Doação de Medula Óssea: Você salva uma vida!

661

A doação de medula óssea é um gesto de compaixão ao próximo, esse ato pode ajudar a curar mais de 60 tipos de doenças. O transplante de medula óssea é um procedimento simples, mas nem todo mundo sabe como funciona.

Cadastramento:

Vá até o hemocentro da sua cidade ou o mais próximo, levando um documento com foto e diga que quer ser doador de medula óssea. Eles irão te fornecer uma ficha e nela você irá colocar as suas informações pessoais e assinar um termo de consentimento livre e esclarecido. Depois disso, será retirada uma amostra de sangue de 5ml para fazer o exame de histocompatibilidade. Os seus dados cadastrais, são enviadas para o registro do Redome (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea).

A partir de então, as informações passam a ser constantemente cruzadas com as de quem precisa de transplante. O voluntário recebe uma carteira de doador, com selo do Redome. Essa carteirinha pode ser usada para a isenção de taxas de inscrições de concursos públicos e vestibulares.

Transplante de medula óssea:

O doador só é acionado quando aparecer um paciente com a medula compatível, por essa razão, é importante que o doador mantenha seus dados cadastrais atualizados, tudo isso pode ser feito no site: http://redome.inca.gov.br/.

Em caso de compatibilidade, o doador irá realizar mais alguns exames, tudo por conta do governo. Após os exames, se confirmada a compatibilidade, uma nova consulta é realizada ao doador para certificar se ele realmente deseja fazer a doação.

 

Doação:

Existem dois tipos de coleta de medula óssea no Brasil. No método de aférese o doador usa, por alguns dias, medicamentos para aumentar sua produção de células-tronco, e seu sangue é colhido pela máquina de aférese. A máquina separa as células-tronco e devolve os elementos sanguíneos que não são importantes no processo de doação. Não há necessidade de internação nem de anestesia, sendo todos os procedimentos feitos pela veia. Os doadores retornam às suas atividades habituais após uma semana da doação. A medula óssea se recompõe em apenas 15 dias.

A outra opção é feita em centro cirúrgico, sob anestesia peridural ou geral, e requer internação de 24 horas. Neste procedimento, a medula é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, com duração de 90 minutos. Nos primeiros três dias, pode haver desconforto localizado, de leve a moderado, amenizado com o uso de analgésicos e medidas simples.  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here