Concurso TJ SP: veja quais matérias caem e como planejar os seus estudos

2983

O Concurso TJ SP vem aí! Saiba o que estudar, como se planejar e tenha acesso a cursos e aulas gratuitos para se preparar para o certame

O edital para um novo Concurso TJ SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), com vagas para Escrevente Técnico Judiciário, está batendo à porta, concursando! E se o seu objetivo é ser aprovado neste certame, é importantíssimo iniciar os seus estudos o quanto antes.

Para lhe ajudar nesta tarefa, vamos mostrar aqui quais matérias caem no concurso e como você pode planejar os seus estudos para ter um excelente resultado na prova. Confira tudo a seguir!

👉 Leia mais: Concurso TJ SP: cai liminar que prorrogava validade e novo edital de escrevente já pode sair

Matérias que caem nas provas do Concurso

A banca do Concurso TJ SP possivelmente continuará sendo a Fundação Vunesp. Em videoaula sobre como estudar para o Concurso TJ SP, a coordenadora das Carreiras Tribunais do AlfaCon, Raquel Tinoco, explica que, como a estrutura das provas do concurso é muito parecida, isso facilita o seu planejamento de estudos.  

“A Vunesp é tradicionalmente uma banca literal, além de ser uma banca previsível quanto à estrutura do seu edital. Isso traz uma possibilidade de planejamento porque, via de regra, essa banca coloca no edital o número de questões para quase todas as disciplinas.”

O concurso, geralmente, é dividido em duas etapas: provas objetiva e prática. A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, traz 100 questões de múltipla escolha, com cinco alternativas cada uma.

Levando em consideração os dois últimos Concursos TJ SP, de 2017 e 2018, as matérias e quantidade de questões cobradas em cada uma nas provas foram as seguintes:

Bloco I – eliminatório (24 questões)

  • Língua Portuguesa – 24 questões

Bloco II – eliminatório (40 questões)

  • Normas da CGJ – 5 questões;
  • Estatuto Estadual (Lei 10.261/68) – 4 questões;
  • Direito Constitucional – 7 questões;
  • D. Administrativo (Lei 8.429/92) – 4 questões;
  • Direito Penal – 6 questões;
  • Processo Penal – 7 questões;
  • Processo Civil – 7 questões

Bloco III – classificatório (36 questões)

  • Atualidades – 4 questões;
  • Estatuto da Pessoa com Deficiência (PcD) – 2 questões;
  • Informática – 14 questões;
  • Raciocínio Lógico – 10 questões;
  • Matemática – 6 questões. 

No link, acesse o edital com o conteúdo programático completo cobrado em cada disciplina no Concurso TJ SP.

“A diferença entre as provas de 2017 e 2018 do Concurso TJ SP somente foram as questões de PcD. Em 2017 vieram duas de PcD e quatro de atualidades, enquanto em 2018 não veio nenhuma de PcD e vieram seis de atualidades”, afirma a coordenadora. 

As questões dos blocos I e II são eliminatórias e classificatórias. O candidato precisa acertar, no mínimo, 50% das questões de cada um desses dois blocos. O bloco III, por sua vez, é apenas classificatório (o candidato não pode zerar). Para ser considerado habilitado na prova objetiva, o candidato tem de obter nota final igual ou superior a cinco pontos no conjunto dos três blocos.

Veja a última prova e o gabarito do Concurso TJ SP para Escrevente Técnico Judiciário:

👉 Leia mais: Tribunal de Justiça: o que faz um escrevente?

Já a prova prática, de caráter eliminatório, é realizada apenas pelos candidatos habilitados e melhor classificados na prova objetiva. Essa etapa de prova consiste em digitação de texto e formatação de texto no Microsoft Word 2010

Como planejar os seus estudos para o Concurso TJ SP

De acordo com Raquel, para uma boa preparação para a prova objetiva do concurso, é muito importante estudar a teoria de todas as disciplinas que são cobradas no certame, além de exercitar os assuntos, resolvendo diversas questões

Para planejar os seus estudos para o certame, como as questões não têm peso, a sugestão da coordenadora é montar um planejamento de estudos com base no número de questões que caem em cada disciplina da prova e no grau de dificuldade que você vai atribuir para cada matéria

Atribuindo esses pesos (peso 1, 2 ou 3, com base na sua dificuldade) para as disciplinas da prova e, com um cálculo simples, você vai conseguir entender o quanto aquela matéria representa para você dentro do bloco de disciplinas cobradas no concurso, além de saber quantas horas reservar para o estudo daquela disciplina dentro do seu planejamento. 

No vídeo a seguir, a coordenadora Raquel explica em detalhes como fazer esse cálculo para montar o seu planejamento de estudos. Assista e boa sorte, concursando!

👉 Leia mais: Vunesp: conheça as principais características da banca

Estude de graça para o Concurso TJ SP

Para auxiliar você na sua preparação para o Concurso TJ SP, o AlfaCon, curso que mais aprova no Brasil, tem diversos cursos, inclusive gratuitos, e apostilas completas totalmente focados no certame. Confira os cursos abaixo e saia na frente dos outros candidatos!

Outra dica valiosa é estudar com a nova série do AlfaCon “Se liga na Justiça – TJ SP e TJ RJ”. A série traz aulas exclusivas e gratuitas, de várias disciplinas, para você estudar para os concursos.

As aulas ocorrerão do dia 14 de junho a 24 de junho e serão transmitidas ao vivo no canal do AlfaCon no YouTube. Conheça a série no link abaixo e o cronograma completo das aulas para você se programar:

💡📚 Cronograma da série Se liga na Justiça – TJ SP e TJ RJ – aulas on-line e gratuitas

👉 Leia mais: Concurso TJ SP: o que precisa saber para ser aprovado

Simulado gratuito

Além disso, que tal testar os seus conhecimentos para o Concurso TJ SP? No dia 20 de junho vai rolar o Mega Simulado Gratuito do AlfaCon voltado para o Concurso TJ SP. E às 19h, desse mesmo dia, vai ter correção ao vivo no nosso canal do YouTube. Saiba mais detalhes e faça a sua inscrição para o simulado:

💡📚 Inscreva-se já no Simulado Gratuito TJ SP!

Bons estudos e conte com o AlfaCon!

👉 Leia mais: Carreira Tribunal para iniciantes: como estudar para as provas?

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here