Polícia Civil ou Militar? Descubra qual tem mais a ver com você

201

Afinal, Polícia Civil ou Militar, qual se encaixa melhor com o seu perfil? Essa é uma dúvida que muitas pessoas têm na hora de prestar concursos públicos de carreiras policiais. É importante entender desde o primeiro momento que estamos falando sobre profissões completamente distintas.

Apesar de fazerem parte da segurança pública, a metodologia e o foco de trabalho são diferentes, além do salário e do nível de dificuldade das provas do concurso público. Nosso objetivo com este artigo é trazer um pouco de clareza para você que está em dúvida sobre qual das duas escolher.

Nele, mostraremos as semelhanças entre as profissões, como funciona a rotina de ambos os policiais e as principais diferenças. Continue lendo!

Qual a diferença entre Polícia Civil e Militar?

Para começar este conteúdo, é fundamental entender como funciona a rotina de ambas as corporações. Nos próximos tópicos mostraremos como é o trabalho dessas polícias. Continue lendo!

Polícia Civil

A Polícia Civil responde aos governos estaduais e também é conhecida como Polícia Judiciária. Isso porque ela tem relação direta com a atividade de investigação, a busca de provas e as questões de segurança social que não são imediatas. Guarde bem essa última informação, pois ela é fundamental para entender a diferença fundamental entre essas carreiras.

Os profissionais que atuam nessa instituição têm como foco a solução de crimes depois que são registrados. Em outras palavras, a Polícia Civil atua já sabendo com qual tipo de crime está trabalhando. O que é completamente diferente da Militar, que atua na observação urgente, evitando que o crime aconteça.

Uma curiosidade interessante e que muitas pessoas não entendem bem é o fato de os policiais Civis não andarem sempre fardados. Inclusive, é muito comum que eles utilizem roupas normais. Isso ocorre por dois motivos. Primeiro porque ele não precisa ser identificado pela população como um agente de segurança pública. Afinal, o papel desse profissional não é coibir a prática de crimes nas ruas, atender ocorrências etc.

Além disso, os policiais civis não utilizam uniformes durante procedimentos de investigação. Afinal, nem os criminosos, e até mesmo as pessoas de bem, podem saber que o profissional está investigando um crime já cometido.

Polícia Militar

Por outro lado, nós temos a Polícia Militar. Ela também é uma força de segurança pública do estado, mas o seu papel é o policiamento ostensivo. Isso significa que a sua função está relacionada à resposta imediata a situações que colocam em risco a integridade física, vida e o patrimônio da população.

A Polícia Militar tem um papel de extrema importância na sociedade. É ela quem garante a ordem e a segurança em um estado. Nesse caso, o foco de ação dos profissionais da instituição é imediato, muito diferente da Polícia Civil. Para entender a diferença entre as duas forças policiais, vamos mencionar um exemplo.

Se uma pessoa for vítima de um assalto e o criminoso não for pego em flagrante, a vítima deve registrar um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil imediatamente. Os próximos passos são de responsabilidade da Polícia Militar, que correrá atrás do assaltante.

Quem ganha mais: Polícia Civil ou Militar?

Quando o assunto é salário, nós precisamos ter atenção a um ponto crucial. Tanto a Polícia Civil quando a Militar são instituições estaduais. Ou seja, cada estado brasileiro tem a sua e isso significa que os salários podem ser bem diferentes. Portanto, com isso em mente vamos trabalhar com remunerações médias de ambos os casos.

Na Polícia Militar, nós temos um salário inicial médio que varia entre R$ 3.300,00 e R$ 4.900,00. Essa é a base salarial de um soldado da Polícia Militar, ou seja, o cargo inicial da instituição. Vale a pena ressaltar que alguns estados exigem nível superior para ocupar esse tipo de vaga. Nesses casos, os valores podem ser maiores.

No caso da Polícia Civil as coisas mudam um pouco. O cargo inicial na corporação que seria equivalente ao soldado da Militar é o Investigador ou o Escrivão. A média salarial desses profissionais varia entre R$ 4.000 e 9.000,00, aproximadamente.

Cargos de hierarquia mais elevada, como o delegado, também têm certas diferenças. Na Polícia Civil o salário médio gira entre R$ 10.000,00 e 24.000,00, aproximadamente, já na Polícia Civil os valores para esse mesmo cargo giram entre R$ 9.000,00 e R$ 14.000,00.

Também vale a pena ressaltar que ambas as carreiras oferecem diversos cargos que o concurseiro pode optar. Em outro tópico deste artigo mostraremos um pouco mais sobre cada um deles.

Qual carreira policiar seguir?

Saber qual carreira policial seguir é um dos principais desafios do concurseiro. Afinal, ambas as instituições têm características muito distintas e, além disso, nós temos a Polícia Federal que não foi tratada neste artigo. Assim, o segredo para escolher uma instituição é conhecer bem o seu perfil.

Portanto, se você é uma pessoa que gosta da agitação das ruas e tem o desejo de servir à população, tendo um contato mais direto com as pessoas, a Polícia Militar pode ser mais interessante. Afinal, os profissionais da instituição estão nas ruas protegendo as pessoas e coibindo o cometimento de crimes.

Mas, se você tem um perfil mais técnico e tem curiosidade para descobrir enigmas e desvendar mistérios, a Polícia Civil pode ser mais interessante. Porém, não se engane. Em muitos casos, os profissionais dessa corporação podem conduzir operações frenéticas que testam as emoções e habilidades dos seus policiais.

Da mesma forma, a Polícia Militar também tem alguns cargos mais técnicos, especialmente quando se trata dos líderes de batalhões ou equipes. Contudo, a Civil tem mais serviços relacionados a questões intelectuais, passando mais tempo na delegacia do que nas ruas.

Quais são os cargos da Polícia Militar?

Para entender os cargos da Polícia Militar você deve saber que estamos tratando de hierarquias que existem no militarismo. O maior posto da instituição é o Coronel, seguido pelo Tenente Coronel e o Major. Abaixo, temos os seguintes cargos (do maior para o menor na escala hierárquica)

  • 1° Tenente;
  • 2° Tenente;
  • Aspirante a Oficial;
  • Subtenente;
  • 1° Sargento;
  • 2° Sargento;
  • 3° Sargento;
  • Cabo;
  • Soldado, que é a porta de entrada na instituição.

Dentro da organização administrativa das Polícias Militares, esses profissionais podem assumir cargos distintos, sempre respeitando os níveis hierárquicos. Por exemplo, hoje pode existir o setor de administração de armas, gerenciado por um 1° Tenente, tendo seus auxiliares compostos por Sargentos.

Quais são os cargos da Polícia Civil?

Diferentemente da Polícia Militar, a Civil já tem cargos muito bem definidos. Isso porque não existe a hierarquização como ocorre no militarismo. Contudo, é importante entender que a estrutura administrativa existe e os profissionais são subordinados a superiores, que respondem diretamente ao Delegado Geral, escolhido pelo Governador do estado.

Nesse caso, nós temos os seguintes cargos e funções:

  • Perito Criminal, que analisa o local do crime e coleta provas;
  • Investigador, que faz as inspeções e operações policiais;
  • Escrivão, que cuida do trabalho burocrático e administrativo dentro da delegacia;
  • Delegado, planeja coordena e supervisiona todas as operações policiais e as investigações.

Quais são as exigências para ingressar na carreira policial?

Antes de mostrar como ingressar em ambas as carreiras policiais, é importante entender que existem certas exigências para assumir um cargo de tanta importância.

Além da aprovação em um processo de seleção, o candidato precisa ter:

  • habilidades comportamentais: boa apresentação pessoal, capacidade de acatar normas, atenção difusa, controle de suas emoções, capacidade de adaptação, disciplina, discernimento, dedicação, honestidade, imparcialidade, bom senso, rapidez de ação e reação e responsabilidade;
  • habilidades cognitivas: atenção, capacidade de observação, concentração, senso de autoridade, iniciativa, dinamismo, memória visual, organização e sensibilidade para entender o momento certo de agir;
  • habilidades técnicas: raciocínio dedutivo, intuitivo, fluência oral, persuasão etc.

Por fim, também é importante mencionar que essas habilidades podem ser perfeitamente aprendidas ou desenvolvidas com o estudo e até mesmo na prática diária da profissão.

Como ingressar na Polícia Civil ou Militar?

Para fazer parte da Polícia Civil, a pessoa precisa prestar um concurso público que é formado por diversas etapas e com grau de dificuldade diferente entre os cargos. Por exemplo, passar para investigador é mais fácil do que para delegado. Mas, em ambos os casos, existem certos níveis de dificuldade.

Assim, as bancas examinadoras exigem uma prova objetiva, discursiva, um teste físico, exames psicológicos etc. Em alguns estados, podem ser exigida a Prova de Títulos, especialmente quanto se trata de uma função específica, como é o caso do Delegado de Polícia Civil.

Quanto à Polícia Militar, na maioria dos casos existe a necessidade de um Concurso Público. Geralmente, composto por provas objetivas e, dependendo do nível de concorrência, discursivas. Alguns estados realizam procedimentos próprios de seleção dos seus novos policiais militares. Por exemplo, em São Paulo existe o Concurso de Soldado, que é a porta de entrada na instituição.

Por fim, agora que você já conhece o funcionamento das duas instituições, Polícia Civil ou Militar, fica mais fácil escolher a profissão que se adapte melhor ao seu perfil profissional, bem como desejos profissionais. Assim, é só começar os seus estudos desde agora.

Gostou deste artigo? Então siga a gente nas redes sociais para continuar recebendo os nossos conteúdos. Estamos no YouTube, no Facebook, no Instagram, no Twitter e no LinkedIn.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here