Dicas PRF – Língua Portuguesa: Porquês

962

Confira mais algumas dicas da matéria de Língua Portuguesa!

O uso dos porquês é um assunto bem importante para todos os concurseiros e com ele também vem muitas dúvidas. A professora Giancarla Bombonato separou algumas dicas para esclarecer o emprego dos porquês para que não haja mais imprecisão a respeito desse assunto.

Por que?

“Por que” separado e sem acento é usado no início das frases interrogativas diretas ou no meio, no caso de frases interrogativas indiretas. Em perguntas ou como pronome relativo, com o sentido de “por qual e “pelo qual”.

  • Por que ele faltou à aula? (pergunta direta)
  • Os lugares por que passamos eram lindos. (pelos quais)
  • Digam-me por que ele faltou à aula. (pergunta indireta)

Porquê?

Como um substantivo. Escrito junto e com acento circunflexo significa “motivo” ou “razão”. Aparece nas sentenças precedido de artigo, pronome, adjetivo ou numeral com objetivo de explicar o motivo dentro da frase.

  • Todos sabem o porquê de sua alegria.
  • Você pode me explicar o porquê de tanta gente complicar algo fácil?

>> Não perde tempo não! Comece sua preparação com o AlfaCon!

Por quê?

Separado e com acento circunflexo é usado no fim das frases interrogativas diretas ou de maneira isolada. Antes de um ponto mantém o sentido interrogativo ou exclamativo.

  • Eles estão preocupados por quê? (pergunta direta)
  • Está atrasado não sei por quê. (pergunta indireta)

Porque?

Usado junto e sem acento é uma conjunção subordinativa causal ou coordenativa explicativa. Pode ser substituído por palavras, como, “pois”, ou pelas expressões “para que” e “uma vez que”.

  • Não saí de casa porque choveu muito. (conjunção)

Comentários

comentarios