Concurso PF: edital previsto para ser publicado na próxima semana

539

O edital do concurso PF (Polícia Federal) deve sair nos próximos dias e depende apenas de ajustes finais com o Cebraspe. Serão 1500 vagas de nível superior, até R$ 22,6 mil

O edital do aguardado concurso PF (Polícia Federal) está previsto para ser divulgado já no decorrer da próxima semana, de acordo com as últimas informações divulgadas pelo órgão. A liberação depende apenas de alguns últimos ajustes que estão sendo feitos em conjunto com a banca organizadora, o Cebraspe. Além disso, de acordo com as últimas informações, as inscrições deverão ter início no dia seguinte da publicação do edital, por um prazo de aproximadamente 20 dias. Os interessados devem ficar de sobreaviso.

É possível, inclusive, que a publicação do edital do concurso PF ocorra junto com o do concurso PRF, já confirmado para a próxima terça-feira, 19 de janeiro. De qualquer forma, quem pretende participar das duas seleções pode ficar tranquilo. O diretor-executivo da PRF, José Lopes Hott Junior garantiu, recentemente, que o cronograma do concurso PRF será diferente do concurso da Polícia Federal, o que permitirá que os interessados participem dos dois certames.

Quer estudar de graça para o concurso PF? Clique aqui e conheça nosso curso GRATUITO!

Concurso PF (Polícia Federal): saiba mais sobre a seleção

concurso PF contará com uma oferta de 1.500 vagas para preenchimento imediato. Além disso, de acordo com o diretor-geral da corporação, Rolando Alexandre, outras 500 deverão ser preenchidas logo em seguida, com o objetivo de completar as 2000 vagas inicialmente anunciadas por Bolsonaro. Todas as oportunidades são para cargos da área policial, com exigência de nível superior e iniciais de até R$ 22.672,48.

Leia mais: Cebraspe: conheça as principais características da banca

A distribuição de vagas por cargos é a seguinte: agente (893 postos), delegado (123), escrivão (400) e papiloscopista (84). As remunerações iniciais são de R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 22.672,48 para delegado.

No último dia 6 de janeiro foi publicada, em diário oficial, a portaria 25.634, do Ministério da Economia, que permite a aplicação das provas dois meses após a publicação do edital. Isso representa uma exceção no funcionalismo público federal. O decreto 9739, de 2019,do presidente Bolsonaro, determina um prazo de quatro meses entre a publicação do edital e a aplicação das provas em concursos federais.  Porém, a PF solicitou aval da economia para reduzir esse período  no caso do novo concurso, no sentido de permitir realizar o curso de formação ainda em 2021.

Desta forma, com a publicação do edital ainda em janeiro, a aplicação das provas objetivas deve ocorrer já em março.

Leia mais: Como funcionam as notas de corte nos concursos da PF e PRF?

Concurso PF (Polícia Federal): saiba como foi a última seleção

O último concurso PF, em 2018, contou com uma oferta de 500 vagas, sendo 150 para delegado, 60 para perito criminal, 80 para escrivão, 30 para papiloscopista e 180 para agente. Ao todo, a seleção registrou 147.744 inscritos. Para todos os cargos foi exigida formação de nível superior, com iniciais de R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 22.672,48 para delegado e perito.

No caso de delegado, a prova objetiva contou com 120 questões e a dissertativa, com  três questões e elaboração de peça profissional.

Para agente, escrivão e papiloscopista, a parte objetiva contou com 120 questões, em três blocos, com 60 no bloco I, 36 no II e 24 no III, além de texto dissertativo.

No caso de delegado, posteriormente a seleção contou com exames de aptidão física, prova oral, avaliação médica, exame psicológico e títulos.

Para agente e papiloscopista, aptidão física, avaliação médica e psicológica e, no caso de escrivão, aptidão física, prova prática de digitação, avaliação médica e exames psicológicos.

No caso de delegado, o conteúdo incluiu temas de direito administrativo, constitucional, civil, processual civil, empresarial, direito internacional público e cooperação internacional, direito penal, direito processual penal, criminologia, direito previdenciário e direito financeiro e tributário.

Para agente de polícia, no bloco I, língua portuguesa, noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de direito penal e processual penal, legislação especial, estatística e raciocínio lógico. No bloco II, informática. No bloco III, contabilidade geral.

Para escrivão, no bloco I, língua portuguesa, noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de direito penal e processual penal, legislação especial, estatística e raciocínio lógico. No bloco II, informática e no bloco III, contabilidade geral e arquivologia.

Para papiloscopista, no bloco I, língua portuguesa, noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de direito penal e processual penal, legislação especial, estatística e raciocínio lógico. No bloco II, informática, e no bloco III, arquivologia, biologia, física e química.

Resumo do Concurso

Vagas: 1500
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: escrivão, Perito, Agente Policial
Áreas de Atuação: Segurança Pública
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 11983,00 Até R$ 22672,00
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

| Veja mais notícias aqui! |