Conheça a história de sucesso de quem já foi aprovado no concurso do INSS

24

fernanda - inss

Fernanda Heiss foi aprovada no cargo de Técnico do INSS em 2012 e, atualmente, ocupa o cargo de Gerente Executiva do INSS em Cascavel – Paraná. Conheça a história de sucesso dela:

AlfaCon: Em que ano ingressou no INSS?

Fernanda: Iniciei meus estudos para o INSS no AlfaCon em janeiro de 2011, quando estava para sair o edital. Estudei por cerca de um ano. Durante este período, o edital ficou sendo postergado, assim consegui uma boa preparação. Escolhi uma cidade pequena, Assis Chateaubriand, onde havia apenas uma vaga, e fiquei colocada em 3º lugar. Eu acreditava que nem seria nomeada, porém, no dia 26/04/2013, 14 meses após a prova, chegou a minha nomeação. Fui aprovada no concurso de Técnico do Seguro Social e percorria 200 km, ida e volta, diariamente. Em julho de 2014, consegui minha remoção para o INSS em Cascavel.

Aqui você encontra informações sobre edital 2015 do INSS.

A. Quais são as atribuições que você realiza?

Fernanda: Atualmente sou Chefe substituta da Seção de Logística, Licitações e Contratos e Engenharia (SLLCE). Trabalho no Setor Administrativo dando suporte a 18 agências da Previdência Social. Amo o que faço, meu trabalho é desafiador porque temos que gerenciar os contratos de prestação de serviços da Gerência inteira. No INSS, há diversas áreas para se trabalhar, com muitas possibilidades de crescimento profissional. O Técnico pode permanecer no atendimento da Agência, trabalhando com o Direito Previdenciário, concedendo aposentadorias, pensões, benefícios em geral, ou trabalhar no Setor Administrativo no suporte às Agências em vários setores como recursos humanos, financeiro, logística, suporte a sistemas.

A. Em relação à remuneração, os servidores possuem outros benefícios?

Fernanda: A remuneração inicial é a prevista no edital, com algumas vantagens. Há benefícios como auxílio-transporte, saúde e creche. E a maior de todas é que há uma avaliação do trabalho desempenhado pelo gerente da Agência. Após cerca de seis meses em atividade, se aprovado, passa a receber uma Gratificação a mais em torno de 20% líquido, retroativa ao início da atividade, ganhando a diferença dos 6 primeiros meses na próxima remuneração.

A. Como era a sua rotina de estudos até a aprovação?

Fernanda: Estudava cerca de 8 horas por dia em casa, mais o cursinho. No início, focava bastante nas leis e teoria, com práticas de exercícios e simulados. Quando saiu o edital, intensifiquei os exercícios: fazia cerca de 100 exercícios por dia em duas matérias distintas. Buscava controlar a ansiedade e estudava conforme as dicas dos Professores do AlfaCon, focando bastante nas matérias de Previdenciário e Português. Tenho certeza que a minha aprovação foi pelo conjunto de ações desempenhadas: teoria/exercício/simulado. Os simulados foram essenciais para a aprovação, pois me permitiram estar tranquila no dia da prova. Deixei colegas, amigos, parentes, tudo para trás. É difícil, ocorrem muitas críticas, piadas, porém, hoje, vejo que tudo valeu a pena. Tenho meu cargo público, estou tranquila e aproveito minhas férias com viagens, jantares e mordomias que não podia antes de estar aqui no INSS.

A. Quais são as principais vantagens de ingressar no INSS?

Fernanda: O INSS é um órgão bom de se trabalhar, há a vantagem de trabalhar 6 horas por dia na maioria das Agências. O concurso é feito por cidade, o que dá a possibilidade do candidato escolher para onde deseja residir. Quando fiz minha escola, fiquei com receio de escolher a minha cidade (Cascavel – PR) por acreditar que a pontuação da cidade seria mais alta e, talvez, eu não conseguisse ser aprovada. Então, acabei escolhendo uma cidade pequena e próxima. Porém, para a minha surpresa, em Cascavel eu teria conseguido o 1ºlugar, enquanto, em Assis Chateaubriand, fiquei na 3ª colocação. Por isso, o candidato deve sentir firmeza e fazer para onde quer morar, não apenas onde acredita que conseguirá passar.

A. Há uma expectativa para que o concurso seja autorizado em breve, será que podemos aguardar o edital ainda para este ano?

Fernanda: Bom, estamos precisando urgentemente de mais servidores. Como não há concurso vigente, acredito que o edital saia ainda este ano. Há muitos servidores com condições de se aposentar, sendo que muitos estão se aposentando, e isso causa um déficit de pessoal em todas as áreas da Previdência. Minha dica é que o candidato se prepare, independente de quando saia o edital, para que esteja preparado sempre.

Comentários

comentarios