Depoimento Aprovados Agepen-RN

1070

Bruno Neves Ferreira
“Meu nome é Bruno Neves Ferreira, tenho 28 anos e moro em João Pessoa-PB. Fui aprovado no concurso Agepen-RN. Sou formado em administração e decidi estudar para concurso público pois estava cansado do mercado de trabalho, salários baixos e instabilidade.

Fiz um cursinho de matérias básicas e depois alguns concursos dispersos de várias áreas. Depois decidi focar na área policial. Primeiro concurso que fiz foi o da Polícia Federal para agente, o último que teve. Fiquei excedente, na posição 699. Depois de algum tempo nas fases desse concurso mencionado acima, resolvi voltar a estudar e fiz o da Polícia Civil de Pernambuco. Fiquei a um ponto do corte.

O terceiro concurso da área que tentei foi o Agepen-RN. Minha meta ainda é PF. Esse foi o primeiro passo, agora é focar ainda mais.

Saí do emprego para estudar. Estudo de 4 a 6h, durante cinco dias. Foco em exercícios e dou prioridade às matérias específicas. Estudo por meio de vídeo-aulas aceleradas, PDF’s e sites de questões.

Em momentos em que os concursos minguaram bateu um desânimo, mas sem parar de estudar. Apenas pauso quando estou em fases de concursos, mas nunca paro de vez, nunca desisti.

Vida social quase nula. Distanciei de amigos, alguns não entendem. Não sinto falta de sair sempre, então não foi esforço. Moro com meus pais por enquanto e namoro. Perdi uma namorada e alguns amigos que achavam que eu esquecia deles, mas não entendiam que era uma fase.

Fiz alguns concursos para treino, sem foco específico. Dois da área policial. Comecei a estudar para o Agepen-RN assim que o edital abriu. Adicionei apenas a legislação específica ao que já vinha estudando.

Conheci o AlfaCon pelo Facebook. Sempre me ajudaram com vídeo-aulas e motivação. Leio PDF, faço resumo e depois questões. Tiro dúvidas em vídeo aulas.

A maior dificuldade é a falta de oportunidades em concursos da área policial nas proximidades, já que não tenho dinheiro para viajar. Mas continuo estudando e me motivando através de vídeos e filmes.

Quando o concurso se aproxima eu sempre potencializo meus estudos. Acredito que eu poderia ter feito mais questões e negligenciado menos as matérias básicas. Porém, o sol brilha para todos, mas é através da tenacidade que se conquista a sombra.”

Naragil Seara Neres
“Meu nome é Naragil Seara Neres, tenho 29 anos, sou formada em Ciências Sociais e moro em Salvador-BA. Fui aprovada no concurso Agepen-RN para o cargo de Agente Penitenciário.

Comecei a estudar para concurso público pois meu sonho sempre foi ser militar/policial. Aprendi com Evandro a estudar também o que não gosto. Raciocínio lógico, matemática, informática, direitos humanos. Eu trabalhava, estudava e treinava, parte importante para quem faz carreiras policiais. Estudo há muitos anos, porém aprendi a estudar de verdade assistindo as dicas do Evandro e montando planos de estudos atingíveis à minha realidade. No concurso do Agepen-RN, teve a matéria de Lei de Execução Penal, matéria que nunca havia estudado. Assisti as aulas do professor Emerson Castelo Branco e de 20 questões acertei 18! Essa é a primeira escada de muitas.

Montei um plano de estudos, sempre 2h por dia, fim de semana de revisão e domingo, simulado.  Meus materiais possuíam tudo o que eu precisava para a aprovação. Quando o edital abriu, o Sou+ liberou o curso específico para o concurso e reforcei o que já vinha estudando.

A vontade de desistir sempre batia, seja pelas dificuldades ou falta de dinheiro, ou falta de apoio. Mas é sonho, e sonho é até passar.

Amigos? O que é isso? Família? Namorado então, só em sonho. Abdiquei de muitas coisas, mas sei que era por um objetivo maior. Não aguentava as pessoas virem me perguntar ou cobrar se já havia passado.

Já fiz alguns concursos e perdi em TAF (PM-BA, PM-SE) ou fui reprovada na prova (PC-PA, PC-PE). A certeza que sei que para área policial sempre sai edital, era questão de tempo

Conheci o AlfaCon pela internet. Sempre me ajudaram muito, com vídeos motivacionais, aulões e material. Para auxiliar na hora dos estudos gosto muito de ficha resumo, sou muito visual. Montei também meu mural dos sonhos e sempre tinha um memorex grudado. Fiz muito exercícios, não gostava, mas sei que era necessário. Fiz o que todo mundo que é aprovado faz, exercícios. Relaxei quando estava perto da data da prova. Acredito que onde falhei foi em não estudar muito a banca, mas vale a pena todo choro e esforço.

Fui aprovada no concurso Agepen-RN. Comecei a estudar para concurso público pois meu sonho sempre foi ser militar/policial. Meus materiais possuíam tudo o que eu precisava para a aprovação. Quando o edital abriu, o Sou+ liberou o curso específico para o concurso e reforcei o que já vinha estudando. Conheci o AlfaCon pela internet. Sempre me ajudaram muito, com vídeos motivacionais, aulões e material. Vale a pena todo choro e esforço.”

Deimison Rodrigo Alves de Lima
“Meu nome é Deimison Rodrigo Alves de Lima, sou de Natal-RN e sou formado em administração e geografia. Comecei a estudar para concurso por causa da estabilidade. Estudei 3 meses para este concurso, focando nas disciplinas específicas. Sempre conciliava estudos com trabalho. Estudei com material Pdf e vídeo-aulas.   Estive sempre motivado a estudar.

Deixei de ir a festas, parei de beber final de semana, foi um pouco difícil. Moro com meus pais, acabei ficando um pouco afastado de minha namorada. Já havia tentado na área administrativa, mas a concorrência é muito grande, não tive muito sucesso. Comecei a estudar com o edital aberto.

Conheci o AlfaCon pela internet, me ajudaram com as vídeo-aulas de alguns professores, muito boas. Fiz anotações das informações mais importantes. Minha maior dificuldade era o sono e a distração, mas superei com determinação e força de vontade. Quando a prova se aproximou potencializei os estudos. Fui efetivo na minha aprovação, devemos sempre perseverar e nunca desistir.”

Marcos Alberto Feitoza e Silva
“Meu nome é Marcos Alberto Feitoza e Silva, tenho 30 anos e sou de Recife-PE. Sou formado em engenharia eletrônica. Comecei a estudar para concurso pois era minha meta de vida, segurança financeira e estabilidade profissional.

Estudo cerca de 30 horas semanais, dedicadas aos assuntos dispostos no edital do concurso de maneira equivalente ao peso das disciplinas. Conciliava os estudos em meio ao curso de mestrado e curso técnico. Deve-se delimitar bem os limites de estudos conjuntos, e dar prioridade momentânea a cada atividade rigorosamente.

Estudava por meio de apostila impressa e questões online. Motivação ondulada, outras atividades atrapalhavam o devido fim, porém a concentração deve superar qualquer adversidade.

Abdiquei de algumas coisas na medida do possível e aceitável. Não deixando de comparecer a eventos relevantes entre amigos ou família. Moro com minha tia. Demais colegas e familiares apoiam a rotina, entendendo que é dever de cada um aceitar e respeitar o espaço individual.

Comecei a estudar após edital aberto. Conheci o AlfaCon por meio do YouTube, sempre me motivaram muito. Meus métodos eram apenas estudo de letras de lei, exercícios e vídeo-aulas específicas da banca e/ou concurso. Fiz muitas atividades correlatas durante os estudos. É necessário concentração e disciplina, sendo a calma e paciência os pilares edificadores desta jornada. Falhas sempre existiram, entretanto deve-se ser disciplinado e ter ciência de suas limitações durante os estudos. NÃO DESISTAM DE SEUS OBJETIVOS. Sejam eles quais forem.”

Patrese de Menezes Abreu
“Meu nome é Patrese de Menezes Abreu, tenho anos e moro em Cajazeiras-PB. Sou formado em Direito. Meu sonho sempre foi ser policial (PF ou PRF).

Sigo basicamente o cronograma de estudos indicados por Evandro. Manhã e tarde estudo dirigido (4h diária) mais questões, à noite vídeo aula (3h diário, segunda a sexta). Meu estudo é baseado no edital da PRF, porém para este concurso do Agepen-RN eu também me dediquei às matérias específicas. Dividi em igual tempo as matérias básicas e específicas.

Eu trabalho e estudo, mas no meu trabalho tenho tempo para estudar. Sempre estive motivado. Abdiquei e continuo a abdicar de tudo. Festas, bares, bebida, tudo isso foi riscado da minha lista. Namoro e moro com meus pais, todos me incentivam, mas “amigos” não. Por muitas vezes tentam tirar da rotina de estudos.       

Esse foi o meu primeiro concurso de vários das carreiras policiais. Estudo desde o início deste ano. Conheci o AlfaCon através do YouTube, assisti a um vídeo de Evandro. Esse concurso passa longe de ser o meu objetivo, mas foi o primeiro passo dado. Sei que tenho muito a agradecê-los, ao AlfaCon e especialmente ao Evandro. Por muitas vezes no início da minha jornada, não para esse concurso, quando me sentia desmotivado eu abria o canal do YouTube do Alfa e assitia alguns vídeos, depois voltava com a “faca nos dentes” aos livros. As vídeo-aulas e apostilas foram essenciais para essa aprovação. Recentemente comecei a usar a técnica de flashcards. O trabalho me atrapalha um pouco, mas supero isso com a vontade de vencer.

O nervosismo faz parte de mim hoje, mas tenho a certeza que com as próximas provas isso vai melhorar. Esse concurso mostrou que eu só preciso dedicar um pouco mais de tempo as matérias básicas. Não desista, a vitória vem.”

Everton Dantas Marinho
“Meu nome é Everton Dantas Marinho, tenho 32 anos e sou de João Pessoa-PB. Sou formado em Gestão Financeira.

Essa é a terceira aprovação. Duas anteriores foram Agente de Trânsito no município de Bayeux-PB e Guarda Municipal em João Pessoa-PB. Para esse concurso em específico, estudei 3 meses. Com vídeo aulas do AlfaCon e também com Pdf’s.

Dediquei mais tempo às específicas devido já ter uma base das outras matérias. Conciliei o trabalho aos estudos o quanto pude. Pretendo ser aprovado na PRF. O AlfaCon me motivou diariamente, junto com o pensamento de uma vida mais confortável para minha família.

Abdiquei de muitos fins de semana com amigos, com família e até a igreja. Sou casado e tenho o apoio de toda família. Tentei outros concursos, mas não consegui aprovação em todos.

Para o concurso Agepen-RN estudei um pouquinho antes do edital abrir, mas o certo é preparar-se com muita antecedência. Conheci o AlfaCon por meio de amigos e internet, me auxiliaram muito com as vídeo-aulas, mesmo sendo muito objetivo, os professores são bem preparados. Meus métodos de estudo eram vídeo aulas, leitura Pdf’s e exercícios.

A maior dificuldade que enfrentei foi o cansaço e a busca de motivação. Mas superei com oração e disciplina. Perto do dia da prova pratiquei atividades físicas e só resolução de questões. Não acredito que houve falha para conquistar a aprovação. Conversem com Deus e peçam pra lhes orientar!”

Margueibe da Silva Miranda
“Meu nome é Margueibe da Silva Miranda, tenho 35 ano e moro em São Raimundo das Mangabeiras-MA. Sou formado Pedagogia (licenciatura). Comecei a estudar para concurso por causa da estabilidade. Estudei 1 ano, 6 horas por dia de segunda a sábado. Me dediquei mais na área especifica, pois era a que tinha mais dificuldade.

Foi uma satisfação muito boa ver meu nome entre os aprovados. Conciliava estudo e trabalho. Nas minhas horas de folga sempre estudava. Estudei sempre com o AlfaCon, por que é completo e tinha tudo que precisava para aprovação.

Sempre estive motivado principalmente com os depoimentos de Evandro Guedes. Abri mão de tudo me dedicando só aos estudos e meu trabalho. Sou casado e tenho um filho de 4 anos, é muito difícil estudar tendo que trabalhar e cuidar da família, mas todos sempre me apoiaram.

Tentei alguns outros concursos e sempre batendo na trave, até que agora deu certo graças a Deus. Mantive o foco nos estudos mesmo sem edital aberto, porque sabia que muitos só estudam depois do edital abrir, assim era a maneira de passar na frente dos concorrentes.

Conheci o AlfaCon pela internet, eles sempre me ajudaram em tudo. Não sabia nem começar a estudar e o AlfaCon me deu suporte para começar e aprender. Minha técnica é ler os pdf’s, assistir as vídeo-aulas, fazer exercícios e simulados. A maior dificuldade era a falta de tempo para estudar, mas procurei fazer um cronograma e seguir.

Perto da prova tentei ficar tranquilo e na última semana fiz uma revisão das matérias que tinha mais dificuldades. Acredito que a dedicação me fez conquistar minha aprovação. Falhei em ter estudado pouco português. Mas meu conselho é nunca desistir, pois concurso é uma fila de pessoas esperando sua hora chegar e quanto mais você estuda mais perto fica de chegar sua hora.”

Naiara Patrícia Aquino de França
“Meu nome é Naiara Patrícia Aquino de França, tenho 26 anos e sou de Mossoró-RN. Sou formada em Ecologia e decidi estudar para concurso por causa da estabilidade e qualidade de vida.

Estudo para concurso há 2 anos e 6 meses. Para este concurso específico estudei após o edital abrir. Mas já tinha um bom conhecimento das disciplinas básicas, pois já estudava para concurso antes. Precisava conciliar trabalho e estudo. Como trabalhava o dia inteiro, eu acordava as 5:20h e estudava até 7:30h. Ia trabalhar e estudava na hora do almoço e quando chegava em casa depois do trabalho estudava até de madrugada. Nos fins de semana estudava o dia inteiro.

Estudei com o material do AlfaCon. Não tinha condições de comprar o cursinho então me inscrevia nos aulões grátis online, pegava material fornecido gratuitamente na internet e aulas no canal do YouTube.

Sempre passa na cabeça desistir, pois manter o foco é difícil, mas é necessário ter disciplina. Quando estava desmotivada pensava na vida melhor que queria ter e continuava. Abdiquei de viagens e saídas no fim de semana para poder ter mais tempo para estudar. Mas tudo isso valeu a pena.

Sou noiva mas moro com meus pais. Todos eles me apoiaram muito e me deram muito incentivo para não desistir nem desanimar. Fiz outros 4 concursos (INSS, UERN, UFERSA e MP-RN). A cada concurso vejo minha melhora. Sem dúvida experiência e persistência conta muito.

Quando estava iniciando os estudos, fiz algumas pesquisas de qual melhor cursinho e achei o AlfaCon. Desde lá só estudo com o material do Alfa. O melhor método de estudo para mim é resolver questões. Tanto para fixar conteúdo como para aprender matéria nova. E estudar somente o necessário, somente aquilo que está no edital. Outro fator importante é sempre revisar. Não estude toda matéria “A” de uma vez para começar na “B”, pois quando você terminar a “B” não vai lembrar mais de nada da “A”. Estude um pouco de todas as disciplinas do edital durante a semana e no fim de semana revise. Se possível veja, no mínimo, duas disciplinas bem diferentes no mesmo dia (por exemplo: português e penal).

A maior dificuldade era o cansaço. Muitas vezes passar o dia estudando é muito cansativo, ofegante.  Mas superava essas dificuldades lembrando do concorrente. Pensava nele estudando horas e horas, dia e noite na minha frente, e aí eu voltava a estudar.

Eu sempre fico ansiosa nas vésperas da prova. Mas procure manter o equilíbrio. Nas últimas semanas sempre me dedico 100% a prova. Faço somente o necessário e vou estudar. “Dar o gás” na última semana é necessário. Relaxar somente depois da posse!

O que me ajudou foi o método que utilizo para estudar e minha (pouca) experiência e persistência. Acredito que sempre posso melhorar, sempre posso fazer mais.

É difícil manter o foco. É difícil seus amigos e familiares entenderem que você precisa desse sacrifício. Mas é importante que você tenha disciplina e determinação. Aconteça o que acontecer não desista. Nunca desista! Experiência conta muito! Se você não conseguir a aprovação, continue. Um dia ela vem. Só depende de você. A luta sempre continua!”

Nathana Oliveira Costa
“Meu nome é Nathana Oliveira Costa, tenho 27 anos, moro em Bairro dos Coqueiros-SE e fui aprovada no concurso Agepen – RN. Sou formada e Redes de Computadores e resolvi começar a estudar para concursos porque fiquei desempregada.

Para esse concurso estudei 2 meses, porém já sou concurseira há 1 ano. Eu apenas estudo, pois perdi o emprego. Estudei com material e vídeo aulas da AlfaCon. Conheci o AlfaCon pela internet, sempre me ajudaram em tudo, aulas, bons professores e motivação. Minha técnica era apenas leitura diária e muito exercício.

A maior dificuldade eram os problemas pessoais e a pressão de precisar passar, tendo em vista as dificuldades financeiras. Mas todas essas barreiras precisavam ser superadas para atingir meu objetivo. Muitos amigos se afastaram, mas nunca me deixei levar. Minha família me apoiou em tudo.

Fiz concurso da PM-MG em fevereiro, fui aprovada, mas pela distância, decidi não seguir as outras etapas. Comecei a estudar com o edital aberto para o Agepen-RN.

Quando a prova se aproxima penso onde quero chegar e foco na meta. Dois dias antes apenas relaxei a mente. Mas acredito que poderia ter sido melhor meu resultado. Mas para alcançar a aprovação é necessário foco, paciência e determinação sempre!”

Comentários

comentarios