Depoimento da Alfartana aprovada em 1º lugar no CBM BA – Joseane Portugal

444

“Meu nome é Joseane Portugal de Oliveira, tenho 24 anos, sou de São João – PE e fui aprovada em 1º lugar para vagas reservadas para afrodescendentes do Corpo de Bombeiro Militar da Bahia. Sou formada em Ciências Biológicas e resolvi começar a estudar para concurso público para ter uma estabilidade financeira e dar uma qualidade de vida melhor para minha mãe.

Escolhi a área militar por ser meu sonho de infância e Bombeiros pois, ao meu ver não há nada mais digno que salvar vidas. Eu comecei a estudar para concurso assim que sai da faculdade em 2015, porém não me dedicava muito, estudava superficialmente. Em outubro de 2016, quando estava passando por dificuldades financeiras, sem trabalho e com muitas contas para pagar, foi quando decidi focar nos estudos para mudar de vida.

Eu estudava entre 4 e 6 horas por dia, foquei nas matérias que eu tinha menos afinidade, mas estudava todo o conteúdo. Durante a semana seguia o cronograma e no final de semana fazia um intensivão com as matérias que estava com dificuldade. A princípio estava sem trabalho então me dedicava exclusivamente a estudar, e fazia atividade física, pois é uma das fases do concurso. Porém assim que abriu o edital para o concurso CBM BA eu fui chamada para trabalhar, então passei a conciliar estudo, trabalho e atividade física.

Adquiri o curso exclusivo do AlfaCon para o concurso BM-BA, com vídeos aulas e material em Pdf de todas as matérias e todo o assunto cobrados no edital e fiz um cronograma de estudos diárias, sem exceção dos fins de semana, pois era justamente o sábado é o domingo quando tinha mais tempo de estudar.

Eu pensei em desistir quando saiu a concorrência e vi que a região que escolhi seria uma das mais concorridas. Porém, lembrei do que os professores falavam nas vídeo-aulas, que meu maior concorrente seria eu mesma e que esse seria o concurso da minha aprovação, que eu estava numa fila para alcançar meu sonho e se eu desistisse iria voltar pro final dela.

Meus amigos me chamavam muito para sair, para festas, churrascos, confraternizações. Minha família reclamava, pois, eu vivia trancada do meu quarto e cobravam minha atenção, dizer não a essas pessoas era muito difícil, pois sou uma pessoa muito comunicava e gosto de estar no meio da galera. Mas daí pensava que se eu fosse sair iria perder tempo de estudo e que depois da aprovação teria muito tempo para comemorar e confraternizar com eles.

Meus amigos diziam que eu estava estranha, diferente, que não era mais a mesma. Minha mãe e meu padrasto que é com quem moro, reclamavam por eu viver estudando, tinham isso como algo negativo, que eu deixava de fazer coisas mais “úteis” para estar estudando, que não daria em nada. Fiz outros concursos, até fui aprovada, porém nunca classificada dentro das vagas.

Eu estava estudando anteriormente para Bombeiros daqui de Pernambuco, então já estava com algum conhecimento prévio. Logo em seguida abriu o da Bahia e eu não quis abrir mão de estudar. Eu assistia vídeo aulas do Evandro pelo YouTube e gostava bastante. Tinha a história de vida dele como exemplo. Pois ele sentiu na pele tudo que eu estava passando em busca do meu sonho.

Foi muito importante para mim ter profissionais qualificados me ajudando a estudar e me orientando. Sem contar que o material de estudo do AlfaCon foi muito completo. Além de ter os aulões que eu sempre acompanhava. Meus métodos de estudo eram resumos, revisão e resolução de exercícios.

O mais difícil foi o negativismo das pessoas, mas eu orava a Deus para suportar as adversidades e que eu não absorvesse nenhum pensamento negativo dos que queriam me colocar para baixo e me desmotivar. Depois colocava vídeos motivacionais para me dar ânimo para continuar. Eu fico muito tensa e sou muito ansiosa por natureza, então potencializei os estudos e as atividades físicas, para não ter tempo de ficar pensando em como seria a prova.

Acho que usar todo meu tempo “vago” para estudar foi fundamental, como tinha o conteúdo no meu celular eu estava sempre estudando. Falhei um pouco com relação ao WhatsApp, deveria ter desativado ele totalmente do celular enquanto estava no período de preparação para o concurso, as redes sociais tomam muito tempo da gente e tempo para quem busca aprovação é precioso.

Não desistam, pois, cada concurso que você faz e cada matéria que você estuda vai somando até conseguir dominar o conteúdo, e vai ficando cada vez melhor colocado, até finalmente passar. O caminho é curto para uns e, é mais longo para outros, mas com certeza a vitória acontece.”