Concurso de delegado: como desenvolver uma peça prática?

93

Seja na esfera federal ou na civil, muitos concursos para delegado cobram a elaboração de peças práticas na segunda etapa. E o AlfaCon vai te ajudar a fazer isso corretamente

A carreira de delegado é considerada como uma das mais difíceis de ingressar no funcionalismo público. Isso porque, tanto na esfera federal quanto na esfera civil, é grande a carga de conteúdos cobrados nas provas.

Para ser aprovado em um concurso para delegado e poder trabalhar na investigação de ações criminais e no atendimento ao público, é necessário vencer as, geralmente, seis etapas dos concursos públicos até a aprovação completa. Que pode ser:

  • Prova objetiva
  • Prova discursiva e elaboração de peça prática
  • Teste de aptidão física (TAF)
  • Investigação social
  • Prova oral
  • Prova de títulos

Vamos, neste post, dar mais detalhes sobre a segunda etapa do processo seletivo: a prova discursiva e elaboração de peça prática. Com a ajuda de Marcelo Zago, professor de peças práticas no AlfaCon, será possível passar por essa fase com sucesso.

Confira mais dicas no vídeo Como Estudar para Carreira de Delegado no Canal do AlfaCon no YouTube

Cinco passos para elaborar corretamente sua peça prática

A prova discursiva dos concursos para delegado têm como objetivo analisar os conhecimentos jurídicos do candidato. Em alguns estados, isso se dá também por meio da elaboração de uma peça prática, que faz parte da prova discursiva. Dessa maneira, também avaliam a qualidade da produção textual, a organização de ideias e as habilidades argumentativas.

De acordo com o professor Marcelo Zago, para um bom desempenho é necessário que se tenha conhecimento aprofundado dos conteúdos abordados na primeira etapa do concurso.

Portanto, é fundamental, nessa fase do concurso, revisar bem todas as questões e as legislações complementares presentes no edital. Também é preciso ter domínio da escrita e a ortografia, aspectos que contam muito na avaliação final da etapa.

👉 Leia mais: PC BA: tudo o que você precisa saber sobre o concurso

Zago ainda explica que existem dois tipos de peças prática: a interna e a externa. Mas são as peças externas as mais cobradas em concursos públicos. E essas, de acordo com o professor, têm uma estrutura padrão, dividida em cinco partes, a ser seguida:

  1. endereçamento
  2. preâmbulo
  3. síntese dos fatos
  4. fundamentação jurídica
  5. pedidos e fechamento

O professor ainda explicou que, além de seguir essa estrutura, a melhor maneira de elaborar uma peça prática para obter uma boa pontuação é treinando.

“O candidato precisa ter o cuidado de não reproduzir o modelo, mas de adequá-lo à teoria e ao que foi solicitado na questão proposta“, disse Marcelo Zago, destacando que os temas recorrentes cobrados nas peças práticas são prisão e relatório final.

👉 Leia mais: Concurso PC RJ: publicado contrato com banca para delegado e edital já pode sair

36 Comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here