Conheça o aluno AlfaCon classificado em 1º Lugar no TRT-15

4

O concursando Guilherme Baroni Leite fez o concurso para o Tribunal Regional do Trabalho 15 Região e foi classificado em 1º lugar no polo de Ribeirão Preto. Confira o depoimento completo:

guilherme_0trt15Guilherme Baroni Leite:
“Comecei a estudar para concursos logo que voltei ao Brasil (morei 10 meses na Irlanda), em julho de 2012. Como não estava encontrando boas opções na área em que me formei encontrei nos concursos públicos a oportunidade de boas condições de trabalho e remuneração. Assim, conheci o Alfacon em alguns vídeos do Youtube, sendo que vários deles me serviram de inspiração e fonte de conhecimento para continuar na luta diária até a aprovação. Até ser nomeado em meu primeiro concurso tinha dedicação total aos estudos, estudando boa parte da manhã e da tarde. Após minha nomeação fiquei com menos tempo para estudar, mas sempre estudava antes e depois do serviço, sempre arrumando um tempinho para ler um pouco mais de matéria dentro do ônibus, na hora do almoço. Minha base sempre foi meus resumos, leitura da lei + súmulas e Ojs do TST e exercícios, complementando com algum material que exige um pouco de conhecimento de doutrina.
Meu primeiro concurso foi o da USP, que sequer fui classificado. Depois prestei outros concursos CRMV-SP, fiquei em 2º lugar e CRTR-SP também em 2º lugar, até o concurso que estava me preparando: TJ-SP, que fiquei em 16º lugar no polo de Batatais. Depois disso foi atenção exclusiva às matérias dos TRT’s.
O primeiro TRT que prestei (quando me senti realmente preparado) foi o da 15ª Regão, concurso este que fiquei em 1º lugar no polo de Ribeirão Preto. Fiquei muito feliz ao ver meu nome entre os classificados. É uma sensação de dever cumprido, de recompensa pelo tanto de esforço e disciplina que estudar para concursos exige. Vou esperar minha nomeação no TRT-15 e aí vou ver que caminhos vou seguir, mas o cargo de TJAA foi o que tinha como objetivo quando comecei e estou feliz por ter alcançado isso. Obrigado pela oportunidade, e pelas várias dicas dos professores do AlfaCon que foram essenciais para as minhas aprovações.
Gostaria de deixar a todos os concurseiros que ainda estão na luta uma mensagem: continuem e não desistam! Se passei nos concursos que passei foi porque estava disposto a encarar as consequências que estudar para concursos exige e fazer algo diferente da maioria: acordar cedo e dormir tarde para estudar, fazer milhares de exercícios, deixar de fazer várias coisas para ter mais horas para estudar, etc. Força e foco e um grande abraço!”

Comentários

comentarios