Depoimentos dos aprovados nas Carreiras Policiais

383
Luis Felipe Lima de Souza – Aprovado no concurso PM-PA 2017

“Meu nome é Luis Felipe Lima de Souza, tenho 25 anos e moro em Dom Eliseu-PA. Fui aprovado no concurso PM-PA e estou concluindo um curso tecnólogo, com objetivo de prestar o concurso da PRF.

Decidi estudar para concurso público por causa da estabilidade. Na verdade, nunca estudei especificamente para o concurso da Polícia Militar, quando saiu o edital estudei por cerca de 2 meses as matérias específicas pois já tinha um conhecimento razoável de outros concursos, como o do meu cargo atual (Agente de Trânsito), estudava cerca de 2 a 3 horas por dia. Sempre trabalhei e estudei, no começo estudava somente a noite depois do serviço, mas com o passar do tempo fui aumentando a carga horária e comecei a estudar durante a madrugada e finais de semana. Estudei com vídeo-aulas e comprei uma apostila da PRF, todos os materiais do AlfaCon, material de ótima qualidade focado no conteúdo cobrado pela banca.

Durante a preparação sempre surge a incerteza e a motivação vai diminuindo, então sempre procuro vídeos no YouTube com depoimento de aprovados e vídeos de curso de formação especificamente da PRF isso sempre me dá um ânimo.         

Sempre encontrei um tempinho para relaxar um pouco e tirar a tensão dos estudos. Sou casado, mas não tenho filhos, minha esposa sempre me deu apoio. Tentei a aprovação nos concursos MP-MA, TRT-PA, TJ-PA, BM-PA e alguns municipais, obtive aprovação no concurso municipal, no TJ-PA fui aprovado fora do número de vagas (139) e aprovação na PM-PA.

Já sabia que esse concurso da PM-PA iria sair, porém só comecei a estudar quando abriu o edital. Conheci o AlfaCon porque um amigo falou que tinha uns caras bons no YouTube um tal de “ALFA”, aí fui pesquisar e encontrei um vídeo do Evandro. O AlfaCon me ajudou de todas as formas, mas o essencial foi a motivação.

A maior dificuldade foi a motivação e falta de estrutura para estudar, sem nenhuma pessoa para conversa sobre concurso a única coisa que restava era apelar para a internet. Superei através do investimento e recursos, como internet e materiais de estudo.

Na véspera da prova tento relaxar o máximo possível pois a ansiedade não me deixa dormir direito e isso atrapalha no dia da prova. O passo principal para a aprovação foi a escolha de um curso de qualidade e a principal falha foi ficar tentando vários concursos.

A dica principal é foco, escolha uma área de concurso e siga em frente. Não tente ficar mudando de área por qualquer concurso, o foco é o principal para uma aprovação mais rápida.”

Silmara Cristina de Souza Pantoja – Aprovada no concurso PM-PA 2017

“Meu nome é Silmara Cristina de Souza Pantoja, tenho 20 anos e moro em Ananindeua-PA. Decidi estudar para concurso em razão da estabilidade financeira, a qual muitas vezes a iniciativa privada não traz. Estudei por 3 meses direto. Parece pouco tempo, mas irei explicar o motivo. Na verdade, sou graduanda no curso de Direito, então, quando o edital do concurso público da PM do estado do Pará foi lançado, estava no período de provas na universidade, assim que as conclui comecei a me preparar para o concurso. Vi que tinham muitos tópicos relacionados principalmente ao Direito, o qual já tinha visto, então nesses, apenas fazia revisar, através de questões. O mesmo se deu com matérias como português, matemática, história e geografia, em razão de ter concluído meu ensino médio em 2014, alguns pontos ainda estavam muito recentes, por isso, revisada novamente fazendo questões. Com relação ao conhecimento específico, foi justamente onde me dediquei mais. Costumava fazer resumos e esquemas para conseguir assimilar mais rápido num curto período de tempo. Também adorava ir aos aulões, testava o meu conhecimento e também via o nível dos concorrentes. Como foi meu primeiro concurso, tinha medo de estar estudando pelo método errado, fazendo resumo, mas na verdade, isso me auxiliou bastante, porque consigo aprender mais rápido escrevendo, e novamente fazendo o máximo de questões que podia. E com relação a rotina de estudos, de manhã cedo fazia um curso preparatório e a tarde mais a noite assistia vídeo-aulas e pegava materiais do AlfaCon. Parando sempre para descansar. E tirava um dia da semana para sair. Nesse período, estudei apenas para o concurso.

Estudei por vários materiais, entre eles materiais do AlfaCon, que sempre tiveram todo o conteúdo pedido no edital, para não me dispersar e saber o que deveria estudar. A minha meta era cumprir os tópicos do edital. Sempre estive motivada porque recebi muito apoio dos meus pais, e certamente isso foi essencial. Nunca pensei em desistir, mas teve um período que me questionava, pois poderia está aproveitando minhas férias, mas estava afundada nos livros. Mas valeu muito a pena. A abdicação faz parte justamente desse momento. Exclui algumas redes sociais que me tiravam tempo, como Facebook. Também não podia ir ao cinema, sempre. Nesse período também namorava e via bem raramente meu namorado, justamente para me dedicar mais. Sabia que a disciplina seria fundamental.

Agora sou solteira e moro com minha mãe. Todos da minha família me apoiaram, alguns diziam que ia ficar louca se não parasse de estudar, que deveria estar descansando, mais ou menos isso. Mas não me desestimulei. Esse foi o primeiro concurso público que realmente me preparei, mas já havia feitos outros para treinar. O primeiro foi do TJ-PA, na época do meu convênio, em 2014. Eu gostei muito. Sabia que se eu tivesse estudado conhecimento específico poderia ter passado, mas não tive tempo, pois me dedicava para a prova do vestibular, que naquele instante era prioridade. Mas a experiência foi excelente!

Conheci o AlfaCon através de um amigo. O AlfaCon me ajudou por meio das vídeo-aulas e dos materiais. Tirei muitas dúvidas principalmente com relação a legislação específica. O entendimento era sempre claro.

Quanto as técnicas que utilizava para meus estudos, gostava de fazer frases. Até desenhos para lembrar. Montava tabela, mas sempre escrevendo. Acho isso fundamental para maior fixação. A maior dificuldade foi o cansaço. De me perder com muito conteúdo. Precisava ter disciplina, por isso montava um calendário de estudos. Sempre pensava que aquele período ia passar, precisava saber que o cansaço era às vezes até psicológico, que não poderia me encher de barreiras. É preciso supera-las, principalmente quando se trata de concurso público.

Eu me sentia segura. Então estava mais calma próximo da prova. Sabia que tinha estudado o necessário e sempre pensava que eles não poderiam cobrar algo que não estava no edital. Falhei quando confiei de mais no que eu sabia e nos últimos momentos antes da prova não revisei. Lembro que troquei o gabarito de três questões de Direito por insegurança. E o pior, mudei para o errado.

É difícil, não é um caminho fácil. É o momento que você abre as redes sociais e vê um monte de gente indo as melhores festas, restaurantes, tendo os melhores carros e você está ali, abarrotada de livros para estudar. Mas devemos pensar que somos sempre capazes. Esse ainda é meu primeiro concurso, pretendo fazer da polícia civil para delegada e da polícia federal, que é minha meta desde já. E sei que perseverar e acreditar que somos capazes faz com que consigamos.”

João Fellipe Mota Rodrigues – Aprovado no concurso PM-GO 2017

“Meu nome é João Fellipe Mota Rodrigues, sou de Turvânia-Goiás e sou formado em Gestão em Segurança Pública e Privada.

Comecei a estudar para concurso público quando eu percebi que é a única forma de conquistar um futuro melhor. Eu estudo desde setembro de 2016, inicialmente para a PC-GO, um amigo me passou algumas vídeo-aulas antigas de 2012 que ele tinha em um HD e foi assim que eu conheci o AlfaCon. Logo eu comprei um curso online atualizado e próprio para a Polícia Civil. Minha rotina era uma bagunça eu esgotava matérias, não tinha material didático, e assim obtive a minha primeira reprovação na PC-GO. Após assistir o “como estudar para concursos públicos” eu vi que tinha algo errado e assim passei a ouvir os professores e percebi uma melhora significativa nos estudos.        

A minha deixa para começar a estudar para concurso foi a minha primeira demissão, e para mim foi a melhor coisa que poderia ter acontecido pois facilitou muito o meu estudo. Eu passo o dia todo estudando e para obter a minha aprovação percebi que tinha de abdicar de muitos lazeres, não é uma tarefa fácil mas sei que é necessário.       

Sempre estudei com o AlfaCon. Todos os meus materiais didáticos são do AlfaCon inclusive o curso online, e tenho que agradecer pois sei que sem o suporte que vocês dão minha aprovação estaria longe de acontecer. Após as minhas primeiras reprovações pensei em desistir, mas foi por um só momento, pois o professor Evandro Guedes ensinou que para estudar para concursos devemos queimar os nossos barcos e eu queimei o meu.  

Abdiquei de muita coisa, como Facebook, WhatsApp, vida social. Eu sei que a minha vida de concurseiro está apenas começando, a PM-GO é apenas um começo para que eu possa me preparar melhor para os grandes concursos que sempre estão aí PF, PRF, DEPEN.             

Perdi muitos “amigos” desde que eu comecei a estudar, mas meus pais me apoiam muito pois sabem a importância do estudo. Reprovei na PC-GO e no concurso do CBM-GO, mas para mim as experiências que eu obtive com eles foram muito importantes. Comecei a estudar (errado) com o edital da PC-GO prestes a abrir e desde então não parei até chegar no dia da minha aprovação na PM-GO.  

Conheci o AlfaCon através de um amigo. O AlfaCon foi essencial para a minha organização. E também no material didático que é o melhor. A minha técnica é ouvir os professores. No curso eles sempre dizem onde é o lugar de decorar e onde é o lugar de entender. A maior dificuldade é o medo de nunca conseguir ser aprovado. Mas superei esse medo com motivação, sem dúvidas. A motivação é algo interna e muito forte quem tem pode chegar em qualquer lugar.

Nos últimos momentos antes da prova bate uma ansiedade muito forte. Mas eu sabendo disso tinha meu caderno para cada matéria e meus resumos então na última semana eu foquei nisso.     

Queria ter tido mais tempo para estudar, acredito que eu comecei meio que em cima da hora. Se eu tivesse começado antes teria tirado uma nota melhor e estaria encaminhado para os próximos concursos de nível federal que virão. Mas não desistam. O caminho é sofrido, mas com esforço e força de vontade no final dá tudo certo. E não tem coisa melhor do que ver seu nome entre os 10. Realmente é uma sensação muito gratificante. Alfartanos, força!”

Paulo Henrique Marciel Souza – Aprovado no concurso PM-GO 2017

“Meu nome é Paulo Henrique Marciel Souza, moro em Bom Jardim de Goias e tenho 19 anos. Possuo formação em Gestão em Segurança Privada e decidi estudar para concurso público por ser algo que é para vida toda, carreira de vida e estabilidade, mas minha meta é PRF ou PF, quero ir além de um Policial Militar, porém tudo começa de baixo, então vamos subir degrau por degrau.

Estudei muito tempo, apenas uns 3 meses antes da prova, porém peguei firme mesmo no último mês estudando todo dia na parte da manhã até a noite, parando apenas para comer. Estudei apenas as matérias especificas focando nas que estava tendo mais dificuldade, que seria Direito Administrativo. Estudei bastante também pelo amor que adquiri pelas matérias de Direito Penal e Constitucional por conta dos professores Adriane Fauth e o professor Evandro Guedes.             

Não estava trabalhando, estava só por conta dos estudos, por esse motivo acho que meu desempenho na prova deveria ter sido melhor. Consegui comprar a apostila do AlfaCon da PM-GO, estudei por ela e pelos vídeos no YouTube do AlfaCon. Como era meu primeiro concurso não sabia direito como estudar, nem de quais materiais precisava, mas no fim deu tudo certo. Durante todo o período estive motivado, pois sempre quis seguir carreiras policiais, as vezes acordava com preguiça de estudar, mas lembrava que a prova estava chegando, e me sentia obrigado a passar, pois tinha na cabeça que minha vida de verdade só começaria após passar nesse concurso.

Abri mão de muita coisa mesmo, parei de sair, de beber, jogar bola, que é algo que gosto muito. Afastei de todos os amigos, apenas consegui conciliar meu relacionamento pois minha namorada estava estudando comigo e me dando força sempre.

Eu namoro e moro com meus pais, todos me apoiaram inclusive minha namorada até estudou junto comigo com a intensão de passar também, porém não conseguiu, mas isso não a desmotivou, vai continuar tentando. Alguns amigos acabaram se afastando um pouco. Além de tudo meu pai por ser Policial Militar me deu muita força também.

As únicas provas que tinha feito em maior nível foi ENEM, este foi o meu primeiro concurso e apenas comecei quando abriu o edital, pois surgiu este curso de Gestão em Segurança Privada que me fornecia condições de prestar o concurso, porque antes disso eu não tinha graduação necessária.           

Conheci o AlfaCon na internet, procurando vídeo-aulas para estudar, então achei um vídeo de direito penal do Evandro Guedes e adorei, então pesquisei por mais vídeos do AlfaCon. O AlfaCon me ajudou de todas as formas, com material, motivação e suporte de estudos.         

Minha técnica de estudo é apenas leitura, o que acho importante transcrevo, e resolvo bastante questões, sempre as corrigindo para saber onde estou errando.

Minha maior dificuldade foi ficar sem trabalhar e dentro de casa o tempo todo. Mas procurava fazer com que o tempo passasse mais rápido possível, então eu estudava bastante e procurava me interessar pelas matérias.

Quando a prova se aproximou, potencializei os estudos, um pouco ansioso, mas não nervoso. Sempre fui muito calmo em questões de prova, acho que por isso me saia bem.

Acredito que pelo tempo que tinha livre poderia ter estudado mais e tirado uma nota mais alta. Mas não desistam, estudem bastante, tenham foco força e fé. E lembrem do que o nosso professor Evandro Guedes diz “Pensar alto e pensar baixo dá o mesmo trabalho, então vamos pensar alto”. Mesmo que venha as dificuldades do dia a dia, passe por cima delas que no fim do túnel sempre haverá uma luz para te acolher.”

Paulo Cezar Grigio – Aprovado no concurso PC-PR

“Minha preparação para o Concurso da Policia Civil do PR iniciou-se no AlfaCon, onde encontrei professores especialistas em concursos públicos. Com aulas dinâmicas e material sintetizado meus estudos renderam muito. Através da equipe do AlfaCon percebi que o estudo fora de sala de aula tem de ser programado, então elaborei meu cronograma estudando em média 4h por dia durante 2 meses. Ainda aprendi a interpretar a banca elaboradora da prova.

Minhas expectativas antes da prova eram boas, pois, participei de 2 simulados do AlfaCon que me deixaram mais confiante na minha aprovação. Depois do resultado positivo no concurso acabei diminuindo meu ritmo de estudos por um período de um mês até passar a ansiedade das próximas etapas do concurso. No momento estou voltando ao meu ritmo de estudos para o próximo certame.

O AlfaCon foi e está sendo essencial na minha preparação. Com uma equipe de retaguarda organizada que dá todo o suporte para o bom funcionamento do curso e professores focados nos editais mostrando aos alunos a maneira correta de se preparar para concursos o AlfaCon vem auxiliando muitos alunos a alcançarem a aprovação.

Para quem está iniciando agora nessa luta de concurseiro fica algumas dicas:
– Escolha e foque a área de preferência: Tribunais, Carreira Policial etc;

– Organize seus estudos: reserve um horário para estudar em casa elaborando um cronograma para não estudar muito uma disciplina só;
– Decifre a banca que irá elaborar a prova: resolva provas anteriores da mesma banca;
– Sintetize seu material de estudos: estude o que será cobrado;
– Por fim, procure um curso preparatório onde poderá ser orientado com maior precisão. Eu recomendo o AlfaCon.

Aos professores e a equipe do AlfaCon fica meus agradecimentos a motivação e apoio nessa caminhada!”

 

Comentários

comentarios