Dicas de Língua Portuguesa: Gramática

768

Tem dificuldade em gramática? Calma, a gente pode te ajudar!

Para os concurseiros, uma das dificuldades na matéria de Língua Portuguesa é a gramatica, mas fique tranquilo, a professora Janaína Arruda separou algumas dicas que irão fazer diferencia na hora da prova.

Plural do verbo haver 

Quando funciona como verbo auxiliar, ou seja, com o sentido de “ter”, ele pode ficar no plural.

  • Os diretores haviam comprado uma parte da empresa.
  • As crianças já haviam saído quando o professor chegou.

Para MIM ou para EU fazer?

Nunca se esqueça que Mim não faz nada!”.  Mim é um pronome pessoal oblíquo, ele não pode vir antes de um verbo exercendo função de sujeito em uma oração. O correto é para eu fazer, para eu comprar, para eu ler e assim por diante com os demais verbos.

>> Dificuldade na matéria de Língua Portuguesa? Estude Gratuitamente com o AlfaCon!

Mas / Mais?

As duas palavras existem, mas elas devem ser utilizadas de maneiras diferentes.

Mas é usado com sentido de, porém, todavia, contudo. Ela transmite uma ideia de limitação

Mais indica o aumento da quantidade. Ela transmite uma ideia de quantidade e intensidade maiores e também uma noção de adição e acréscimo. É o oposto de menos.

Agente / A gente

As duas formas estão corretas, assim como o exemplo acima.

A gente, escrito separado, é uma locução pronominal equivalente ao pronome pessoal reto nós:

  • a gente pode;
  • a gente vai;
  • a gente quer;
  • a gente sabe.

Agente é um substantivo comum e se refere à profissão de alguém. É aquele que age, que exerce alguma função.

  • agente secreto;
  • agente penitenciário;
  • agente policial.

Comentários

comentarios