Concurso MP AP: edital deve ficar para o início de 2021

157

O novo concurso MP AP (Ministério Público do Amapá) deverá contar com vagas para técnicos, analistas e promotores, com iniciais de até R$ 20 mil

Os editais do novo concurso MP AP (Ministério Público do Estado do Amapá) segue em fase de ajustes finais com a banca e a expectativa é de que sejam publicados já no início de 2021. Estava sendo cogitada a possibilidade de liberar o certame ainda em dezembro, porém, alguns entraves acabaram inviabilizando o início da seleção. De qualquer forma, os últimos acertos estão sendo feitos em conjunto com a empresa escolhida, que será o Cebraspe. Novas informações devem ser confirmadas em breve.

Quer se preparar para o concurso MP AP? Temos o curso ideal para você, clique aqui e conheça!

Ao todo serão 19 vagas imediatas, sendo seis para quem possui ensino médio e 13 para nível superior, com iniciais de até R$ 20.677,84. Além das oportunidades imediatas, a seleção também deve servir para formar cadastro reserva de pessoal. 

No caso de ensino médio, a oferta será de seis oportunidades são para o cargo de técnico ministerial, com remuneração inicial de R$ R$ 4.236,37.

Para nível superior serão 13 vagas, sendo quatro serão para analista ministerial e nove para promotor. Os iniciais são de R$ 5.766,21 para analistas e R$ 20.677,84 para promotores. Para os analistas, as áreas de atuação serão para assistente social, psicólogo e área de tecnologia da informação. Para promotor, além da escolaridade, é necessário possuir três anos de prática jurídica e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Começando a estudar? Clique aqui e conheça nossos materiais para concurseiros iniciantes!

Concurso MP AP: saiba como foi a última seleção

O último concurso MP AP para técnicos e analistas ocorreu em 2012. Na ocasião, a oferta foi de 40 vagas, sendo 10 para o cargo de nível médio e 30 analistas. A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Carlos Chagas

Para técnico, a prova objetiva contou com 50 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais, com peso 1, e 30 de conhecimentos específicos, com peso 2. Em conhecimentos gerais foram abordados temas sobre língua portuguesa, matemática e raciocínio lógico.

As vagas de técnico foram para as áreas de motorista, informática e auxiliar administrativo, enquanto as de analistas foram para administração, arquitetura, biblioteconomia, ciências contábeis, direito, economia, engenharia civil, psicologia,  serviço social e tecnologia da informação.

Para analistas foram 60, sendo 20 de conhecimentos gerais, com peso 1, e 40 de conhecimentos específicos, com peso 3. Conhecimentos gerais versou sobre língua portuguesa e legislação vinculada ao MP AP.

No caso de promotor o último concurso também ocorreu em 2012, com oferta de 10 vagas. A banca também foi a Fundação Carlos Chagas. A seleção contou com prova objetiva, duas provas dissertativas, avaliação oral, prova de tribuna e análise de títulos

A parte objetiva contou com 100 questões, sendo 10 de direito constitucional e direito tributário, 10 de direito administrativo, 10 de direito penal, 10 de direito processual penal, 10 de direito civil, 10 de direito processual civil, 6 de direito eleitoral, 8 de direito da criança e do adolescente, 8 de direito ambiental, 8 de legislação do Ministério Público  e 10 de língua portuguesa.

 

Resumo do Concurso

Vagas: 19
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Técnico, Analista, Promotor de Justiça
Áreas de Atuação: Judiciária / Jurídica, Administrativa
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 4236,00 Até R$ 20677,00
Estados com Vagas: AP

| Veja mais notícias aqui! |