Concurso TJ RN: autorizado novo edital com até 520 vagas! saiba mais

111
A expectativa é de que sejam oferecidas 520 vagas, distribuídas por cargos de níveis médio e superior, para atuar na área de tecnologia da informação.
A expectativa é de que sejam oferecidas 520 vagas, distribuídas por cargos de níveis médio e superior, para atuar na área de tecnologia da informação.

Concurso TJ RN (Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte) será para cargos de níveis médio e superior, na área de TI

O novo concurso TJ RN (Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte), autorizado durante a sessão extraordinária do pleno da última quinta-feira, dia 9, já conta com comissão formada. Os nomes dos membros do grupo foram publicados no diário eletrônico desta sexta-feira, dia 10. Agora, o grupo conta com um prazo de 60 dias para apresentar o plano de trabalho, incluindo a contratação da banca responsável pela aplicação das provas. Uma vez assinado o contrato com a empresa será possível definir a data de publicação do edital de abertura de inscrições, o que deve ocorrer no segundo semestre deste ano.

A expectativa é de que sejam oferecidas 520 vagas, distribuídas por cargos de níveis médio e superior, para atuar na área de tecnologia da informação. Os cargos e distribuição de vagas ainda serão confirmados.

💡📚 Conheça nosso curso online e GRATUITO para o concurso: DICAS DE OURO 

Concurso TJ RN: veja publicação oficial

PORTARIA Nº 717, DE 9 DE JUNHO DE 2022
Institui Comissão Especial de Concurso Público para provimento de cargos efetivos, de nível médio e superior, e cadastro de reserva, integrantes da estrutura organizacional do
Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte e dá outras providências.
O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições legais e regulamentares, C0NSIDERANDO que o último Concurso Público  para provimento de cargos efetivos de servidores do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte (PJRN) foi iniciado por meio da publicação do Edital nº 1, de 31 de janeiro de 2002;
CONSIDERANDO o disposto na Lei Complementar estadual nº 122, de 30 de junho de 1994, bem como a necessidade de provimento de vários cargos públicos efetivos existentes, atualmente, na estrutura organizacional do Judiciário estadual;
CONSIDERANDO que, para isso, é imperativo que o Tribunal realize Concurso Público, mediante prévia autorização do Plenário, conforme previsão contida nos incisos XIV e XVI do art. 28 de seu Regimento Interno;
CONSIDERANDO, por fim, que em sessão extraordinária realizada nesta data, restou autorizada a abertura de Concurso Público para provimento, no âmbito do PJRN, de cargos efetivos, de nível médio e superior, que se encontram vagos,
RESOLVE:
Art. 1º Fica instituída Comissão Especial de Concurso Público para provimento de cargos efetivos, de nível médio e superior, e cadastro de reserva, integrantes da estrutura organizacional do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte (PJRN).
Art. 2º A Comissão designada nesta Portaria terá competência e poderes para coordenar, supervisionar e decidir qualquer questão relativa ao Concurso Público, nas suas fases de planejamento, organização, implementação e execução, bem como, assinar documentos necessários à realização do certame, a exemplo de:
I – sugerir a distribuição e o perfil das vagas do certame, observada a situação do número de servidores existentes nas diversas unidades jurisdicionais existentes, bem como as regras dispostas na Resolução nº 194, 194, de 26 de maio de 2014, do Conselho Nacional de Justiça;
II – aprovar a redação final do edital, observadas, especialmente, as partes relativas à pessoa com deficiência e à pessoa inscrita nas cotas para negro, bem como providenciar sua publicação com as regras do concurso;
III – encaminhar o processo de realização do concurso público ao Tribunal Pleno para análise e homologação do resultado final; e
IV – cumprir as regras e o cronograma dispostos no edital.
Parágrafo único. Para o adequado desempenho de suas atribuições, sempre que necessário, a Comissão Especial poderá solicitar a colaboração de outros servidores do PJRN, para emissão de parecer técnico e/ou jurídico relativos a documentos e questionamentos submetidos a sua apreciação, bem como para as demais questões correlatas.
Art. 3º Ficam designados para compor a Comissão Especial instituída no art. 1º desta Portaria os seguintes membros:
I – Desembargador AMAURY MOURA SOBRINHO;
II – Juiz de Direito ROSIVALDO TOSCANO DOS SANTOS JÚNIOR;
III – Servidora CRISTINA LEANDRO AZEVEDO SILVA;
IV – Servidor ELVÉCIO DE ASSIS PEREIRA JÚNIOR;
V – Servidor EUDES ALBUQUERQUE DE ANDRADE;
VI – Servidor LEONARDO MEDEIROS JÚNIOR; e
VII – Servidora ROXANA AGLAÊ FERREIRA LIMA MARTINS.
Parágrafo único. Caberá ao Desembargador AMAURY MOURA SOBRINHO a presidência e
coordenação dos trabalhos da Comissão Especial e ao Juiz de Direito, ROSIVALDO TOSCANO DOS SANTOS JÚNIOR, substituí-lo em eventuais ausências ou impedimentos
Art. 4º Relativamente à Comissão Especial instituída pela presente Portaria fica estabelecido que:
I – suas reuniões ocorrerão sempre que convocadas por seu Presidente, com antecedência mínima de 1 (um) dia útil e se presentes, pelo menos, 4 (quatro) de seus
membros;
II – suas deliberações terão validade apenas para este processo seletivo e serão tomadas por maioria simples;
III – além do voto ordinário, o Presidente terá o voto de qualidade em caso de empate; e
IV – terá prazo de 60 (sessenta dias) a partir da publicação desta Portaria, para apresentar à Presidência deste Tribunal plano de trabalho que inclui contratação da empresa responsável pela realização do concurso.
Art. 5º A Comissão Especial será automaticamente extinta quando da conclusão de todas as etapas necessárias para a realização do processo seletivo previsto no art. 1º desta Portaria.
Art. 6º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
Publique-se. Cumpra-se.
Desembargador VIVALDO PINHEIRO
Presidente

👉 Leia mais: Concurso TJ CE: formada comissão para técnicos de nível médio

Concurso TJ RN: saiba como foi a última seleção

O último concurso TJ RN para a área de tecnologia da informação ocorreu em 2020, quando foram oferecidas 33 vagas temporárias, para cargos com exigências de níveis médio e superior. A banca organizadora foi a Comperve.

Na ocasião, para ensino médio foram 12 vagas para o cargo de técnico de suporte sênior, com inicial de R$ 2.676 ,16.

Para nível superior, a oferta foi de 6 vagas para analista de suporte pleno-infraestrutura (exigência em formação em tecnologia da informação e comunicação, com inicial de R$ 5.142,80), 1 para coordenador técnico de atendimento e suporte ( com formação nas áreas de tecnologia da informação e comunicação, R$ 4.811,28), 5 de analista de sistemas sênior (com formação nas áreas de tecnologia da informação e comunicação, 5.520,16) e 3 para administrador de sites – web designer ( com formação nas áreas de tecnologia da informação e comunicação, R$ 5.520,17).

Além da remuneração, os aprovados contaram com auxílio- alimentação e auxílio-saúde. O primeiro foi de R$ 1.400, enquanto o auxílio-saúde foi variável com a idade, com R$ 800 para até 30 anos, R$ 900 para 31 a 40, R$ 1.000 para 41 a 50, R$ 1.100 para 51 a 60 e R$ 1.200 para mais de 61

Para todas as opções, a seleção contou com com 50 questões, da seguinte forma:

  • língua portuguesa – 10
  • lei de organização judiciária – 10
  • conhecimentos específicos – 30

Resumo do Concurso

Vagas: 520
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Estados com Vagas: RN

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here