TRT 8ª Região divulga edital

12

trt_8_edital_blog1

Este ano, além das grandes oportunidades nas carreiras policiais, os concursandos que estão estudando para os TRT’s têm mais uma chance: o TRT 8ª Região. O certame divulgou o edital na semana passada e serão 75 vagas com remuneração de até R$9.898,20 por mês. Confira análise completa feita pelo professor Thállius Moraes:

TRT 8ª Região – Pará e Amapá.
Saiu mais um edital de TRT. Dessa vez, é o do TRT da 8ª Região (Pará e Amapá), cuja banca organizadora é a Cespe/UnB.

Vagas: No tocante às vagas, temos a previsão inicial de 75 vagas, sendo que 42 são apenas para o cargo de técnico judiciário (nível médio). Por outro lado, além das vagas expressas no edital, existe também o cadastro de reserva, que permite que mesmo os aprovados foras das vagas possam ser chamados no transcorrer do período de validade do concurso.

Remunerações: Esse edital prevê remunerações que variam de R$ 5.345,03 até R$ 9.898,20, dependendo do cargo.

Inscrições: As inscrições começam no dia 12 de julho e seguem até o dia 31 do mesmo mês, somente pelo site da organizadora: Cespe/UnB.

Provas: As provas são divididas em duas etapas, ambas no mesmo dia. Confira:
Prova objetiva: 60 questões de múltipla escolha (a, b, c, d ou e), sendo que nesse caso, fugindo do padrão da Cespe em provas de Certo ou Errado, uma questão errada não importará na perda de pontuação, isto é, uma errada não anula uma correta.

Prova discursiva: prova escrita, que para os cargos de nível superior serão cobradas quatro questões e para os cargos de nível médio uma dissertação.

As provas, previstas para o dia 15 de setembro de 2013, terão duração de 4 horas, sendo as de nível superior no turno da manhã e as de nível médio no período da tarde.

Outra peculiaridade desse edital e que gerou confusão para os candidatos foi a não previsão de Conhecimentos Básicos no conteúdo programático, matérias como Português e Raciocínio Lógico Matemático por exemplo, não serão objetos de cobrança na prova objetiva, sendo que apenas a correção ortográfica e gramatical será exigida na elaboração da prova discursiva.
Para o cargo de Técnico Judiciário – Área Administrativa não há a cobrança do Regimento Interno e do Código de Ética dos servidores do TRT da 8ª Região, exigência expressamente prevista para os demais cargos.

Nada impede que ocorra a retificação do edital e possam cobrar esse conteúdo, mas até que isso efetivamente ocorra (provavelmente não alterarão), devemos seguir o exposto no edital e nos preparar conforme as matérias expressamente cobradas.
Com vários editais abertos ao mesmo tempo, ocorre uma diminuição na concorrência, esse é o momento de prestar o maior número de provas que conseguir e de garantir o seu nome na lista dos aprovados!

Comentários

comentarios