Aprovados INSS: Leandro Luis

18

aprovados_inss_fb

Semana passada saiu o resultado final do INSS e 2.587 pessoas conseguiram a tão sonhada vaga no INSS. Em meio a esse número, 662 fazem parte da família AlfaCon. Isto é, 25% dos aprovados no INSS são do AlfaCon! O coração enche de alegria e nos faz cada vez mais querer aprovar e realizar sonhos.

Como sonhos precisam ser compartilhados, hoje, trouxemos o depoimento do Leandro Luis, aprovado com ajuda do AlfaCon na prova do INSS. Confira!

Queremos conhecer um pouco mais sobre você. De onde é? Qual é a sua idade? Tem formação superior? Em qual área? Por que decidiu estudar para concurso público?

Sou de São Luís-MA, tenho 26 anos, estou no 5º período do curso de direito. Decidi estudar para concursos pela estabilidade e também pela remuneração. Na verdade, ter algo seguro em minha vida. 

Quanto à sua preparação, por quanto tempo estudou até conquistar esta aprovação? Como era sua rotina de estudo? Se dedicou mais a algum conteúdo ou disciplina específicos? Por que? Como foi sua experiência? Dedicava mais tempo às básicas ou específicas, ou dividia de igual para igual?

Estudei aproximadamente 1,5 ano. Estudava muito, todos os dias, cerca de 6 a 8 horas diárias, fora o que eu estudava para faculdade. Eu procurei equilibrar as disciplina básicas com a especifica, mas estudava quase todos os dias para a especifica quando faltava apenas 3 meses para a prova, pois era a que teria o maior numero de questões. 

Você apenas estudava para concurso ou precisava conciliar estudo e trabalho? Como fazia para conciliar? 

Eu era jogador de futebol profissional, joguei no Estado do Ceará e de Minas Gerais, cheguei até jogar na Suíça por quase um ano e meio, mas tomei uma decisão de voltar a estudar e o que me daria uma segurança para isso seria um concurso e optei pelo INSS, pois como passei cerca de 7 anos sem estudar o número de vagas me chamou atenção. 

Você estudou com quais materiais? Seus materiais e aulas tinham todo o conteúdo necessário para conseguir a aprovação?

Estudei muito por PDF’s, os materiais que eu dispunha não eram suficientes para abranger todo o conteúdo e para isso pegava livros na faculdade, pedia emprestado, assistia aulas no youtube, enfim, tentava me virar de algum jeito.

Você esteve motivado durante todo o período e preparação? Pensou em desistir? O que o desmotivou? O que o manteve ou o fez voltar a ficar motivado com os estudos?

O tempo todo tentava me motivar e como já estava quase sem dinheiro, isso aumentou a minha motivação ainda mais. Minha motivação era todos os dias olhar minha carteira e vê-la vazia, sem dinheiro. Todos nós concurseiros passamos por dificuldades, problemas e é inevitável pensar em desistir, pensei várias vezes, mas Deus me deu força para continuar e tudo que é difícil é mais saboroso e minha vitória teve sabor não de mel porque eu não gosto, mas de um churrasco de picanha bem suculento. 

Durante a preparação, sabemos que é preciso abrir mão de muita coisa, amigos, família, festas, enfim… como foi este período para você? Abdicou de muita coisa? Pode dar exemplos? Como foi passar por isso?

A primeira coisa que o concurseiro precisa ter em mente é que ele terá que abdicar de muitas coisas. Eu moro como minha namorada e muitas vezes a deixei zangada por não dá tempo a ela. Deixei de sair para algumas festas, mas saia de vez em quando, acho que é importante para tirar todo o stress dos estudos.

Você é casado, namora, mora com os pais? Sua família, amigos ou as pessoas que são próximas aceitaram essa sua rotina de estudos? Apoiaram? Teve alguém que acabou se distanciando?

Moro como minha namorada, ela sempre me apoiou para que eu estudasse e conseguisse minha aprovação, mas tinha momentos que eu estava tão obcecado pelos estudos que ela me falava que eu ia acordar um dia e ver todos os livros rasgados em cima da mesa, por não dar muita atenção a ela. Agora ela viu que deu resultado, vou dar um presentinho pra ela, porque ela foi guerreira em me aguentar todo esse tempo. O pior ainda está por vir, pois eu quero realizar meu sonho de ser promotor de justiça ou juiz de direito, creio que a preparação vai ser duas vezes pior que essa..rsrsrs.  

Você tentou outros concursos público antes do INSS? Tentou fazer outras provas apenas para treinar? Como foi a sua experiência?

O concurseiro precisa fazer todo tipo de prova, até provas que não tenham nada a ver com a matéria que ele estuda, pois a experiência de estar em sala de aula, tempo de fazer a prova, marcar gabarito, tudo isso vai prepará-lo pra prova que ele almeja. Fiz prova do município, da UFMA, do TRE, IFMA, TRT e outras.. mas o que realmente estudei foi para o INSS.  

Começou a estudar com edital aberto? Caso não tenha sido este o caso, como foi para se manter motivado mesmo sem edital previsto?

Estudei antes da abertura do edital. Para quem quer uma vaga precisa estar bem preparado, estudar muito antes do edital, porque depois que abrir o edital, precisará só dos resumos.

Como conheceu o AlfaCon?

Conheci através da Internet. 

De que forma o AlfaCon te ajudou nessa jornada?

Como não dispunha de dinheiro, aproveitava muito as aulas FREE, alguns pdf’s e videos aulas no youtube. Foi muito importante ter um apoio de pessoas com nome no mercado.

Você utilizava alguma técnica específica para aprender e memorizar o conteúdo? Pode compartilhar suas técnicas com a gente?

Não tinha uma técnica especifica, tentava estudar muito e depois meditar, isto é, lembrar de tudo que eu estudei, sem o apoio do material. Acho que esse tipo de exercício mental é importante, como se eu estivesse dando aula para mim mesmo. Outro ponto é fazer muitos exercícios e simulados, pois as questões de certa forma acabam se repetindo.

Qual foi a maior dificuldade que enfrentou no período em que estudou?

Ficar sem dinheiro, tive que receber ajuda financeira da minha família e como sempre fui independente isso doeu muito. 

O que fez para superar esses obstáculos?

Estudava ainda mais. E para completar ainda fui assaltado, roubaram minha carteira e eu fiquei sem ver minha motivação. Prometi para mim mesmo que só compraria outra carteira se eu passasse nesse concurso, agora vou comprar uma bem cara….rsrs. 

Quando o concurso se aproxima sabemos que é difícil controlar a ansiedade, nervosismo e até mesmo insegurança. Como foi para você? Como superou? Potencializou o estudo nos últimos dias ou tentou relaxar um pouco?

Fiquei bem nervoso. Quando faltou apenas duas semanas eu nem saia mais de casa, estudava de domingo a domingo, mal comia. E na hora da prova fiquei mais apreensivo ainda, abri o caderno de questões me tremendo, mas orei e coloquei minha cabeça no lugar. No final deu tudo certo. 

O que você acredita que tenha sido realmente efetivo na sua preparação? Houve falha? Onde acredita que tenha falhado?

No início fiquei meio atrapalhado de como iria estudar; o maior erro do concurseiro é estudar pra todo tipo de concurso e eu cometi esse erro, depois de 6 meses estudando errado eu foquei apenas para 1 concurso e fiz uma planilha, um tipo de cronograma de matérias e assuntos a estudar. Estudava 3 matérias por dia e fazia muitos exercícios.

Para finalizar, qual dica você deixaria para aqueles que estão nessa caminhada rumo à aprovação e pensam em desistir?

Continuem estudando, mas deixo uma dica de focar apenas em um concurso, estudar apenas para ele. Um exemplo clássico é a diferença entre o professor e o aluno. O professor quando vai da aula ele sabe de toda a sua matéria dos pés a cabeça, enquanto o aluno precisa saber de um monte de matéria ao mesmo tempo, fica sobrecarregado e não consegue dominá-las. O que eu quero dizer com isso é: seja como o professor, saiba apenas o conteúdo de seu concurso, assim você vai dominar as matérias de que precisa. Não seja o aluno, não saia estudando para todo tipo de concurso, pois você não vai conseguir dominar tudo.

>> Confirmado pedido de 7.351 novas vagas para o INSS

Comentários

comentarios