Concurso PRF: edital pronto para sair este ano, segundo diretor

511

O concurso PRF (Polícia Rodoviária Federal) está mais próximo de acontecer. O diretor-executivo do órgão, José Lopes Hott Junior, realizou uma live sobre perguntas e respostas no último sábado, dia 3 de outubro, no Instagram. Entre os questionamentos, Hott disse que se o certame for autorizado este mês, o edital sai ainda em 2020.

“Estamos prontos para soltar (o edital) esse ano. Se a autorização sair ainda em outubro, o edital sai ainda esse ano. No mínimo 30 dias entre a autorização e a publicação do edital” confirmou Hott.

O diretor ainda reforçou a necessidade de o concurso PRF ainda acontecer em 2020, pois o ideal seria o certame ocorrer a cada dois anos. A última seleção foi em 2018.

Lembrando que a PRF já vem adiantando os trabalhos internos, no sentido de agilizar o processo, permitindo a publicação do edital logo. Anteriormente, Hott já havia afirmado que a minuta do projeto básico foi concluída e entregue dentro do prazo. Agora, é preciso aguardar a autorização do Governo Federal para que o documento seja divulgado às bancas organizadoras, para que possam apresentar suas propostas.

~ Conheça nosso curso grátis para o concurso PRF ~

Autorização do concurso PRF

Ao todo, foram solicitadas ao Ministério da Economia 2.772 vagas, sendo 2.634 para o cargo de policial rodoviário e 138 para a carreira de agente administrativo. Porém, de acordo com diretor-executivo da corporação, José Hott, as oportunidades de agente ainda não estão confirmadas. Segundo ele, o próximo concurso contará com três turmas de formação superior, sendo a primeira iniciada ainda em 2021 e mais duas em 2022.

Para ingressar na carreira de policial rodoviário é necessário possuir nível superior em qualquer área de formação, além de carteira de habilitação a partir da categoria “B”. A remuneração inicial do cargo é de R$ 10.357,88, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458,00.

No caso de agente administrativo, a exigência é apenas de ensino médio, com remuneração inicial de R$ 4.022,77, já incluindo o auxílio-alimentação, também com 40 horas semanais.

A comissão do processo licitatório é presidida pelo servidor Vanucci Gomes Araújo e conta, ainda, com mais três membros: Patricia Duarte Benevides (presidente substituta), Caroline Maes e Petronílio Rocha Neto.

Vale ressaltar que a lei complementar 173 de 2020, que suspende a realização de concursos durante a crise de saúde ocasionada pelo coronavírus, prevê a possibilidade eventual de contratações, desde que apenas para reposição de pessoal, como é o caso da PRF, tendo em vista que as reposições não acarretam em aumento da folha de pagamento.

A corporação conta com uma defasagem de aproximadamente 3 mil servidores, podendo chegar a 5 mil em 2022.

 ~ INSCREVA-SE NO CANAL DO ALFACON E TENHA ACESSO A CONTEÚDOS EXCLUSIVOS!  ~

Concurso PRF e a reforma administrativa

Em 3 de setembro, em sua live semanal, junto com o ministro da segurança pública, André Mendonça, o presidente Jair Bolsonaro garantiu que, mesmo com a reforma administrativa, a estabilidade do órgão deverá ser mantida, por se tratar de carreira típica do Estado.

De acordo com a reforma, após aprovação no concurso PRF, os aprovados serão submetidos a um período de experiência. Para as carreiras de Estado, este prazo será de dois anos e após três anos os servidores contarão com estabilidade garantida. Para as outras funções, o prazo será de um ano, mas os aprovados não contarão com garantia de estabilidade.

Concurso PRF: último edital

O último edital do concurso PRF para policial rodoviário federal, realizado em 2018, contou com uma oferta de 500 vagas, sendo organizado pelo Cespe/UNB, atual Cebraspe. A seleção contou com provas objetivas, dissertativas, exames de capacidade física, exames de saúde, avaliação psicológica análise de títulos, investigação social e curso de formação.

A parte objetiva contou com 120 itens, versando sobre língua portuguesa, raciocínio lógico-matemático, informática, noções de física, ética no serviço público, geopolítica brasileira, legislação de trânsito, noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de direito penal e processual penal, legislação especial e direitos humanos e cidadania.

No caso de agente administrativo, o último concurso PRF foi em 2014, sendo organizado pela Funcab. A prova objetiva contou com 60 questões, sendo 12 de língua portuguesa (com peso dois), 6 de ética e conduta pública (1), 6 de raciocínio lógico (1), 6 de noções de direito constitucional (1,5), 6 de direito administrativo (1,5), 6 de noções de administração (1,5), 6 de noções de arquivologia (1,5), 6 de noções de informática (1,5) e 6 de legislação relativa à PRF (1,5). O concurso também contou com perícia médica e investigação social.

O concurso PRF foi dividido em duas fases, sendo que a primeira foi dividida em várias etapas:

  • 1ª fase: Prova objetiva e Discursiva; Exame de capacidade física; Avaliação de saúde, psicológica e de títulos; Investigação Social;
  • 2ª fase: Curso de Formação Profissional.

~ VEJA MAIS NOTÍCIAS AQUI! ~