Entenda como a leitura dinâmica pode agilizar sua rotina de estudos

150
leitura dinâmica

A leitura dinâmica é um importante recurso para aqueles que desejam se manter atualizados, mas não contam com muito tempo para ler. Além disso, ela auxilia a compor grandes quantidades de conteúdo, permitindo selecionar aquilo que é mais relevante e precisa de maior atenção.

Por isso, cada vez mais pessoas com carga de trabalho pesada, e com pouco tempo para estudar para concursos públicos, se interessam em entender melhor como funciona essa técnica e como aplicá-la.

Pensando nisso, neste artigo vou te explicar o que é leitura dinâmica, como utilizar essa técnica e quais são as suas principais vantagens e desvantagens. Além disso, vou mostrar como utilizá-la na rotina dos estudos para obter melhores resultados em concursos públicos. Vem comigo!

O que é leitura dinâmica?

A leitura dinâmica é um conjunto de técnicas que acelera o processo de leitura e a capacidade de organização de textos, sem, no entanto, comprometer a retenção das informações. Isso significa que ela pode te ajudar a absorver conteúdos com mais facilidade e agilidade, especialmente no momento da seleção de leituras relevantes.

Dessa forma, a leitura dinâmica é altamente indicada para  estudar para concurso público. Embora não seja possível aprender essa técnica em apenas um dia, se você se exercitar diariamente, é possível aumentar a sua velocidade de forma gradativa.

Como ela funciona

As técnicas de leitura dinâmica se baseiam na eliminação de determinadas etapas cerebrais no processo de leitura. A leitura considerada “tradicional”, ou seja, aquela que aprendemos na alfabetização, é formada por três etapas:

  • etapa 1 — primeiro olhamos para as palavras, em um processo conhecido como fixação. Isso demora cerca de 0,25 segundos;
  • etapa 2 — movemos os olhos para a próxima palavra. Essa etapa é chamada “sacada” e dura 0,1 segundo;
  • etapa 3 — os dois processos anteriores são repetidos duas a três vezes, seguidos de uma pausa para a compreensão daquilo que acabou de ser lido. Isso demora cerca de 0,3 a 0,5 segundos.

A proposta da leitura dinâmica é exatamente reduzir o tempo da etapa referente à fixação, por meio da eliminação da chamada “subvocalização” que se refere à repetição mental das palavras enquanto estamos lendo.

Para exemplificar, você pode pensar da seguinte forma: quando você vê uma caneta em cima da mesa, você não precisa repetir mentalmente a palavra “caneta”, porque o seu cérebro já sabe o que é aquele objeto, apenas o observando. É nesse aspecto que a teoria da leitura dinâmica se sustenta.

A prática leva à perfeição

Ao começar a treinar as diversas técnicas, os estímulos de leitura são enviados com maior rapidez para o seu cérebro. De acordo com os praticantes desse método, o processo de adaptação do cérebro ao aumento de velocidade é semelhante àquele que ocorre quando começamos a fazer alguma atividade física.

Dessa forma, no início, é difícil e cansativo, mas com tempo e a prática, há uma adaptação natural que permite, inclusive, o aumento de carga dos exercícios. Aqui, é preciso entender que, como qualquer treinamento, é necessário ter disciplina e força de vontade para adquirir uma leitura dinâmica. As mudanças demoram um pouco em surgir e você terá que persistir para começar a enxergar os seus resultados. Mas, acredite, vale muito a pena!

Quais são as principais técnicas de leitura dinâmica?

A leitura dinâmica envolve inúmeras técnicas que aprimoram o funcionamento do cérebro e dos movimentos dos olhos, a fim de captar as informações mais relevantes em textos. A seguir, conheça alguns dos principais métodos e como funcionam.

Salto dos olhos

O salto se refere ao movimento dos olhos pela página que está sendo lida. Assim, quanto maior for o salto, mais rápida será a leitura. Você já se deparou com pessoas que leem textos utilizando um dedo ou uma régua para acompanhar as linhas?

Isso significa que elas têm um salto dos olhos muito curto ou mesmo inexistente. Já os praticantes da leitura dinâmica saltam de palavra em palavra, outros pulam diversas palavras, fixando os olhos em três pontos da linha (começo, meio e fim). Assim, a leitura é desenvolvida com base nesses pontos de fixação.

Escaneamento (scanning) do texto

O scanning é uma técnica que se refere à “passada” de olhos no texto sem fazer a leitura íntegra do texto. O objetivo principal é conseguir localizar informações que ajudam a compreender rapidamente o texto, como:

  • sinais de organização — marcadores ou numeração de tópicos;
  • palavras destacadas — negrito, itálico ou sublinhado;
  • números — datas e valores;
  • palavras-chave.

Ao escanear o texto com o olhar, você consegue descartar automaticamente blocos introdutórios e ir direto ao objetivo do conteúdo, localizando o que realmente interessa.

Identificação da ideia geral do texto (skimming)

A identificação da ideia geral do texto (skimming, em inglês) é um complemento do scanning para se obter uma leitura dinâmica. Ela proporciona um “panorama” sobre o assunto. Para isso, concentre-se na leitura de partes essenciais do material, como:

  • título;
  • subtítulo;
  • gráficos;
  • legendas de imagens;
  • parágrafos estratégicos (primeiro e último, em geral).

Visualização de blocos de palavras

Essa técnica serve para treinar o cérebro para reconhecer grupos de palavras. Dessa forma, ela permite que você leia três ou quatro de uma vez. À medida que for exercitando, conseguirá aumentar essa quantidade de maneira gradual.

Para isso, você precisa exercitar o seu olho a fim de abrir o campo de visão. No começo, pode parecer estranho, mas com o tempo se torna cada vez mais fácil ler grupos de palavras em vez de palavras soltas.

Essa técnica funciona devido à capacidade do nosso cérebro reconhecer grupos de palavras para transformá-las em um significado.

Quais são as principais vantagens e desvantagens da leitura dinâmica?

A grande vantagem da leitura dinâmica é que ela permite que pessoas com pouco tempo para estudar consigam cumprir um roteiro de estudos. Dessa maneira, ela proporciona diversos benefícios como:

  • maior agilidade na leitura— aumenta a quantidade de palavras lidas por minuto;
  • mais objetividade — a capacidade de sintetizar os textos proporciona uma leitura mais objetiva;
  • aumento da produtividade — é possível assimilar mais conteúdo em um menor período;
  • maior concentração — devido à melhoria no foco;
  • aumento do vocabulário — ler mais amplia o conhecimento de palavras.

Desvantagens

Embora a leitura dinâmica apresente diversas vantagens, nem sempre ela pode ser utilizada sozinha. Isso porque embora ela permita identificar as principais informações do texto, elimina o foco em detalhes que, dependendo do caso, podem ser relevantes.

A propósito, neurologistas do Hospital das Clínicas de São Paulo entendem que o método pode ser útil em determinados casos, mas podem provocar “buracos no conhecimento”. Nesse sentido, a leitura dinâmica não é indicada para textos pequenos, pois cada informação perdida pode ser fundamental para a compreensão de algum trecho.

Uso adequado da leitura dinâmica

Além disso, é preciso entender que esse método deve ser aplicado apenas como um complemento de grande importância para a seleção de textos e trechos relevantes. Isso porque os estudos não podem se limitar apenas a leituras superficiais.

Nesse sentido, após fazer a leitura dinâmica para identificar os materiais mais importantes, é preciso sempre ler os textos selecionados, na íntegra. Ou seja, esse tipo de leitura deve ser usado como pré-leitura para um estudo eficiente.

Como aplicar a leitura dinâmica na rotina de estudos?

Para você aproveitar todos os benefícios da leitura dinâmica na rotina de estudos, preparamos um passo a passo com os aspectos mais importantes. Confira!

Entenda o que não deve ser feito

Antes de qualquer coisa, é preciso entender o que você não deve fazer ao tentar ler algum livro ou apostila:

  • reler o material — o objetivo da leitura dinâmica é compreender de maneira geral o texto;
  • ler em voz alta — isso torna a leitura mais lenta;
  • falta de organização — causa sensação de desnorteamento e cansaço mental.

Conheça sua marca inicial de velocidade de leitura

Para verificar como está o seu tempo de leitura, você pode fazer um teste. Pegue um livro impresso, que seja do seu interesse e de fácil leitura. Siga os seguintes passos:

1º Passo: verifique a quantidade de palavras por linha em um parágrafo

Escolha um parágrafo qualquer e conte quantas palavras constam nas 5 primeiras linhas. Divida o total por 5 para saber a quantidade média de palavras que existe por linha.

2º passo: conte a quantidade média de linhas por página

Conte quantas linhas existem nas 5 próximas do livro. Divida o total por 5 para obter a quantidade média de linhas por página.

3º passo: calcule a média de palavras por página

A seguir, você deverá multiplicar a quantidade de linhas por página pelo número de palavras obtido no primeiro cálculo. Assim, você saberá a média de palavras por página.

4º passo: calcule quantas palavras você consegue ler por minuto

Programe um alarme para disparar após 60 segundos. Inicie a leitura e prossiga até ele disparar. Multiplique o número de linhas que você conseguiu ler pelo número médio de palavras por linha. O resultado será a sua taxa de leitura de palavras por minuto (ppm).

5º passo: confira o resultado

Com a ajuda de um cronômetro, monitore quantas palavras você consegue ler por minuto. Em seguida, confira o seu tempo de leitura com base nos seguintes parâmetros:

  • 70 a 90 ppm — sua velocidade de leitura é insuficiente, mas é totalmente possível melhorar;
  • 90 a 180 ppm — você é um leitor médio, com tendência a pronunciar as palavras em voz alta em sua mente;
  • acima de 600 ppm — muito bom! Você é um leitor dinâmico.

Até aqui, você conseguiu entender sobre a sua velocidade de leitura. Agora, tente lembrar de trechos do texto para saber como está o seu nível de compreensão. Considere que não adianta ler mais rápido se não entender ou não se lembrar do que leu. A sua meta deve considerar a média de 80% de aproveitamento.

Monitore a sua evolução

Após incorporar o que você aprendeu sobre as técnicas de leitura dinâmica, a evolução da sua velocidade para ler vai depender de muita prática. Mas para entender se os seus esforços estão dando o resultado esperado, é preciso acompanhar os seus progressos.

Então, pratique diariamente e monitore o seu tempo uma vez por semana para verificar os seus saltos na aprendizagem.

Faça um planejamento dos estudos

Ter uma pilha de materiais para ler e não saber nem por onde começar é algo que faz a pessoa se sentir perdida, não é mesmo? Por isso, fazer um bom planejamento sobre o quê e quando estudar é muito importante.

Dessa forma, você consegue se organizar para não estudar a mais, nem a menos. Isso também ajuda muito a manter o foco, além de proporcionar um melhor aproveitamento do seu tempo. Para isso, faça uma lista anotando os seguintes aspectos:

  • o que é importante para você nesta semana;
  • quais assuntos precisa estudar para uma prova;
  • quais são os melhores livros indicados para essas leituras.

Assim, com planejamento e organização, pode sobrar espaço para namorar, descansar ou simplesmente se divertir.

Lubrifique e aqueça os seus olhos

Para acostumar os seus olhos a um novo ritmo de leitura, é melhor prepará-lo para o exercício. Esfregue as palmas das mãos, uma na outra, até aquecê-las e encoste-as delicadamente sobre os olhos fechados. Se for usuário de lentes de contato, é preciso retirá-las antes.

Após a lubrificação, você deve aquecer os olhos com exercícios específicos. É possível encontrar na internet alguns vídeos que explicam como fazer esse relaxamento e aquecimento.

Estude em um ambiente sem ruídos

O lugar que você escolhe para ler influencia muito na sua velocidade e no dinamismo dessa atividade. Assim sendo, é fundamental fugir de distrações provocadas por barulhos de trânsito e até mesmo por músicas ou alerta de mensagens no celular.

Conforme mostrei neste artigo, a leitura dinâmica pode aprimorar os seus estudos para concursos públicos. Portanto, vale a pena praticá-la sempre que puder para obter o máximo dessa experiência e extrair o melhor do que essa técnica pode te oferecer.

Gostou deste artigo? Então nos siga nas redes sociais, Facebook, Instagram e YouTube. Fique por dentro de tudo o que pode te ajudar a obter excelentes resultados em concursos públicos!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here