Atualidades: saiba tudo sobre o vírus Ebola e como ele pode ser cobrado na prova

14

Nas últimas horas, o Brasil se tornou notícia após a descoberta de um possível caso de Ebola no país. O paciente suspeito de estar com o vírus é um homem de 47 anos que veio de Guiné e mora em Cascavel (Paraná) há 19 dias. De acordo com as informações publicadas pela mídia, na noite de ontem (09) ele foi internado em uma das Unidades de Pronto Atendimento da cidade, e hoje, às 5h da manhã, foi levado ao Rio de Janeiro para a realização de exames que irão comprovar ou não a suspeita.

Com isso, você, que é concurseiro, deve ficar atento a este tema atual e para que você entenda melhor o que é o vírus Ebola, o Professor Che preparou um artigo bem completo. Afinal, este é o assunto que pode aparecer na sua prova, principalmente se você estiver estudando para os concursos do Tribunal de Justiça de São Paulo ou Polícia Federal, seleções que cobram Atualidades na prova objetiva. Confira:

ebola_concursosEbola: como poderá ser cobrado em sua prova.

Recentemente notícias sobre o vírus Ebola estão aparecendo em todo mundo. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde – Agência especializada em saúde, vinculada a Organização das Nações Unidas), cerca de 4 mil pessoas já morreram, e só na África Ocidental, existem certa de 7,5 mil infectados. A atual epidemia já é, segundo especialistas, o pior surto da história, e em termos de desafio, está sendo comparada a AIDS. Três países da África Ocidental apresentam a maior incidência e concentração da doença: Libéria, Serra Leoa, Guiné. Não podemos esquecer também dos casos na Nigéria e Gana. Nos Estados Unidos já foi noticiada a primeira morte oficial pelo vírus. Thomas Eric Duncan, morreu dia 08 de outubro, em Dallas (Texas). Espanha também apresentou um caso confirmado. A primeira suspeita de infecção pelo vírus ebola na América Latina, aconteceu no Brasil, na cidade de Cascavel, estado do Paraná. Um homem, 47 anos, que veio de Guiné (com escala no Marrocos), chegou ao Brasil dia 19 de setembro, e no dia 09 de outubro foi internado com febre alta na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Brasília. Todas as medidas protocolares referentes ao assunto foram tomadas, e o paciente foi transferido para o Rio de Janeiro. A transmissão, segundo a OMS, acontece por meio do contato direto com fluidos corpóreos, tais como sangue, vômito e saliva do infectado. Também pode correr infecção pela proximidade das vítimas e presença em ambiente com vírus. Hábitos culturais presentes na África Ocidental, estão contribuindo para a proliferação da doença, informa OMS.

Como isso será cobrado? Editais trazem entre os assuntos de atualidades, acontecimentos relevantes a partir do primeiro semestre de 2014, ou então, tópicos relevantes em diversas áreas, e saúde é incluída entre elas. OMS e ONU: As questões também poderão relacionar o assunto OMS (Organização Mundial da Saúde) e Organização das Nações Unidas. Vale lembrar que a proposta para criação da OMS, partiu de delegados brasileiros. A OMS foi criada em 1948. Produção de alimentos e Fome: Outra questão relacionada em Atualidades também diz respeito ao impacto que o vírus e as medidas preventivas, podem trazer sobre a produção de alimento. Com a diminuição da produção de alimentos, vem a escassez, coma escassez o aumento no preço, e com isso um número maior de pessoas dependerá de ajuda humanitária para sobreviver. Essa cadeia de acontecimentos pode contribuir para o aumento da fome.

Xenofobia: Pelo fato do vírus ter sua concentração no continente africano, atitudes racistas e preconceituosas poderão ser constatadas contra pessoas provenientes das regiões infectadas.

Globalização: É correto afirmar que o fenômeno da globalização contribui para a proliferação de epidemias em escala mundial? Sim! A globalização contribuiu para a facilitação do trânsito de pessoas. Isso ajuda a espalhar a doença para outras partes do mundo.

Júlio Che Raizer – Professor de Atualidades e Coordenador de Docentes do AlfaCon – Abril Educação [youtube=https://www.youtube.com/watch?v=o14y5zPyA1k&feature=youtu.be]

Comentários

comentarios