Passe nos TRT’s com as dicas do Professor Thállius Moraes

1337

Está interessado em começar a estudar para a carreira tribunal? Se sim, você está no lugar certo! O Professor Thállius Moraes preparou dicas para ajudar você a entender um pouco mais esse universo e de como você pode es estudar, confira!

Quem começou ou planeja começar agora a estudar para essa área também não precisa se preocupar, pois mesmo que já tenhamos alguns editais abertos, logo teremos outros; essa é uma das maiores vantagens dessa área, o grande número de concursos todos os anos!  O importante é estudar sempre e com afinco, com o tempo o conhecimento vai sendo sedimentado e a aprovação torna-se mera consequência.

Quem foca na área de TRTs também pode prestar outros concursos, muitos editais tem um conteúdo bastante parecido com os dos TRTs, com apenas algumas adequações e inclusão de determinadas matérias, abre-se o leque para prestar concursos de TJs (Tribunais de Justiça), Ministérios e até mesmo TRFs (Tribunais Regionais Federais) e TREs (Tribunais Regionais Eleitorais). O cuidado a ser tomado é não querer abraçar todos esses concursos e aumentar excessivamente a quantidade de matérias a serem estudadas, dedique-se aos TRTs e, caso queira aumentar as opções, escolha um desses outros acima citados.

Caso algum edital interessante de outra área seja publicado, analise-o bem e verifique se as matérias que fazem parte do seu estudo regular estão incluídas e a quantidade de material novo que deverá ser estudado, com isso em mente se torna mais fácil concluir se compensa ou não prestar esse concurso (sempre tome cuidado 4ara não desfocar demasiadamente, lembre-se que temos TRTs abrindo o tempo todo).

>> Comece já sua preparação! 

Estudo: Ao longo de sua preparação o candidato deve estudar sempre de maneira mais abrangente, levando em conta um número amplo de tópicos dentro de cada matérias (as matérias de Direito por exemplo possuem tópicos que sempre caem, outros que caem esporadicamente e outros que não caem praticamente nunca) e as matérias que podem cair no cargo almejado (exemplo: Processo Civil não cai para o cargo de técnico judiciário em todos os concursos, mas como eventualmente ele cai, é interessante ter essa matéria dentre o rol das estudadas).

Dessa forma, quando o edital abre o candidato não é pego de surpresa, estudar uma matéria ampla e 100% desconhecida com o edital aberto pode ser um pouco complicado. Com o edital aberto o plano já muda, como o candidato já estudou toda a matéria, já tem seu material e seus resumos preparados, ele pode direcionar seus estudos apenas para aquilo que o edital expressamente cobra.

Como os editais costumam ter um conteúdo programático bem extenso, é de absoluta importância que o candidato se prepare com um material de qualidade, que traga apenas o que é importante para a prova (ora, para que estudar um tópico que é tratado em 150 páginas nos livros se com 2 parágrafos eu resolvo sua vida?).

Comentários

comentarios