Quais as diferenças entre Exército, Marinha e Aeronáutica?

7550

Veja as funções de cada uma das organizações que fazem parte das Forças Armadas Brasileiras e qual delas encaixa mais no seu perfil

As Forças Armadas do Brasil, constituídas pelo Exército, Marinha e Aeronáutica, são o sonho de muitos concurseiros. Juntas, essas instituições mantêm a ordem, a segurança e a soberania do país. Além disso, são organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob autoridade suprema do Presidente da República e dentro dos limites da lei.

Mas há uma série de diferenças entre cada uma delas e quem deseja ingressar na Carreira Militar deve se atentar a isso para saber qual vertente é mais adequada ao seu perfil. Veja quais são as funções do Exército, Marinha e Aeronáutica a seguir.

Exército

A competência do Exército Brasileiro é defender o país em operações terrestres e garantir a lei, a ordem e os poderes constitucionais. Seu principal membro é o Comandante Supremo, no caso, o Presidente da República. Em tempos de paz, as tropas do Exército se preparam continuamente para, se necessário, atuar em situações de conflito ou guerra. 

O Exército também atua em atividades de apoio à assistência e socorro às vítimas de desastres naturais, e em processos de reconstrução e recuperação, por exemplo. 

A instituição conta com 20 cargos diferentes no total. A base da hierarquia é composta pela seguinte ordem: soldados, taifeiros, cabos, sargentos, tenentes, capitães, majores, tenentes-coronéis, coronéis, generais e marechal, sendo que cada patente tem as suas divisões. 

Marinha

A Marinha é a força armada mais antiga do Brasil. Também é sua responsabilidade garantir a defesa da Pátria juntamente com as demais instituições, mas sua atuação ocorre nas águas marítimas e fluviais. 

Entre as suas atribuições estão proteger o litoral do país, posicionar os meios operacionais para responder a eventuais emergências ou crises no território do mar brasileiro, segurança da navegação aquaviária e na salvaguarda da vida humana no mar e fiscalização do cumprimento de leis e regulamentos, no mar e nas águas interiores. 

Ao todo, a instituição tem 17 cargos e os militares são divididos em dois grupos principais: o Corpo de Fuzileiros, que fica em terra, e o Corpo da Armada, que cuida das embarcações. Há ainda outros grupos, como o Corpo de Engenheiros e o Corpo de Saúde e as unidades dos fuzileiros, que constituem uma espécie de infantaria. 

Aeronáutica

A Aeronáutica, por sua vez, executa ações de controle, defesa e vigilância referentes ao campo aeroespacial brasileiro. Algumas das suas funções são garantir a segurança da navegação aérea, implantar e operar a infraestrutura aeroespacial, aeronáutica e aeroportuária e cooperar com outros órgãos na repressão a crimes e delitos que envolvam o espaço aéreo.

No total, a Aeronáutica tem 21 postos em seus quadros, espalhados em vários grupos. Dois desses grupos são os que entram em combate. Um é o Quadro de Infantaria, que atua em terra e cuida da segurança das bases aéreas e aeroportos e, em tempos de guerra, tem a função de buscar armas para batalhas terrestres. O outro é o Quadro de Aviação, que reúne os oficiais que pilotam os aviões militares. 

Para progredir de carreira em todas as vertentes das Forças Armadas é preciso participar de cursos de atualização e avaliações de desempenho, conforme o tempo de serviço. 

Concursos públicos para Carreiras Militares

Quer saber mais detalhes, como formação necessária, provas de concursos públicos para entrar em carreiras militares e salários do Exército, Marinha e Aeronáutica? Confira o texto Carreiras Militares: tudo o que você precisa saber.

Além disso, o AlfaCon tem cursos preparatórios específicos para passar em concursos públicos em cada uma delas. No link, veja todos os cursos e apostilas para ser aprovado em uma das carreiras militares.

| Gostou da dica? VEJA MAIS AQUI! |