Atualidades em concursos: como o megavazamento de dados pode ser cobrado?

356

Entenda o que se sabe sobre o megavazamento de dados, como é a atuação da PF nesses casos e de que forma o tema pode cair em provas de concursos

No fim de janeiro deste ano, um megavazamento de dados veio à tona no Brasil. Pacotes de dados com informações de mais de 223 milhões de brasileiros (incluindo dados de falecidos) apareceram em fóruns usados por criminosos digitais. E esse tema de grande relevância nacional pode ser cobrado em questões de concursos públicos!

Mas o que aconteceu exatamente? Ocorreram dois vazamentos, que juntos continham dados, como CPF, endereços, escolaridade, fotos de rosto, score de crédito e outras informações financeiras, dados de imposto de renda e de benefícios do INSS, informações de serviços de telefonia e do LinkedIn e dados relativos a servidores públicos. 

Todos esses dados foram publicados por um criminoso em um fórum online voltado à comercialização de bases de dados. Algumas informações, como CPF, circulam gratuitamente, enquanto outras estão sendo vendidas. 

Ainda não se sabe quem é o responsável pelo megavazamento de dados nem de onde essas informações foram roubadas. Existe a possibilidade dos dados terem sido consolidados de diversas fontes, por exemplo. Algumas das informações vazadas também fazem referência a empresas, como a Serasa Experian, mas também não se sabe se os dados realmente foram vazados das companhias.

💡📚 Conheça o curso GRATUITO: Atualidades para Concursos

Como é a atuação da PF nesses casos?

No começo de fevereiro, a Polícia Federal (PF) abriu uma investigação para apurar o megavazamento de dados, a pedido da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

O professor de Administração Pública e Atualidades do AlfaCon, Luiz Rezende, explica que nesses casos de vazamento de dados a atuação da PF é na perícia

“A Polícia Federal tem servidores que são peritos na área de Tecnologia da Informação (TI). Essa atividade não é do Agente, é do Perito. É uma clássica situação em que o perito policial da PF faz a investigação técnica para buscar não só quem foi a pessoa que fez o ataque, como quais foram as falhas de segurança, principalmente, nos servidores dos órgãos públicos para que essas falhas sejam superadas.” 

Como o megavazamento de dados pode cair em concursos?

Segundo Rezende, como ainda não se sabe a técnica utilizada em segurança da informação para o vazamento dos dados, dificilmente esse tema será abordado em questões de Informática. “Para isso, seria necessário conhecimento técnico das ferramentas utilizadas para a invasão”, afirma.    

No entanto, o assunto pode ser cobrado em questões de conhecimentos gerais e atualidades. “Podem ser questões sobre o fato mesmo e/ou a respeito do que isso representa atualmente com a vida virtualizada, a importância da prevenção e proteção de dados, o significado desses vazamentos para a vida social das pessoas. É essa abordagem que esperamos para concursos públicos”, destaca o professor. 

Dica: Retrospectiva de atualidades

Quer ficar por dentro de todos os assuntos de atualidades que podem cair nos concursos? O professor Rezende tem um programa semanal ao vivo, toda sexta-feira, no canal do YouTube do AlfaCon.

Nessa aula livre, o professor faz uma retrospectiva de atualidades, destacando os fatos mais relevantes, para você ter argumentos para discutir em uma redação e também responder, eventualmente, questões objetivas. 

Clique aqui para acessar as aulas de retrospectiva de atualidades para concursos

Na última aula, inclusive, o professor falou sobre o tema Megavazamento de Dados. Assista abaixo e entenda mais detalhes sobre o assunto. Bons estudos!

12 Comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here