Concurso GCM-SP: como estudar para a prova?

436

Com a expectativa de que o edital para o concurso GCM SP seja divulgado até janeiro de 2022, o Blog do AlfaCon foi buscar dicas com o professor Heitor Ferreira para te ajudar a iniciar seus estudos já!

O município de São Paulo terá mais um edital para área de Segurança Pública, em breve. A comissão já está formada para a realização de um novo concurso GCM SP. A oferta também já foi confirmada: o certame será convocado para o provimento de 1.000 vagas para Guarda Civil Metropolitano. Atualmente estão em discussão os detalhes do edital, previsto para ser divulgado até janeiro de 2022.

O último edital da GCM SP foi publicado em 2013, com 2 mil vagas, sendo 1.400 para candidatos do sexo masculino e 600 para o sexo feminino. Dessas, 100 foram destinadas a pessoas com deficiência. A banca organizadora escolhida foi a Vunesp, e na ocasião a seleção foi constituída por quatro etapas:

  • Prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;
  • Prova de aferição de altura e avaliação física, de caráter eliminatório;
  • Avaliação psicológica, de caráter eliminatório;
  • Curso de formação, de caráter eliminatório;

Para o professor do AlfaCon Heitor Ferreira, a Vunesp tem grandes chances de ser a escolhida como responsável pela organização de mais este certame. “Sendo assim, o candidato pode esperar uma prova extremamente atualizada, mas mantendo o padrão de sempre, com uma prova de múltipla escolha com 5 alternativas. Ademais, vale ressaltar que a banca vem aumentando muito o nível de dificuldade das questões“, alertou o especialista em preparatórios para a área policial.

Confira neste post algumas informações sobre o cargo de guarda civil municipal, e veja as dicas de como iniciar a sua preparação, com orientação do professor Heitor Ferreira.

💡📚 Confira os nossos cursos gratuitos do para Guarda Municipal em vários municípios

Principais requisitos e outros detalhes sobre o cargo de guarda civil metropolitano

Embora a comissão organizadora do concurso esteja formada para discutir detalhes do certame, as exigências mínimas para se candidatar não devem ser alteradas. O processo seletivo é aberto à disputa para homens e mulheres.

Para se candidatar a uma das vagas no concurso GCM SP, além de ter escolaridade mínima de ensino médio completo, com certificado de conclusão expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), é preciso:

  • ter no mínimo 18 anos e, no máximo, 35 anos;
  • possuir Carteira Nacional de Habilitação – CNH, Categoria B, sem restrição para atividade remunerada, nos termos do Anexo I da Lei nº 13.768/04;
  • ter altura mínima de 1,60m para o sexo feminino e de 1,65m para o sexo masculino;

A remuneração mensal inicial do cargo é de R$1.510,40, sendo R$755,20 de salário-base e R$755,20 de Regime Especial de Trabalho Policial (RETP). No entanto, os contratados recebem R$669,60 de abono suplementar, R$431,86 de auxílio-refeição (para 22 dias de trabalho, sendo o valor unitário de R$19,63), R$329,62 de vale-alimentação. Com isso, a remuneração sobe para R$2.941,48.

Todos os guardas terão direito também ao auxílio-transporte. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, correspondendo a:

  • Prestação de 8 horas diárias de trabalho; ou
  • Cumprimento de regime de plantão

A maioria dos guardas civis metropolitanos trabalham numa escala de 12×36 horas. E os guardas podem trabalhar nas folgas por um período de 8 horas e receber diária de R$180, ou trabalhar até 10 dias nas folgas, o que significa uma gratificação de R$1.800 para ser somada à remuneração.

Além disso, há um projeto de lei amplia o valor dessa diária para R$232,72. Então, se o guarda trabalhar os 10 dias de folga, ganhará R$2.327,20 e não mais R$1.800. Somado à remuneração de R$2.941,48, os ganhos mensais podem chegar a R$5.268,68.

👉 Leia mais: Como conciliar a preparação física (TAF) com a teórica em concursos públicos?

O que estudar para a prova objetiva do concurso GCM SP?

Na opinião do professor Heitor Ferreira, não deve haver grandes mudanças nas disciplinas básicas cobradas no último edital. “Certamente, o núcleo-base será mantido. Além disso, pode ocorrer a adesão da redação, pois vem sendo uma característica da banca Vunesp e das provas para a função”, alertou o professor.

Dessa forma, a orientação do professor para os concurseiros que iniciarão os preparativos para participar desse concurso é que explorem os conteúdos cobrados nas últimas provas nesta fase de estudos pré-edital. “Isso fará sua preparação ser mais assertiva nesse cenário. Após edital, os candidatos devem acelerar a preparação e ajustar alguns pontos que por vezes ficaram fora do estudo prévio.”

👉 Leia mais: Concurso público: O que faz um guarda municipal?

A prova objetiva do concurso GCM SP de 2013 contou com 50 questões, distribuídas da seguinte forma:

  • Língua Portuguesa – 15 questões;
  • Matemática e Raciocínio Lógico – 10 questões;
  • Atualidades – 10 questões;
  • Noções de Informática – 5 questões;
  • Direitos Humanos – 5 questões;
  • Geografia – 5 questões;

Como mais uma dica importante, o professor Heitor Ferreira orienta os futuros candidatos para focar no que ele chama de “uma mescla”, ou seja, explorar conteúdo teórico com revisões constante e, juntamente a isso, resolver o máximo de questões possíveis, para fixação.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here