Depoimento Antonio José Barbosa Neto – Aprovado PM AL

374
‘’Meu nome é Antonio José Barbosa Neto, tenho 20 anos, sou de Craíbas/Alagoas e fui aprovado no concurso da Polícia Militar de Alagoas. Decidi estudar para concursos porque quero ser independente dos meus pais, sempre foi meu sonho seguir as carreiras policiais.
Estudo há um ano para concursos. Trabalho pela manhã e o resto do dia me dedicava aos estudos, acordava cedo e dormia tarde.Moro no interior de Alagoas onde não existe nenhum curso preparatório presencial, então me deslocava até Arapiraca/AL, das 14 às 17h, estudava também pelo curso online do Alfacon, das 19 às 23h, isso de segunda à sexta e aos sábados e domingos resolvia questões e fazia simulados. A disciplina de Direito Processual Penal era um bicho de sete cabeças para mim, mas depois de tanto estudar essa matéria ficou mais fácil. A estrada é grande e tem vários obstáculos, mas mantenha o foco no seu objetivo. Você não faz concursos para passar, você faz até passar. Então não desista. Sempre estudava mais o que eu tinha dificuldade de aprendizado.
Pensei em desistir durante a caminhada, não conseguia me manter motivado o tempo inteiro pois o edital estava muito atrasado. Contudo, Evandro Guedes, Che eThallius motivaram-me bastante. A super revisão de véspera foi o que me deu o gás que eu precisava para a reta final.  Estudei com os materiais fornecidos pelo meu curso preparatório presencial e por vídeos aulas e pdfs do Alfacon.
Durante a minha preparação conheci várias pessoas com o mesmo objetivo que o meu. Fiz muitos amigos “concurseiros”, minha família nem sempre me apoiava por escolher estudar para área policial. Diziam que seria perigoso, mas sempre foi meu sonho. Perdi várias festas, mas valeu a pena. Foi uma luta que acabei vencedor, passaria por tudo novamente.
Sou solteiro, moro com os meus pais. Nem sempre aceitavam, já ouviu muito “Você vai ficar louco de tanto estudar”, mas no final todos entenderam o meu objetivo.
Fiz PM-PE 2016, mas não fiquei dentro das vagas. Fiz PM-PI 2017 no qual a primeira prova foi anulada por fraude, mas voltei para fazer a segunda e também não fiquei dentro das vagas. Prestei também o concurso da PM-BA e não fiquei nas vagas. É como Evandro diz ‘’se você fizer um concurso sem estudar, você é retardado’’. Aprendi a filtrar o que cai mais com os vários concurso que fiz. Apenas estudava as matérias de forma rotativa. Duas por dia e exercícios todos os dias.
Sempre ouvi falar o nome Evandro Guedes, fiquei curioso e fui pesquisar quem era e ele era nada mais nada menos que o dono do Alfacon. E foi assim que conheci a empresa! O Alfacon me ajudou com a melhor equipe de professores do Brasil e com as doses de motivação diárias.
Minha maior dificuldade foi estudar sozinho e para superar montei um grupo de estudos. Potencializei mais a minha preparação e, novamente, ressalto que a super revisão de véspera me ajudou bastante.
Nunca desista dos seus sonhos. Vale muito a pena ver o seu esforço dar resultado. É como Thallius disse ‘’você ver seu nome no Diário Oficial é uma das melhores coisa da vida de um concurseiro’’.’’

Comentários

comentarios