Concurso MP AP: comissão deve se reunir nesta quinta (28) para discutir seleção

284

O novo concurso MP AP (Ministério Público do Amapá) deverá contar com vagas para técnicos, analistas e promotores, com iniciais de até R$ 20 mil

A comissão organizadora do novo concurso MP AP (Ministério Público do Estado do Amapá) deve se reunir nesta quinta-feira, dia 28 de janeiro, às 10 horas da manhã, para discutir detalhes do certame, de acordo com publicação no diário oficial na última terça, dia 26. Ao todo serão oferecidas 19 vagas, sendo nove no primeiro edital, para o cargo de promotor. Neste caso, a publicação do edital deve ocorrer já nos próximos dias.

Das dez vagas restantes, que deverão ser oferecidas posteriormente, serão seis para o cargo de técnico ministerial, que pede apenas ensino médio, e quatro para analista ministerial, de nível superior. Novas informações devem ser confirmadas em breve.

No caso de promotor, no primeiro edital, os interessados devem possuir formação de nível superior, três anos de prática jurídica e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A remuneração inicial é de R$ 20.677,84.

Assim que iniciadas, as inscrições poderão ser feitas pela internet, na página eletrônica da banca organizadora, que será o Cebraspe.

Leia mais: Cebraspe: conheça as principais características da banca

No caso de técnico, a remuneração inicial é de R$ 4.236,37, enquanto para os analistas, será de R$ 5.766,21.

Para os analistas, as áreas de atuação serão para assistente social, psicólogo e área de tecnologia da informação.

Concurso MP AP: saiba como foi a última seleção

O último concurso MP AP para técnicos e analistas ocorreu em 2012. Na ocasião, a oferta foi de 40 vagas, sendo 10 para o cargo de nível médio e 30 analistas. A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Carlos Chagas.

Para técnico, a prova objetiva contou com 50 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais, com peso 1, e 30 de conhecimentos específicos, com peso 2. Em conhecimentos gerais foram abordados temas sobre língua portuguesa, matemática e raciocínio lógico.

As vagas de técnico foram para as áreas de motorista, informática e auxiliar administrativo, enquanto as de analistas foram para administração, arquitetura, biblioteconomia, ciências contábeis, direito, economia, engenharia civil, psicologia,  serviço social e tecnologia da informação.

Para analistas foram 60, sendo 20 de conhecimentos gerais, com peso 1, e 40 de conhecimentos específicos, com peso 3. Conhecimentos gerais versou sobre língua portuguesa e legislação vinculada ao MP AP.

No caso de promotor o último concurso também ocorreu em 2012, com oferta de 10 vagas. A banca também foi a Fundação Carlos Chagas. A seleção contou com prova objetiva, duas provas dissertativas, avaliação oral, prova de tribuna e análise de títulos

A parte objetiva contou com 100 questões, sendo 10 de direito constitucional e direito tributário, 10 de direito administrativo, 10 de direito penal, 10 de direito processual penal, 10 de direito civil, 10 de direito processual civil, 6 de direito eleitoral, 8 de direito da criança e do adolescente, 8 de direito ambiental, 8 de legislação do Ministério Público  e 10 de língua portuguesa.

Resumo do Concurso

Vagas: 19
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Técnico, Analista, Promotor de Justiça
Áreas de Atuação: Judiciária / Jurídica, Administrativa
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 4236,00 Até R$ 20677,00
Estados com Vagas: AP

| Veja mais notícias aqui! |

 

18 Comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here