Concurso TRF 6: parecer preliminar é pela aprovação do PL que cria órgão

88

A realização do primeiro concurso TRF 6 (Tribunal Regional Federal da 6 Região), em Minas Gerais, ainda depende da votação do projeto de lei 5919/2019, que cria o novo órgão. A expectativa é de que a decisão final ocorra ainda em julho.  Caso efetivamente criado, servirá como um desdobramento da seção judiciária de Minas Gerais do TRF 1, que engloba 13 estados e o Distrito Federal.

Parecer divulgado em 19 de maio, pelo relator do projeto, deputado Fábio Ramalho (MDB MG), é pela aprovação da proposta. Porém, o parlamentar apresentou uma emenda ao PL, que determina que “as medidas administrativas para a instalação e funcionamento do Tribunal Regional Federal da 6º Região somente serão adotadas após o encerramento da vigência do estado de calamidade pública de que trata o Decreto Legislativo n. 6, de 2020.”

A previsão inicial do presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha era de que o novo órgão fosse instalado ainda em 2020, tendo como intenção compartilhar secretarias entre as unidades de 1 grau, fazendo a movimentação de servidores. De qualquer forma, é grande a possibilidade realização do concurso TRF 6 já no próximo ano, tanto para servidores quanto para a magistratura, incluindo carreiras com exigências de níveis médio e superior.

Concurso TRF 6: veja trecho do parecer preliminar

Por todo o exposto, o nosso voto é pela aprovação, no mérito, do Projeto de Lei nº 5.919, de 2019, considerando-se a competência da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público; pela sua compatibilidade e adequação com o plano plurianual, a lei de diretrizes orçamentárias e o orçamento anual, considerando-se a competência da Comissão de Finanças e de Tributação; e pela sua constitucionalidade, juridicidade, boa técnica legislativa e, no mérito, pela aprovação do Projeto de Lei n. 5.919, de 2019, com três emendas, rejeitando as demais emendas apresentadas em Plenário que não forem
compatíveis com as aqui formalizadas, considerando-se a competência da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Sala das Sessões, em 19 de maio de 2020.
Deputado Fábio Ramalho
Relator

Concurso TRF 6 – Veja como será a estruturação do órgão

Ao todo, com a expectativa de concurso TRF 6,  a estrutura do órgão deverá contar com 1902 servidores, sendo 821 analistas judiciários, 1071 técnicos judiciários e 10 auxiliares judiciários. Já na magistratura serão 202 profissionais, sendo 18 juízes de TRF, 101 juízes federais e 83 juízes federais substitutos.

Atualmente, a Justiça Federal conta com 5 TRFs. O 1 fica no Distrito Federal. Já o TRF 2 inclui os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. O TRF 3 inclui São Paulo e Mato Grosso do Sul. O TRF 4, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e o TRF 5, Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Seção: Concursos

Esfera: Estadual

Estados: MG

Órgão: TRF 6

Descrição: O primeiro concurso TRF 6 (Tribunal Regional Federal da 6 Região) pode ocorrer até 2021, com a implantação do novo órgão. Proposta deve ser discutida em plenário

Escolaridades: Ensino Médio,Ensino Superior