Como escolher para qual concurso público prestar?

429

Os primeiros passos na trajetória da carreira pública são geralmente difíceis. O Blog do AlfaCon ouviu o professor Cesar Nakano para trazer dicas preciosas  para quem está começando agora a se preparar

Quem está iniciando a trajetória no mundo do concurso público geralmente dá os primeiros passos com muitas dúvidas. Uma delas é escolher a carreira para a qual pretende dedicar os estudos.

Essa definição é essencial para direcionar e otimizar a preparação e obter sucesso com a esperada vaga na esfera pública. Isso porque há diferentes tipos de concursos, com conteúdos programáticos distintos onde até mesmo as disciplinas básicas trazem suas peculiaridades.

💡📚 Conheça nosso curso online e GRATUITO e inicie sua preparação para o mundo dos concursos: Raciocínio Lógico Matemático para Concursos

A primeira decisão a ser tomada é qual carreira pública seguir. São separadas por tipos de concurso público, cada uma delas com várias oportunidades em diversos cargos:

  • Carreira Administrativa;
  • Carreira Bancária;
  • Carreira de Tribunais;
  • Carreira Jurídica;
  • Carreira Policial;
  • Carreira Militar;
  • Carreira Fiscal;
  • Carreira de Controle;
  • Carreira de Educação;
  • Carreira de Saúde;

Se você ainda está nessa primeira fase do jogo, o Blog do AlfaCon está aqui para te dar a mão e guiar seus passos nesse caminho. Fomos ouvir as orientações do professor Cesar Nakano para te ajudar a decidir para qual tipo de concurso público estudar!

👉 Leia mais: Concursos 2022: mais de 73,6 mil vagas previstas para o novo ano

O que levar em consideração na hora de escolher um concurso público?

Geralmente, os maiores atrativos nos concursos públicos, ou seja, os fatores que costumam atrair um maior número de candidatos para a inscrição, são a oferta de vagas e o salário oferecido para o cargo em disputa. Mas é realmente isso que deve pesar mais na hora de escolher qual concurso prestar?

Na opinião do professor do AlfaCon Cesar Nakano uma das informações principais a serem conferidas pelo interessado são as atribuições do cargo. “Remuneração é importante, mas é preciso, antes de qualquer coisa, entender o que se vai fazer no dia a dia para poder trabalhar bem e ter satisfação com o que vai fazer. Então eu acho que a primeira coisa a fazer na horas de escolher qual concurso prestar é entender as atribuições do cargo para ver se ele se identifica ou não com aquela função”, orienta.

👉 Leia mais: [ATUALIZADO] Top 10 concursos públicos previstos para 2022

A partir daí, é preciso muita dedicação. Nakano ressalta, que para a maioria das pessoas, o processo do início dos estudos até a conquista da vaga sonhada pode ser demorado. Isso porque há vários fatores a serem considerados, entre eles: o tempo de estudo, quando o concurso vai abrir, se o candidato está realmente bem preparado.

“Por isso, costumamos dizer para os nossos alunos que a dedicação ao estudo não pode ser medida por tempo. ‘Esteja pronto. Se prepare para quando a prova vier‘. Essa e a chave do sucesso para o concurso público”, diz Nakano.

Por outro lado, o professor afirma que é possível otimizar a preparação, dentro dessa gama de carreiras públicas, para aumentar consideravelmente as chances de conquistar uma vaga.

“Nesse caso, eu costumo fazer uma analogia com um guarda-chuva. Eu olho as carreiras como um guarda-chuva. Um guarda-chuva que é a carreira policial, um guarda-chuva que é a carreira jurídica. Se você olha atentamente para esses guarda-chuvas, vê algumas disciplinas que são semelhantes para cargos e órgãos distintos”, explica.

Um bom exemplo são as carreiras policiais, que trazem oportunidades nos concursos para PF, PRF, Polícia Civil, Depen, Polícia Militar e Polícia Penal. Esses concursos têm disciplinas comuns entre eles. Dessa maneira, o concurseiro consegue se preparar para várias polícias estudando um único edital.

“Dependendo do edital, o candidato já consegue bater 50, 60, às vezes até 80% do conteúdo de um outro edital desse mesmo guarda-chuva. Mas se ele opta por também estudar para uma carreira Administrativa ou de Tribunal, o conteúdo foge muito, podendo ser compatível com cerca de apenas 10 a 20% de outras áreas”, exemplifica o professor Cesar Nakano.

Assista também ao evento realizado no Youtube sobre preparação para concursos em 2022:

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here