Concurso Funai: reiterado pedido de autorização para 826 vagas

355

Pedido para novo concurso Funai é para 826 vagas, em áreas com exigências de ensino médio e nível superior, com até R$ 6,4 mil

É grande a expectativa pela realização de um novo concurso Funai (Fundação Nacional do Índio) ainda em 2021. Para isto, a pasta aguarda apenas um aval, por parte do Ministério da Economia, de um pedido enviado em 2020 para o preenchimento de 826 vagas, destinadas a cargos com exigências de ensino médio e nível superior, com remunerações iniciais de até R$ 6.420,87. Porém, a distribuição das oportunidades pelos postos ainda não foi confirmada. Novas informações devem ser confirmadas em breve.

📚💡 Conheça nosso curso GRATUITO para o concurso FUNAI: Agente em Indigenismo – Fundação Nacional do Índio

O próprio coordenador-geral de gestão de pessoas do órgão, Paulo Henrique de Andrade Pinto, disse, em fevereiro, que a prioridade do setor de gestão de pessoal em 2021 é resgatar o orgulho dos servidores da fundação, por meio de diversas medidas, que incluem a realização do aguardado concurso.

Em relação ao pedido enviado ao Ministério da Economia, no caso de ensino médio, a previsão é de oportunidades para a carreira de agente de indigenismo, com inicial de R$ 5.349,07.

No caso de nível superior, a solicitação é para os cargos de administrador, antropólogo, arquiteto, arquivista, assistente social, bibliotecário, contador, economista, engenheiro, engenheiro agrônomo, engenheiro florestal, estatístico, geógrafo, indigenista especializado, médico veterinário, pesquisador, psicólogo, sociólogo, técnico em assuntos educacionais, técnico em comunicação social e zootecnista. Para estas opções, o inicial é de R$ 6.420,87.

👉 Leia mais: Quais matérias estudar para concursos da área ambiental?

Último concurso Funai

O último concurso Funai ocorreu em 2016, para o preenchimento de 220 oportunidades de nível superior para indigenista especializado (202), contador (6), engenheiro agrônomo (5), engenheiro agrimensor (4) e engenheiro civil (3).

Sob a organização da Esaf, o concurso Funai teve 100 questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais (língua portuguesa, raciocínio lógico e quantitativo, direito constitucional e administrativo, legislação indigenista, informática básica e administração pública) e conhecimentos específicos.

Os participantes também foram submetidos um exame discursivo, que consistiu no desenvolvimento de um estudo de caso sobre matérias integrantes do conteúdo específico de cada cargo. O texto deveria ter entre 45 e 60 linhas.

As avaliações aconteceram nas cidades de Rio Branco/AC, Maceió/AL, Manaus/AM, Tabatinga/AM, São Gabriel da Cachoeira/AM, Macapá/AM, Salvador/BA, Fortaleza/CE, Brasília/DF, Vitória/ES, Goiânia/GO, São Luís/MA, Imperatriz/MA, Belo Horizonte/MG, Campo Grande/MS, Dourados/MS, Cuiabá/MT, Sinop/MT, Belém/PA, Altamira/PA, João Pessoa/PB, Recife/PE, Teresina/PI, Curitiba/PR, Rio de Janeiro/RJ, Natal/RN, Porto Velho/RO, Ji-Paraná/RO, Boa Vista/RR, Porto Alegre/RS, Florianópolis/SC, Aracajú/SE, São Paulo/SP e Palmas/TO.

Vagas: 826
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Assistente, Agente, Administrador
Áreas de Atuação: Administrativa, Operacional
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 5349,00 Até R$ 6420,00
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

| Veja mais notícias aqui! |