Concurso PF: Previsão de Edital 2020/2021 com 1.508 vagas solicitadas

1722

Após a solicitação indeferida em 2019 por 4.060 vagas, pelo Ministério da Economia, a PF realizou um novo pedido com 1.508 vagas. Sendo elas:

  • Delegado de Polícia Federal: 100 vagas
  • Agente de Polícia Federal: 540 vagas
  • Escrivão de Polícia Federal: 300 vagas
  • Papiloscopista: 60 vagas
  • Administrador 21 vagas
  • Arquivista 8 vagas
  • Assistente Social 10 vagas
  • Bibliotecário 1 vaga
  • Contador 9 vagas
  • Economista 3 vagas
  • Enfermeiro 3 vagas
  • Engenheiro 1 vaga
  • Estatístico 4 vagas
  • Farmacêutico 1 vaga
  • Médico 65 vagas
  • Nutricionista 1 vaga
  • odontólogo 11 vagas
  • Psicólogo 5 vagas
  • Técnico em Assuntos Educacionais 13 vagas
  • Técnico em Comunicação Social 3 vagas
  • Agente Administrativo 349 vagas

Uma Nota Técnica informava que um novo concurso PF poderia ser realizado entre 2020 e 2021. No documento consta a sugestão da publicação de dois editais, com 1.000 vagas ao todo.

Ficou interessado? Saiba Tudo Sobre o Concurso da PF!

Concurso Polícia Federal

Câmara aprova MP que visa transformar cargos em funções comissionadas. Novo concurso segue em pauta, para até 3.460 vagas, até R$ 7,8 mil

Cargos: Delegado,escrivão,Perito,Agente Policial

Segue em pauta a realização do novo concurso PF (Polícia Federal). Porém, de acordo com as últimas informações, a autorização do certame, inicialmente prevista para ocorrer ainda em maio, pode sofrer algum atraso. O motivo é a Medida Provisória 918/2020 (MP 918/2020), aprovada na última quinta-feira, 21 de maio, na Câmara dos Deputados. A medida trata da reestruturação da carreira, não diretamente para ingresso, mas sim relacionada a cargos comissionados. A intenção é transformar 281 cargos em comissão do grupo direção e assessoramento superiores em 338 funções comissionadas do poder executivo e 6 funções gratificadas, além de criar 45 funções comissionadas e 471 funções gratificadas.

A diferença é que funções são de preenchimento exclusivo de servidores concursados de carreira, enquanto os cargos em comissão não contam com essa exigência para que sejam ocupados. Agora, a MP segue para o Senado, onde deve ser votada até  1 de junho. A previsão é de que as novas vagas sejam preenchidas a partir de janeiro.

De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Luís Antônio Bourdens, a mudança não deve afetar o novo concurso, inclusive por não representar aumento de despesas, mas apenas remanejamento interno. Porém, adverte que a reestruturação pode atrasar a autorização do certame.

Segundo informações extra-oficiais, um cronograma para a nova seleção já estava elaborado e circulando internamente no governo. Embora a seleção conte com um pedido encaminhado em 30 de maio de 2019 para aprovação do Ministério da Economia, para o preenchimento de 3.460 vagas, a tendência é de que a autorização seja para 1.000 oportunidades, conforme apurado.

Ainda com base nas informações iniciais, de acordo com o cronograma em estudo, a autorização estava prevista para ser divulgada em 25 de maio, com assinatura do contrato com a banca em 28 de setembro e publicação de dois editais, sendo o primeiro em 5 de outubro e o segundo em 22 de novembro. Estas datas agora tendem a ser revistas.

Das 3.460 oportunidades solicitadas, 3.103 são para diversas áreas da carreira da PF não especificadas e mais 357 para cargos da área administrativa, com o objetivo de garantir o preenchimento de postos no período de 2020 a 2022. No caso da área administrativa, do total de oportunidades, 234 são para quem possui apenas ensino médio e 123 para cargos de nível superior, já definidos, com remunerações iniciais que variam de R$ 4.746,16 a R$ 7.841,95.

Porém, com as últimas informações, caso seja oficializada a autorização para apenas 1.000 oportunidades, a distribuição poderá ser de 540 para agente da Polícia Federal, 300 para escrivão, 100 para delegado e 60 para papiloscopista

Concurso PF: Cargos solicitados

No pedido de liberação de verbas do concurso PF (Polícia Federal), para os cargos já definidos da área administrativa, o destaque é para a carreira de agente administrativo, que pede apenas ensino médio e conta com remuneração inicial de R$ 4.746,16, incluindo 2.279,16 de salário básico e R$ 2.467 de gratificação de desempenho de atividade de apoio técnico administrativo.

Para os médicos, o inicial é de R$ 7.841,95, incluindo o salário básico de R$ 4.804,95 e a gratificação, no valor de R$ 3.037.

Caso sejam mantidas as 1000 vagas, todos os cargos indicados exigem nível superior, com iniciais de R$ R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 22.672,48 para delegado.

Concurso Polícia Federal: governo anuncia novas regras para a aposentadoria

Independência do concurso PF

Vale lembrar que, de acordo com o decreto 9.739, de 28 de março de 2019, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, a PF (Polícia Federal) não precisa de autorização do Ministério da Justiça para realizar um novo concurso público.

No caso da PF, a liberação de novos concursos fica sob a responsabilidade do diretor-geral do órgão, podendo ocorrer sempre que a necessidade atingir 5% do quadro de pessoal ou em caso de menor percentual, de acordo com determinação do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Último concurso da Polícia Federal – PF 2018

O concurso PF 2018 contou com uma oferta de 500 vagas, sendo 150 para delegado, 60 para perito criminal, 80 para escrivão, 30 para papiloscopista e 180 para agente. Ao todo, a seleção registrou 147.744 inscritos. Para todos os cargos é exigida formação de nível superior, com iniciais de R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 22.672,48 para delegado e perito. Recentemente foi autorizado pelo Governo, a contratação de 1.000 aprovados no último concurso Polícia Federal, com a expectativa de aproveitamento de todos os aprovados.

No ano de 2013, outro concurso da Polícia Federal foi realizado e ofereceu 566 vagas, sendo 534 para agente administrativo, com opções em todos os estados. Para nível superior, as oportunidades foram para o Distrito Federal. A banca organizadora foi o Cespe e a prova objetiva contou com 120 itens para todos os cargos, sendo 50 sobre conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos, além de prova discursiva para os cargos de nível superior.

Confira os Alfartanos Aprovados na PF 2013 com seus depoimentos!

Para agente administrativo, a parte de conhecimentos básicos contou com temas sobre língua portuguesa, noções de informática, raciocínio lógico, atualidades, noções de direito administrativo e noções de direito constitucional.

Para os cargos de nível superior, a parte de conhecimentos básicos versou sobre língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, noções de direito administrativo e noções de direito constitucional.

Prova anterior Polícia Federal

Para auxiliar na preparação dos candidatos, nós reunimos provas anteriores da Polícia Federal, além dos gabaritos para consulta das questões aplicadas, como por exemplo a Prova de Contabilidade Geral e a Prova de Língua Portuguesa. É importante avaliar se a organizadora será a mesma para o novo concurso Polícia Federal, direcionando a preparação para o estilo da banca.

Para quem possui nível superior, o pedido para o concurso PF é para 18 vagas de administrador, 8 de arquivista, 14 de assistente social, 9 de contador, 2 de enfermeiro, 1 de farmacêutico, 62 de médico e 9 de psicólogo.

Para todos estes cargos, exceto médico, a remuneração é de R$ 5.776,47, incluindo salário básico de R$ 2.402,74 e gratificação de atividade de apoio técnico administrativo de R$ 3.374.

Estados: AC,AL,AM,AP,BA,CE,DF,ES,GO,MA,MG,MS,MT,PA,PB,PE,PI,PR,RJ,RN,RO,RR,RS,SC,SE,SP,TO

Áreas: Segurança Pública

Escolaridades: Ensino Superior

Seção: Concursos

Esfera: Federal

Órgão: PF

Data Notícia: 22/05/2020

Gostou de saber que há previsão para um concurso da Polícia Federal em breve? Então Saiba Tudo Sobre o Concurso da PF!

Você pode ser um dos aprovados no concurso da PF! Venha com o AlfaCon se preparar com o  melhor curso preparatório para Polícia Federal!!!