CONCURSO MPU: Confira as questões passíveis de recurso!

184071

Concurso MPU divulga gabaritos preliminares! Confira as questões passíveis de recurso!

O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção de Promoção de Eventos, a Cebraspe, antiga Cespe/UnB, divulgou na terça-feira, dia 23/10, os gabaritos preliminares oficiais do concurso do Ministério Público da União, realizado dia 21/10/2018. O prazo para recurso já está aberto e você pode interpor o seu clicando AQUI.

> Confira o gabarito extraoficial AQUI <<

Recursos para Português

Questão MPU/2018:

– A cultura é um fator que limita a concepção de mundo dos diferentes povos, levando-os a uma visão estreita das dimensões da vida humana.

 

Recurso: 

Com relação à questão 2 do caderno divulgado pela banca, peço alteração do gabarito, uma vez que a interpretação da questão permite a resposta ser CERTA. O comando da assertiva é: A cultura é um fator que limita a concepção de mundo dos diferentes povos, levando-os a uma visão estreita das dimensões da vida humana. A questão não apresenta comando de compreensão ou de interpretação, o que permite qualquer uma das análises, ou ambas as análises. Essa forma de cobrança é algo recorrente para a Banca; percebe-se que, as questões que não possuem um comando específico são consideradas corretas quando há uma relação com o texto. E isso ocorre na questão em apreço.

Nesse sentido, o texto afirma que a cultura é fundamental para nossa constituição como indivíduos e nossa limitação a ela pode nos levar a uma visão estreita das dimensões da vida humana (TRECHOS RETIRADOS DO TEXTO). Logo, a afirmação dada na questão é verdadeira, ainda que a cultura possa levar ao etnocentrismo e que esse seja o ponto central da discussão do texto, parte-se da premissa de que a cultura é o fator primeiro para nos levar a uma visão estreita do outro. A questão permite essa leitura, pois parte-se de um hiperônimo (CULTURA) para um hipônimo (ETNOCENTRISMO).

 

 

Questão MPU/2018:

– As medidas a que se refere o terceiro parágrafo estão elencadas no segundo parágrafo, especificamente no trecho ‘toda distinção (…) outro campo’ (R. 7 a 13).

 

Recurso: No que tange à questão 10 da prova divulgada pela banca, solicito a troca de gabarito de errado para CERTO, uma vez que a estrutura do texto, em sua progressão textual permite tal afirmação. O comando da questão é: As medidas a que se refere o terceiro parágrafo estão elencadas no segundo parágrafo, especificamente no trecho ‘toda distinção (…) outro campo’(l. 7 a 13).

O terceiro parágrafo apresenta nas linhas destacadas o trecho: As medidas PREVISTAS visam garantir o gozo dos direitos humanos e das liberdades fundamentais das mulheres, em igualdade de condições com os homens, além de buscar alterar os padrões socioculturais de conduta e suprimir todas as formas de tráfico de mulheres e exploração da prostituição feminina.

 

Já o parágrafo anterior apresenta o seguinte trecho entre aspas, por se tratar daquilo que é PREVISTO pela Convenção: “toda distinção, exclusão ou restrição baseada no sexo e que tenha por objeto ou resultado prejudicar ou anular o reconhecimento, gozo ou exercício da mulher, dos direitos humanos e das liberdades fundamentais nos campos político, econômico, social, cultural e civil ou em qualquer outro campo”.

O termo ELENCADAS no comando da questão significa: disposto, apresentado, considerado. Tendo em vista esse sentido, as medidas foram ELENCADAS no parágrafo segundo e melhor explanadas no parágrafo terceiro, pois, inicialmente, trata-se do texto da Convenção, para em um segundo momento ser explicado pelo AUTOR do texto.

A progressão textual funciona nesse sentido, inicialmente são apresentadas as informações para que posteriormente sejam explanadas de modo a contribuir com a continuidade do texto.

 

 

 

 

Questão MPU/2018:

– Conforme o terceiro parágrafo do texto, a Convenção pretende implementar medidas que acabem com a prática da prostituição e alterem os padrões de conduta da sociedade em geral com relação à mulher.

 

Recurso:

Solicito a alteração do gabarito preliminar divulgado pela banca. A questão está correta com base nas informações apresentadas no texto. O terceiro parágrafo complementa o que foi dito nos dois primeiros parágrafos. Ele afirma que “As medidas previstas [na Convenção] visam garantir o gozo dos direitos humanos e das liberdades fundamentais das mulheres, em igualdade de condições com os homens, além de buscar alterar os padrões socioculturais de conduta [em relação à mulher, visto que é o assunto central do texto] e suprimir todas as formas de tráfico de mulheres e exploração da prostituição feminina.

 

Ou seja, a questão é apenas uma paráfrase do terceiro parágrafo:

Conforme o terceiro parágrafo do texto, a Convenção pretende implementar medidas [medidas previstas: se estão previstas é porque ainda não foram implementadas] que acabem com a prática da prostituição [suprimir todas as formas de tráfico de mulheres e exploração da prostituição feminina] e alterem os padrões de conduta da sociedade em geral com

relação à mulher [alterar os padrões socioculturais de conduta].

 

Além disso, esta questão vai ao encontro do que a banca tem como padrão cobrar, isto é, quando a assertiva tem uma relação com o texto, mesmo que são se comprove todos os termos do enunciado, está correta. Um exemplo é a questão da prova do IPHAN. Vejamos:

 

(IPHAN/2018) No texto, o vocábulo “azulada” (ℓ. 1 e 10) é empregado de modo ambíguo: remete ao estado visível de fraqueza do “desconhecido” (ℓ.3) e atribui a seu aspecto certa artificialidade. Gabarito: CERTO.

 

Mesmo que o texto não traga de forma expressa “atribui a seu aspecto certa artificialidade”, a Banca atribuiu o gabarito como CERTO.

Portanto, a alteração do gabarito para CERTO ratifica a forma de cobrança de questões de compreensão feita pela Banca.

 

 

 

 

Questão MPU/2018:

– Depreende-se do texto que a cota eleitoral de sexo é um dos exemplos mais prósperos de ação afirmativa implementada no Brasil, no que diz respeito à eliminação da discriminação

contra a mulher.

 

Recurso:

Solicito a alteração do gabarito para CERTO. Primeiramente, a questão traz o comando DEPREENDE-SE, ou seja, a leitura deve ser feita no sentido de “tirar por conclusão, chegar à conclusão de; inferir, deduzir”. Nesse sentido, quando a dedução é possível, mesmo que não haja um trecho explícito que comprove a afirmativa, a assertiva está correta. Essa mesma perspectiva é a base da maioria das questões da Banca. Vejamos:

 

(PM-AL/2018) Infere-se do texto que o narrador não era filho único.

Esta questão foi considerada CERTA, mesmo não havendo trecho do texto que afirme que o narrador não era filho único. O que pauta o gabarito como CERTO é o fato de que é possível deduzir isso pela leitura. Além disso, o comando é INFERE-SE.

 

 

(PM-AL/2018) Depreende-se do texto a ideia de que, para garantir controle sobre os tutelados e mantê-los em condição de menoridade, os tutores utilizam estratégias de intimidação e aterrorização.

Esta questão foi considerada como CERTA, ainda que no texto a informação é a de que “os tutores lhes mostram o perigo que as ameaça caso queiram andar por conta própria”, e “o exemplo de um tombo para intimidá-las e aterrorizá-las por completo para que não façam novas tentativas”. Ou seja, é o exemplo de um tombo que pode intimidar e aterrorizar, mas a questão afirma que os tutores utilizam estratégias de intimidação e aterrorização. O que justifica o gabarito como CERTO é o comando da questão (DEPREENDE-SE), que permite chegar a essa dedução, mesmo não havendo essa informação de forma explícita, porque há uma leitura nas “entrelinhas”.

 

Por isso, a questão da prova do MPU segue a mesma perspectiva adotada pela Banca em outras questões. Além disso, a construção e as relações de coesão do texto permitem a depreensão (dedução) de que a cota eleitoral de sexo é um dos exemplos mais prósperos de ação afirmativa implementada no Brasil, no que diz respeito à eliminação da discriminação

contra a mulher. Vejamos as informações que criam essa cadeia coesiva que permite essa depreensão:

 

Em 1979, foi aprovada pela Assembleia Geral da ONU a Convenção para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher. O tratado internacional entrou  em vigor  internamente no Brasil apenas em 2002.

A Convenção prevê que os Estados signatários adotem política destinada a eliminar a discriminação contra a mulher, […] nos campos político, econômico, social, cultural e civil ou em qualquer outro campo.

As medidas previstas visam garantir o gozo dos direitos humanos e das liberdades fundamentais das mulheres, […]

A Convenção prevê, ainda, a adoção de ações afirmativas, a exemplo do que ocorreu no Brasil com a cota eleitoral de sexo, prevista na Lei n 9.504/1997 (Lei das Eleições).

 

Portanto, o gabarito deve ser CERTO para que se mantenha o padrão que a Banca tem adotado nas recentes provas aplicadas em concursos.

 

 

Recursos para AFO

107. Recursos públicos utilizados para a aquisição de equipamentos destinados a escolas públicas são oriundos de fontes sem vinculação direta com o orçamento.

Há duas formas de interpretar o item, e em ambos o mesmo deve ser considerado como errado.
Na primeira, considera-se que “vinculação com o orçamento” refere-se à necessidade de previsão no orçamento, o que torna a questão errada, em função do princípio da universalidade e de não se tratar de um ingresso extraorçamentária.
Na segunda, considera-se que o item se refere ao art. 167, IV, da CF, que assim dispõe:
“Art. 167. São vedados:
(…)
IV – a vinculação de receita de impostos a órgão, fundo ou despesa, ressalvadas a repartição do produto da arrecadação dos impostos a que se referem os arts. 158 e 159, a destinação de recursos para as ações e serviços públicos de saúde, para manutenção e desenvolvimento do ensino e para realização de atividades da administração tributária, como determinado, respectivamente, pelos arts. 198, § 2º, 212 e 37, XXII, e a prestação de garantias às operações de crédito por antecipação de receita, previstas no art. 165, § 8º, bem como o disposto no § 4º deste artigo.”
Adotada essa segunda interpretação, verifica-se que, em se tratando de despesa relacionada ao ensino, é admitida a vinculação direta com o orçamento.

SOLICITA-SE A ALTERAÇÃO DO GABARITO, DE CERTO PARA ERRADO.

114. Os objetivos da estrutura de programação orçamentária incluem atender às necessidades de informação das organizações privadas, da sociedade em geral e de outros interessados.

Item de redação dúbia. Da forma como colocada, pode dar a questão a entender que as entidades públicas estão excluídas do rol de destinatários das informações, sendo que elas são uma das principais interessadas. Embora também ser interpretado o item no sentido de ser somente uma lista exemplificativa, a forma como foi colocada sua redação leva a um entendimento dúbio.

SOLICITA-SE QUE SEJA ANULADA A QUESTÃO OU QUE AMBAS AS RESPOSTAS SEJAM CONSIDERADAS CORRETAS.

120. A transferência de recursos da União para um município, com o objetivo de custear a construção de posto de saúde, somente poderá ser realizada se o município beneficiário comprovar estar em dia com a prestação de contas dos recursos anteriormente recebidos e se houver previsão de contrapartida.

Dispõe o art. 25 da Lei de Responsabilidade Fiscal:
“Art. 25. Para efeito desta Lei Complementar, entende-se por transferência voluntária a entrega de recursos correntes ou de capital a outro ente da Federação, a título de cooperação, auxílio ou assistência financeira, que não decorra de determinação constitucional, legal ou os destinados ao Sistema Único de Saúde.
§ 1o São exigências para a realização de transferência voluntária, além das estabelecidas na lei de diretrizes orçamentárias:
I – existência de dotação específica;
II – (VETADO)
III – observância do disposto no inciso X do art. 167 da Constituição;
IV – comprovação, por parte do beneficiário, de:
a) que se acha em dia quanto ao pagamento de tributos, empréstimos e financiamentos devidos ao ente transferidor, bem como quanto à prestação de contas de recursos anteriormente dele recebidos;
b) cumprimento dos limites constitucionais relativos à educação e à saúde;
c) observância dos limites das dívidas consolidada e mobiliária, de operações de crédito, inclusive por antecipação de receita, de inscrição em Restos a Pagar e de despesa total com pessoal;
d) previsão orçamentária de contrapartida.”
E de observar-se que a exceção do § 3º do mesmo artigo somente trata das sanções de suspensão de transferências voluntárias, não se aplicando ao caso, uma vez que a suspensão da transferência pressupõe que a mesma tenha sido iniciada.

SOLICITA-SE A ANULAÇÃO DA QUESTÃO OU A ALTERAÇÃO DO GABARITO DE ERRADO PARA CERTO.

Recursos para Administração

Enunciado – “A existência de roteiros-padrão”

Mudança de gabarito para ERRADO

A teoria clássica de Henri Fayol tem ênfase nos níveis diretivos, sendo uma teoria top-down, que não detalha, orienta ou regula os níveis operacionais, já a teoria clássica de Taylor, esta sim prioriza as tarefas e níveis operacionais, sendo esta teoria que estabelece que a melhor técnica (definida pelos níveis administrativos e gerando roteiros-padrão), combinada com o melhor homem para esta técnica, geram melhores remunerações e lucratividade para a organização. Não se pode confundir, como o gabarito da questão evidencia, a teoria clássica de Fayou com a escola ou abordagem clássica, esta sim integrando os princípios de Taylor e Fayol, então onde se lê na questão “teoria” clássica, deveria ser lido “escola” ou “abordagem” clássica.

 

Enunciado – “Em função da evolução da administração”

Mudança de gabarito para ERRADO

A visão globalizada da administração é característica da obra de teóricos como Peter Drucker e Michael Porter e da teoria contingencialista, gerando uma abordagem sistêmica da administração, em que nada é absoluto e tudo é relativo, pois para cada problema existe uma nova solução, e não se pode afirmar que a administração pública, em sua fase gerencial tem uma visão globalizada e não analítica, pois a herança weberiana ainda existe em grande parte dos órgão públicos, o que prejudica a questão, pois o gerencialismo, implementado na reforma bresseriana nos anos 90 do século passado, ainda não foi consolidada.

 

Enunciado – “Os conhecimentos e as habilidades dos empregados são elementos essenciais”

Mudança de gabarito para ERRADO

Competências são advindas de conhecimentos técnicos, habilidades empíricas e atitudes, e a questão limita a geração do conhecimento apenas por conhecimentos e habilidades, vinculando a atitude ao resultado final obtido, o que não é um vínculo associativo absoluto, pois conhecimentos técnicos e habilidade podem, dependendo da atividade-fim desenvolvida, serem fundamentais e determinantes para a eficácia.

 

Enunciado – “Situação hipotética: na elaboração do planejamento estratégico”

Mudança de gabarito para ANULAÇÃO

As perspectivas do Balanced Scorecard são Financeira, de Processos Internos, do Aprendizado e da Sociedade, e a identificação, desenvolvimento, incentivo ao surgimento de lideranças, que não é uma condição inata do ser humano no serviço público, pode ser desenvolvida em treinamento, mas identificada durante a execução de rotinas internas, ficando prejudicada a questão ao não deixar clara a abordagem da liderança.

 

Enunciado – “Em um processo de planejamento estratégico, deve-se”

Mudança de gabarito para CERTA

A matriz SWOT, identificando oportunidades e ameaças no ambiente interno e forças e fraquezas no ambiente externo, antecede a criação de cenários levando aos macrodesafios (objetivos estratégicos) do planejamento estratégico, que se utiliza da análise de cenários da SWOT para estabelecer parâmetros e objetivos prospectivos a longo prazo.

 

Enunciado – “O escopo de um projeto para automação

Mudança de gabarito para CERTA

As etapas de Início, Planejamento, Execução, Controle e Monitoramento e Encerramento, estabelecidas pelo guia PMI/PMBOK em sua sexta edição detalha que o esboço do projeto (ou pré-projeto) apresentado na etapa de Início, pode apresentar um escopo inicial e não detalhado, dando base para a aprovação do planejamento do projeto e inclusive subsidiando o anteprojeto, portanto não é apresentada na questão o escopo inicial ou o escopo final do projeto.

 

Enunciado – “durante a fase de monitoramento

Mudança de gabarito para ERRADO

Tendo como base as etapas de Início, Planejamento, Execução, Controle e Monitoramento e Encerramento, estabelecidas pelo guia PMI/PMBOK, caso durante o controle e monitoramento seja identificada uma necessidade de refinamento ou reengenharia, é possível subsidiar o próximo ciclo e alterar o planejamento, mas não retornar ao planejamento como apresenta a questão, pois neste caso já aconteceu a execução do projeto, não gerando reversibilidade como apresenta a questão.

 

Enunciado – “situação hipotética: duas pessoas tomam decisões diferentes”

Mudança de gabarito para CERTO

Quando, em uma situação de conflito manifestado, duas pessoas assumem uma postura de apresentar opiniões, sentimentos, impressões, elas emanam de características pessoais, como fruto de interações sociais, pois o homem é fruto do seu meio, e como a questão não deixa claro que tais opiniões, sentimentos e sensações são funcionais, pessoais, ou fruto da interação social, é possível, como apresenta a questão serem fruto de interação social.

Concurso MPU encerra inscrição nesta segunda-feira

Encerram, nesta segunda-feira, dia 10, as inscrições para o Concurso MPU. O valor da taxa de inscrição é de R$ 60,00 para o cargo de Analista e R$ 55,00 para o cargo de técnico. Será admitida a inscrição somente via internet, até às 18 horas, pelo site da banca organizadora Cespe.

Publicada retificação do concurso MPU

Foi publicado dia 03 de setembro de 2018, no Diário Oficial da União, a retificação do concurso MPU. A retificação aplica-se a todos os cargos ofertados no edital. Foi inclusa a disciplina de Promoção da Igualdade Racial. Confira:

Retificação edital MPU
Retificação edital MPU

=> Curso GRATUITO para o MPU. Clique aqui e inscreva-se! <=
Resultado de imagem para botão curso gratuito

Inscrições para o concurso MPU estão abertas

O concurso MPU está com as inscrições abertas para os cargos de Analista do MPU – Especialidade Direito, que oferta 36 vagas mais cadastro de reserva, e para o cargo de Técnico do MPU – Especialidade: Administração, que oferta 11 vagas mais cadastro de reserva.

Das inscrições e taxas

Taxa:
Analista do MPU: R$ 60,00;
Técnico do MPU: R$ 55,00.

Horário: Será admitida a inscrição somente via internet, solicitada no período entre 10 horas do dia 23 de agosto de 2018 e 18 horas do dia 10 de setembro de 2018 (horário oficial de Brasília/DF). As inscrições podem ser realizadas clicando aqui.

Publicado edital do concurso MPU para nível médio e superior

O Ministério Público da União (Concurso MPU) publicou edital para o preenchimento de vagas para os cargos de Técnico/Administração, sendo necessário apenas nível médio, e para o cargo de Analista/Direito, sendo necessário ter nível superior em Direito. A banca organizadora responsável pelo concurso MPU 2018 é a Cebraspe (Cespe/UnB). Confira, logo abaixo, as principais informações sobre o certame:

=> Curso GRATUITO para o MPU. Clique aqui e inscreva-se! <=
Resultado de imagem para botão curso gratuito

  • ÓRGÃO: Ministério Público da União
  • ESTADO: Nacional
  • CARGOS: Técnico do MPU/Administração e Analista do MPU/Direito
  • STATUS: Aberto
  • VAGAS:
    Técnico: 11 vagas + Cadastro de Reserva
    Analista: 36 vagas + Cadastro de Reserva
  • NÍVEL: Médio para Técnico e Superior em Direito para Analista
  • REMUNERAÇÃO:
    Técnico: R$ 6.862,72.
    Analista: R$ 11.259, 81
  • BANCA: Cespe/UnB
  • DATA DA INSCRIÇÃO: 23/08/2018 até 10/09/2018
  • VALOR DA INSCRIÇÃO:
    a) Analista do MPU: R$ 60,00;
    b) Técnico do MPU: R$ 55,00
  • DATA DA PROVA: 21/10/2018 (Técnico – duração de 3h30, aplicadas na parte da tarde / Analista – duração de 4h30, aplicadas na parte da manhã)
  • NÚMERO DE QUESTÕES: 120
  • FORMATO: Certo/Errado.
  • PROVA DISSERTATIVA: Só para Analista
  • VALIDADE DO CONCURSO: O prazo de validade do concurso esgotar-se-á após dois anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período.

Cidades de Aplicação:

As provas objetivas e a prova discursiva, bem como a perícia médica dos candidatos que se declararem com deficiência, serão realizadas nas capitais das 27 unidades da Federação.

CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA TODOS OS CARGOS (50 questões)

  1. Lingua Portuguesa
  2. Acessibilidade (Lei das pessoas com Deficiência)
  3. Ética no Serviço Público
  4. Legislação Aplicada ao MPU

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS (70 QUESTÕES)

ESPECÍFICOS PARA TÉCNICO DO MPU

  1. Noções de Direito Administrativo
  2. Noções de Direito Constitucional
  3. Noções de Administração
  4. Noções de Arquivologia
  5. Noções de Administração Financeira e Orçamentária

ESPECÍFICOS PARA ANALISTA/DIREITO

  1. Direito Administrativo
  2. Direito Constitucional
  3. Direito do Trabalho
  4. Direito Processual do Trabalho
  5. Direito Civil
  6. Direito Processual Civil
  7. Direito Penal
  8. Direito Processual Penal
  9. Direito Penal Militar
  10. Direito Processual Penal Militar

>> Clique aqui e acesse o edital <<

Com extrato de contrato publicado, concurso MPU pode sair a qualquer momento.

Foi publicado nesta segunda-feira, dia 20 de agosto de 2018, o extrato de contrato do concurso MPU com a banca organizadora do certame, a Cespe. Com a publicação do extrato de contrato, o edital poderá sair a qualquer momento. As provas serão realizadas ainda este ano. Confira:

Extrato de contrato concurso MPU
Extrato de contrato concurso MPU

Foi publicado também, no Diário Oficial da União, o extrato de dispensa de licitação do concurso MPU 2018. A banca organizadora que será responsável pela elaboração do edital é a CEBRASPE (antiga Cespe/UNB). O novo certame visará o preenchimento de vagas para os cargos de Analista do MPU/Direito e Técnico do MPU/Administração, sendo necessário nível superior em Direito e nível médio, respectivamente. Confira:

Concurso MPU - Dispensa da banca
Concurso MPU – Dispensa da banca

Concurso MPU publica edital de remoção interna!

O Ministério Público da União (Concurso MPU) publicou nesta quarta-feira, dia 15/08/2018, o edital de remoção interna para servidores já concursados do órgão que desejam mudar de lotação. A publicação foi feita no Diário Oficial da União. Geralmente a publicação de um edital de remoção antecede a realização de um novo concurso público, visto que posteriormente é feito um estudo mais detalhado das vagas e cargos que o órgão precisa.

=> Curso GRATUITO para o MPU. Clique aqui e inscreva-se! <=
Resultado de imagem para botão curso gratuito

Sobre o edital de remoção interna

Fica disponível, exclusivamente até às 23h59 do dia 15/08/2018, a possibilidade de inscrição para o Concurso de Remoção (Concurso MPU) objetivando o preenchimento das vagas indicadas, bem como das vagas remanescentes decorrentes das remoções realizadas no certame.

Quem poderá participar?

Poderão participar do certame os servidores ocupantes dos cargos de Analista ou Técnico da carreira do Ministério Público da União, desde que:

  1. tenham entrado em exercício até 21/08/2017 no atual cargo efetivo, considerando que o resultado do concurso será divulgado em 21/08/2018;
  2. não tenham sido removidos há pelo menos 1 (um) ano, por meio de concurso de remoção, considerado a partir da publicação da portaria de remoção, observando-se o lapso temporal até a divulgação do resultado final;
  3. não tenham sido removidos há pelo menos 1 (um) ano, por meio de permuta, considerado a partir da publicação da portaria de remoção, observando-se o lapso temporal até a divulgação do resultado final

Da Inscrição

Os servidores interessados, ocupantes de cargos efetivos nos diversos ramos do Ministério Público da União poderão acessar o sistema Hórus e realizar o registro de intenção de unidade no endereço eletrônico https://aplicativos.pgr.mpf.gov.br/horus/.

Da Classificação

Se o número de interessados for maior que o das vagas oferecidas em cada unidade de lotação, será utilizado os seguintes critérios de desempate:

  1. maior tempo de serviço ininterrupto no respectivo cargo;
  2. maior tempo de serviço ininterrupto em cargo de provimento efetivo no Ministério Público da União;
  3. maior tempo de serviço público federal, somado ou ininterrupto;
  4. maior número de dependentes econômicos registrados em seus assentamentos funcionais; e
  5. maior idade.

O Resultado Preliminar do concurso de remoção do MPU (concurso MPU) será divulgado até às 18 horas do dia 16/08/2018, no endereço eletrônico: http://www.mpu.mp.br/concurso-de-remocao/pagina-candidato. Os candidatos terão o prazo de 3 (três) dias, das 08 horas do dia 17/08/2018 até às 20 horas do dia 18/08/2018, horário oficial de Brasília, para solicitarem a desistência do concurso de remoção, exclusivamente por meio do sistema Hórus.

>> Clique aqui e acesse o edital de remoção

Concurso MPU pode solicitar crédito especial para novo concurso

Uma reviravolta aconteceu com relação ao concurso MPU 2018. Anteriormente, o TCU disse que o órgão não poderia utilizar o valor arrecadado pelas taxas de inscrições para realização de um novo certame. Porém, uma reviravolta aconteceu com relação ao concurso MPU 2018.

Anteriormente, o TCU disse que o órgão não poderia utilizar o valor arrecadado pelas taxas de inscrições para realização de um novo certame. Porém, a situação foi invertida. O acórdão do Tribunal de Contas da União (TCU) que fala sobre o custeio da seleção diz que é possível que o órgão solicite crédito especial para realizar novo concurso. A previsão foi publicada no Diário Oficial da União, na edição do dia 27 de julho de 2018.

A concessão de créditos especiais destina-se a cobrir despesas que não estão previstas no Orçamento, que é o caso do concurso MPU para provimento de vagas. O TCU permitiu a solicitação de créditos especiais apontando como fonte de recurso a arrecadação tendo como fonte as taxas de inscrições. Confira o acordão:

Acordão concurso TCU
Acordão concurso TCU

A comissão do concurso MPU já está negociando com a Secretaria de Orçamento Federal (SOF), vinculada ao Ministério do Planejamento (MPOG), para ver a possibilidade se o que consta no ácordão publicado poderá ser implementado. Caso seja possível, o Ministério Público da União pedirá o crédito especial para o novo concurso MPU.

Duas organizadoras enviam propostas para concurso MPU 2018

Excelente notícia para quem está esperando o novo concurso MPU 2018. O Ministério Público da União já começou a receber as propostas das organizadoras para a realização da nova seleção. Essa informação foi confirmada através da comissão do concurso. Porém, na última terça-feira, dia 24, dois documentos que parecem ser Propostas Técnicas para a realização do novo concurso MPU das bancas organizadoras Cespe e FCC foram vazados em grupos de facebook. Confira as fotos dos dois ofícios:

A equipe Alfacon entrou em contato com a banca Cespe e FCC e fomos transferidos para o setor concurso de servidores. Falamos com o responsável, e a informação foi confirmada. As bancas realmente enviaram as propostas, porém os documentos foram vazados.

Ficaremos atentos e correremos atrás de mais informações e postaremos aqui em primeira mão.

Edital para o concurso MPU segue em expectativa

O TCU (Tribunal de Contas da União) decide que concurso MPU precisa estar previsto no Orçamento

O Ministério Público da União (Concurso MPU) não poderá usar o valor da taxa de inscrição para realização do novo certame e nem utilizar cadastro de reserva de outros órgãos. O assunto foi julgado na última quarta-feira, 18 de julho e, por unanimidade, o orçamento do concurso MPU deve estar previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias. Logo, é necessário um novo certame.

O órgão, de acordo com o Portal de Transparência, está com 1.688 cargos vagos, levando em conta os cargos de técnico e analista. Segundo o secretário-geral, Alexandre Camanho, a previsão é que a seleção ocorra ainda este ano, com expectativa para outubro. A solução apresentada pelo secretário é buscar o orçamento necessário através dos quatro ramos do órgão, como MPF, MPT, MPM e MPDFT.

Consulta do concurso MPU será julgada nesta quarta-feira, dia 18/07.

O concurso MPU 2018 tem intenção de publicar o novo edital ainda em outubro. Um dos entraves, no entanto, é a falta de previsão no orçamento federal. O órgão realizou consulta ao TCU (Tribunal de Contas da União) para viabilizar e verificar a realização do concurso MPU para ainda este ano. A consulta será analisada nesta quarta-feira, dia 11 de julho, na Sessão Ordinária do Plenário. A previsão do órgão é realizar o concurso para os cargos de analistas, técnicos administrativos e técnico de segurança. Confira a pauta:

=> Curso GRATUITO para o MPU. Clique aqui e inscreva-se! <=
Resultado de imagem para botão curso gratuito

Pauta concurso MPU
Pauta concurso MPU

Notícias Anteriores

Edital tem expectativa de ser publicado em outubro

Na última quinta-feira, dia 05/04, o SindMPU, representado pelo Diretor Darci Almeida, voltou a se reunir com Alexandre Camanho, Secretário-Geral do MPU. A pauta da reunião foi o reforço das demandas apresentadas no encontro anterior, que ocorreu no dia 03 de abril de 2018. O diretor reforçou as demandas relativas à reivindicação para que as carreiras do MPU sejam consideradas como Carreira Típica de Estado e a questão de uma maior valorização para os cargos de técnico e possível exigência de nível superior para os próximos ingressos (nada confirmado).

Darci Rodrigues estipulou também uma previsão para a publicação do edital do MPU. Se tudo ocorrer bem, o edital tem previsão de ser publicado em outubro.

Segundo Alexandre Camanho, não há previsão na Lei Orçamentária de 2018 para a realização de um novo certame mas está ciente do déficit de funcionários. Atualmente sem um novo concurso para o Ministério Público da União, o déficit pode chegar a 2 mil funcionários. Desses, 1.660 são referentes aos cargos previstos para o novo edital, que são para técnicos e analistas.

“Temos a perspectiva de, até o fim do ano, fazer um concurso para analistas, técnicos administrativos e técnicos de segurança para as vagas que não impactarão nosso orçamento, bem como para formar um cadastro de reserva”, afirmou.

O edital do concurso MPU estava previsto para ser lançado em 2017 mas a aposta ainda continua de que ficará para 2018. A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou a informação dia 20/09/2017.

Segundo a secretaria de comunicação da PGR, a decisão foi tomada considerando as limitações da Emenda Constitucional 95/2017, que institui novo regime fiscal. Pela norma, só é possível preencher vagas que não causem impacto financeiro.

Ministério Pública divulga portaria que fixa atribuições dos cargos

Dia 30/08/2017 o Ministério Público divulgou uma portaria que fixa as atribuições e os requisitos de investidura de cargos das Carreiras de Analista e Técnico do Ministério Público da União. Com essa divulgação cria-se expectativas para que o concurso MPU se torne mais próximo de ser divulgado.

De acordo com a portaria, os atuais ocupantes do concurso MPU dos cargos Analista do MPU/Apoio Jurídico/Direito, e de técnico do MPU/Apoio técnico administrativo/administração, passam a integrar os cargos de Analista do MPU/Direito e Técnico do MPU/Administração.

Concurso MPU cargos
Concurso MPU cargos

>> Edital MPU – Plano de estudos para TÉCNICO ADMINISTRATIVO.

ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS DE INVESTIDURA

Concurso MPU
Concurso MPU
Concurso MPU
Concurso MPU

Concurso MPU
Concurso MPU

Momento MPU: Série de dicas gratuitas para você! Confira!

Histórico de concursos

O concurso MPU tem um histórico de chamar aprovados além das vagas.

Confira os dados das últimas seleções:
Concurso MPU
Concurso MPU

INFORMAÇÕES ANTERIORES (2017) – Entenda o que ocorreu até aqui

Mais uma novidade no concurso MPU. Além dos cargos atuais, Técnico Administrativo, e Analista em Direito (para graduados na área), deverá ser acrescentado mais um cargo de nível médio, Técnico de Segurança Institucional e Transporte. Este cargo exige apenas nível médio e CNH (Carteira Nacional de Habilitação) nas categorias “D” ou “E”. A remuneração inicial é de R$ 8.308,17.

A expectativa é de que ainda este mês seja definida a banca organizadora. No dia 05/08, expirou o prazo de validade da última seleção para os cargos, realizada em 2013. Caso isso aconteça, é muito provável que o certame seja divulgado e setembro ou outubro.

O órgão do MPU não possui interesse em ficar muito tempo sem cadastro de reserva válido, pois isto impede a contratação de aprovados de concursos para suprir saídas por aposentadorias, por exemplo. Sendo assim, o novo concurso deverá ser agilizado. A previsão inicial de divulgação do edital é ainda neste mês de agosto.

Porém, o concurso MPU poderá sofrer atraso, já que o MPU e o Cebraspe (antigo Cespe/UnB), cotado para ser o organizador, ainda negociam. Quando a banca for escolhida, o órgão irá começar a estruturar o edital, para que a nova seleção possa ser aberta.

Comissão responsável pelo concurso MPU (Ministério Público da União) foi definida. A comissão possui os seguintes integrantes: Blal Yassine Dalloul (presidente), Eloá Todarelli Junqueira, Denise Costa Recedive, Sandra Roberta de Souza Oliveira, Tatiane Diniz da Silva e Rayza Madlum de Paula.

Estima-se que o edital do concurso MPU (Ministério Público da União) 2017, seja lançado ainda este mês. No momento, o órgão está concluindo um estudo de levantamento de informações sobre carência de pessoal nas unidades, esta fase definirá quantas vagas serão ofertadas e em quais estados do país. Há uma boa expectativa, já que 93% das necessidades estão concentradas em técnico administrativo e analista de Direito. O MPU costuma convocar muitos aprovados, o que deverá ocorrer no novo concurso.

Remuneração

O concurso será para os cargos de Técnico e Analista, com remuneração entre R$ 7.260,41 e R$ 11.345,90, que exigem respectivamente, níveis médio e superior, além de ter vagas em todos os estados.

Vagas

Através da Portaria de Transparência do órgão, de acordo com o Sistema de Gestão de Pessoal (GPS-Hórus), existem ao todo 1.762 cargos vagos. O relatório, que foi atualizado no dia 30 de janeiro, afirma que existem 10.786 cargos criados e 9.024 ocupados.

Benefícios

Além da remuneração, os servidores têm direito a auxílio-alimentação de R$884, auxílio-transporte e assistência pré-escolar de R$669. São oferecidas gratificações como de Atividade do Ministério Público e de Qualificação e Treinamento.

Banca

A empresa que organizou os últimos 4 editais do órgão, o Cespe Unb, é a favorita para organizar o concurso MPU mais uma vez, pois é a a instituição que cabe no orçamento destinado para a seleção.

Provas

As provas do concurso MPU deverão ficar para outubro ou novembro. Os concurseiros devem estudar tendo como base o concurso de 2013, onde os candidatos foram avaliados por meio de duas provas objetivas, uma de Conhecimentos Básicos (50 questões) e outra de Específicos (70). Para analista, houve apenas prova discursiva.

O concurso MPU abrange todos os estados, como visto nos últimos editais, então é um certame bastante concorrido. Comece seus estudos, saia na frente!

info_de_mpu_cargos

>>> CURSO DE TÉCNICO MPU FREE

Linha do tempo Técnico do MPU

concurso-mpu-linha-do-tempo-tecnico-alfacon

Linha do tempo Analista do MPU

concurso-mpu-linha-do-tempo-analista-alfacon

Etapas do concurso MPU

– Analista

info_de_mpu_prova_analista

– Técnico

info_de_mpu_prova_tecnico

O que estudar? 

CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA OS CARGOS DE ANALISTA E TÉCNICO DO MPU

info_de_mpu_disciplinas

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

Muda de acordo com a área de atividade, então confira no último edital MPU.

Últimos concursos MPU

MPU 2015

  • Vagas: 22 (técnico) + 3 (analista)
  • Cargos:
    • Técnico Administrativo (nível médio);
    • Analista (nível superior).
  • Inscrições: 23/01 a 11/02/2015
  • Banca: Cespe/UnB
  • Provas: 22/03/2015
  • Remuneração: 
    • Técnico: R$ 5.007,82
    • Analista: R$ 8.178,06
  • Número de inscritos: 17.440

MPU 2013

  • Vagas: 228 (Analista) + 35 (Técnico)
  • Cargos:
    • Técnico Administrativo  (nível médio);
    • Analista (nível superior).
  • Inscrições: 16/08 a 25/08/2013
  • Banca: Cespe/UnB
  • Provas: 06/10/2013
  • Remuneração: 
    • Técnico: R$ 4.575,15
    • Analista: R$ 7.506,54
  • Número de inscritos: 283.178

MPU 2010

  • Vagas: 408 (Técnico) + 186 (Analista)
  • Cargos:
    • Técnico Administrativo  (nível médio);
    • Analista (nível superior).
  • Inscrições: 07/07/2010 a 30/07/2010
  • Banca: Cespe/UnB
  • Provas: 11 e 12 de setembro de /2010
  • Remuneração: 
    • Técnico: R$ 3.993,09 Analista: R$ 6.551,52
  • Número de inscritos: 754mil

MPU 2006

  • Vagas: 291 (Técnico) + 162 (Analista)
  • Cargos:
    • Técnico Administrativo  (nível médio);
    • Analista (nível superior).
  • Inscrições: 4/12 a 21/12/2006
  • Banca: FCC
  • Provas: 11/12 de setembro de /2010
  • Remuneração: 
    • Técnico: R$ 2.415,53
    • Analista: R$ 4.034,40
  • Número de inscritos: 397.948

Conheça a história de três alfartanas aprovadas no MPU

>> Monica Adriana Higutti.
>> Caroline Késsia de Almeida.
>> Elaine Riobranco.

DAS PROVAS OBJETIVAS – Caráter eliminatório e classificatório

ANALISTA

Conhecimentos Básicos

  • Língua Portuguesa
  • Noções de Informática
  • Legislação Aplicada ao MPU e ao CNMP

Conhecimentos Específicos

  • Direito Constitucional
  • Direito Administrativo
  • Direito do Trabalho
  • Direito Civil
  • Direito Processual Civil
  • Direito Penal
  • Direito Processual Penal
  • Direito Penal Militar
  • Direito Processual Penal Militar

TÉCNICO

Conhecimentos Básicos

  • Legislação Aplicada ao MPU e ao CNMP
  • Língua Portuguesa
  • Noções de Informática
  • Ética no Serviço Público
  • Raciocínio Lógico

Conhecimentos Específicos

  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Administrativo
  • Administração
  • Administração de Recursos Materiais

IMPORTANTE!


Foi reprovado nas provas objetivas  e eliminado do concurso público MPU o candidato que não atingiu o mínimo estabelecido no edital:

A) Nota inferior a 12,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos
B) Nota inferior a 23,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específicos
C) Nota inferior a 40,00 pontos no conjunto das provas objetivas.

 

Sem título
Sem título
O concurso MPU irá ofertar vagas para os cargos de Técnico, nível médio, e Analista, nível superior. A comissão é composta pelos seguintes integrantes: Blal Yassine Dalloul, Eloá Todarelli Junqueira, Sandra Roberta de Souza Oliveira, Tatiane Diniz da Silva e Rayza Madlum de Paula. Confira no diário oficial!

WhatsApp Image 2017-03-08 at 09.05.09

Através da Portaria de Transparência do órgão, de acordo com o Sistema de Gestão de Pessoal (GPS-Hórus), existem ao todo 1.762 cargos vagos. O relatório, que foi atualizado no dia 30 de janeiro, afirma que existem 10.786 cargos criados e 9.024 ocupados.
Clique aqui e confira a lista de cargos do MPU com base em novembro/2016.


Comentários

comentarios