 vagas imediatas, sendo 15 para o cargo de Técnico Administrativo (nível médio), 45 para Técnico em Regulação de Aviação Civil (nível médio), 25 para Analista Administrativo (qualquer formação) e 65 para Especialista em Regulação de Aviação Civil (formação em áreas específicas).

Comentários

comentarios