Convocados ANP 2015: Conheça a história do Leonardo Labruna e Rodrigo Correa

175

pf_213_anp_fb

Nesta quarta, dia 15 de julho, saiu a lista de convocados para a Academia Nacional de Polícia (ANP). Dos 600 convocados, 213 são do AlfaCon, além do segundo e o nono lugar nacional. O concurso para Agente de Polícia Federal (nível superior) aconteceu em 2014 e ofertou 600 vagas para o cargo com remuneração inicial de R$9.075.59.

E como histórias de sucesso devem ser compartilhadas, nós trouxemos duas histórias de quem foi convocado para a ANP 2015, confiram!

Depoimento Leonardo Labruna – 9° colocado Nacional:

10352282_375357445969406_6966533541738962333_n“Em meados de 2013, sem vislumbrar muitas perspectivas para o meu futuro profissional, após me desiludir completamente com a faculdade que acabara de concluir, decidi estudar para o concurso de agente da Polícia Federal, em busca de estabilidade financeira e de uma profissão que fosse condizente com a minha personalidade. Foi quando conheci o curso presencial do Alfa Concursos e me mudei para a cidade de Cascavel, no interior do Paraná. Lá fiz grandes amigos e aprendi verdadeiras lições, não só relacionadas às matérias do concurso, mas, principalmente, lições de vida. Após 1 ano e 4 meses de uma árdua rotina, com 8 horas diárias de estudo, aulas e simulados, enfim veio o resultado da prova que mudaria a minha vida: 9º colocado nacional. Mais alguns meses de angústia com as demais fases – físico, médico e psicotécnico –, e, no dia 15/07/2015, lá estava o meu nome na lista de convocados para o curso de formação na Academia Nacional de Polícia. A sensação de satisfação e reconhecimento é indescritível, de modo que só posso agradecer àqueles que me apoiaram nesse período e desejar muita sorte a todos que desejam e batalham por esse objetivo!”

Depoimento Rodrigo Correa:

10628431_10152574558003820_2301067527851228136_n“Minha jornada no mundo dos concursos iniciou, em meados de 2013, após perder meu emprego. Mas como começar? Fui buscar no Google uma ajuda e o primeiro vídeo que encontro estava Evandro e Sena falando sobre concurso público. Aquele estilo paizão do Sena não combinava com aquele jeito “marrento”, “arrogante” daquele “tal de Evandro” (sei lá quem era esse cara). Eu vendo aquilo fiquei desconfiado, quase fechei a pagina umas dez vezes. Mas consegui entender uma mensagem subliminar em tudo aquilo e algo me fazia não sair dali (graças a Deus).

Fiz EPF 2013 com pouco tempo de estudo. Resultado, 36 pontos. Achei fantástico. Senti-me quase um gênio. Em agosto de 2013 iniciava meu projeto. Sempre sonhei com o cargo de agente da PF e para isso me preparei 100% focado nele. Estudava doze horas por dia. Seguia a risca as técnicas ensinadas pelo AlfaCon. Depois de um ano estudando pelo online recebi um convite do Evandro para ir estudar em Cascavel. Não pensei duas vezes. Cheguei a Cascavel e percebi o quão difícil seria. Passava o dia inteiro dentro do alfa. Abri mão de muitas coisas. Mas sabia que no fim tudo valeria a pena. No último mês, era aula das sete da manha ate 01hora da madrugada. Três horas de sono por dia eram suficientes.

No dia da prova um turbilhão de sentimentos. Notei o grau de dificuldade elevado. Ao sair estava desnorteado. Tinha que me preparar para EPF e PRF em 2015. Pelo extraoficial tive uma pontuação muito baixa. Evandro me ligou e disse a ele que tinha ido muito mal. E ele com toda calma do mundo falou: “Espera o provisório, muita coisa pode mudar.” No resultado provisório, para minha surpresa havia subido 16 pontos, entrando novamente na briga por uma vaga. Porém era só o início. O resultado definitivo só sairia dia 26 de janeiro. Foi um mês que “demorou mais que um ano”.

No dia 26, já me preparava para ir a academia treinar, quando soube que o resultado havia saído. Começou uma tremedeira da cabeça aos pés nunca sentida antes. Ao ver meu nome naquela lista a sensação foi indescritível, única, inexplicável. Eu chorei, sorri, gritei, não sabia o que fazer. Logo após, recebo uma ligação. Ao atender, ouvi aquele sonoro: “Alô você, tu tá dentro moleque, não te falei?” E o melhor, dentro das vagas.

Veio o tão assustador TAF, eu estava preparado. Tinha um treino bem puxado. Perdi 10 kg durante essa fase. No dia do TAF, a confiança foi fundamental na minha aprovação. Logo após, vieram as outras fases. O preenchimento da FIC, os exames médicos e o temido psicotécnico. Restava aguardar o resultado dessas fases e preparar-se para tirar as certidões e comprar o enxoval. O tão esperado resultado sairia dia 9 de junho. Foi um dia bem longo. Acordei às 9hs e o resultado saiu quase às 19hs. Estava confirmado, aprovado em todas as fases. Sensação de dever cumprido.

Faltava a convocação e quando saiu, lá estava meu nome. Agora sim, rumo à ANP. Quase impossível definir os sentimentos. Alegria ímpar. Olhando para trás vejo que tudo valeu a pena e faria tudo de novo, quantas vezes fossem necessárias.

Primeiro agradecer a Deus. Muito obrigado mãe, meu padrasto, minha esposa (sempre parceira), meus sogros. Obrigado a TODA equipe ALFACON. Todos vocês foram fundamentais nessa conquista. Que Deus ilumine a vida de todos vocês, sempre. Obrigado, Evandro Guedes, por toda confiança e oportunidade.

Amigos concurseiros, acreditem SEMPRE. Todo cansaço, renúncia, estresse, tristeza valerão a pena quando chegar a sua aprovação.

 ‘Quem acredita sempre alcança’…”

Comentários

comentarios